Giverny – Jardins de Monet

13 fev

 

Deixamos para o quarto dia em Paris a viagem até GIVERNY, um lindo vilarejo na Normandia, onde fica o famoso Jardim de Monet. Na verdade, o Jardim  é a propriedade onde o famoso pintor Claude Monet  morou de 1883 até seu falecimento, em dezembro de 1926.

Pra ser bem sincera, a primeira vez que ouvi falar deste Jardim foi na bendita (rs rs) novela Viver a Vida (da Globo). O lugar me pareceu lindo, mas, naquele contexto,  não me  chamou taaaanto a atenção.  Por uma coincidência providencial, um mês antes de viajar, acabei, por acaso, assistindo a um breve seriado em um canal a cabo (Film&Arts),cujo nome era IMPRESSIONISTAS. Era exatamente a história da vida de Monet e de seus ilustres coleguinhas, como Renoir, Edgar Degas,  Cézanne e Manet (é isso mesmo! Esse com “a” é outro –  Edouard Manet). A série mostrou todo processo que levou Monet à mudança de Paris para Giverny:  como alugou e mais tarde comprou a casa que seria sua morada até seus  últimos dias e, mais importante, como, aos poucos, foi transformando o pântano que havia no fundo da propriedade no que seria o seu famoso jardim, de onde tirou inspiração para vários de seus quadros. Assim, dado ao fato que eu já gosto de um papinho nerd, é fácil entender que, depois de tudo isso, fiquei louca pra conhecer o lugar e decidi que iria tirar um dia para ir até lá.   

PLANTÃO #ficaadica -  Já havia dado a dica sobre ficar a par de  filmes e livros, então fica mais essa: pra quem gosta de artes , pintura e história: – IMPRESSIONISTAS no Film&Arts

COMO CHEGAR:

Acho que a maneira mais prática, mais gostosa  e mais barata para se chegar até lá é de trem. Então… Fomos de trem.

Saímos do hotel por volta das 08:00h. Pegamos o metrô até a Estação Saint Lazare. Descemos nesta estação e fomos acompanhando as  placas. É tudo bem sinalizado com cores, nomes, letras e números, mas como a malha metroviária de Paris é super complexa, inúmeras estações, conexões e interligações, aconselho ter sempre como companheiro o mapa do metrô que vem na capa de boa parte dos guias.

 Fomos subindo até chegar à superfície, onde fica a Gare Saint Lazare, ou seja, a estação de trens Saint Lazare (pintada por Monet em 1877, no quadro La Gare Saint Lazare).

Subimos, subimos e subimos, pois esta estação de metrô é interseção de várias linhas, e chegamos no coração da estação de trem (essa foto aí abaixo). Bem à frente de quem entra  fica um grande painel de embarque com  destinos e horários (na foto também) e, à direita, fica uma sala envidraçada, onde ficam os guichês para comprar os bilhetes.

Saguão de Embarque - Gare Saint Lazare

Para chegar a Giverny deve-se comprar um bilhete para VERNON. O itinerário é PARIS-ROUEN e, assim, já com o bilhete na mão, você fica parado na frente daquele painel de embarque, onde aparecerá o destino, nesse caso ROUEN , e a plataforma de embarque. Como bons viajantes de primeira viagem, ficamos perdidos e cheios de dúvidas. Um funcionário, bastante solícito, nos tranquilizou e disse para ficarmos aguardando em frente ao painel (onde já havia uma multidão), pois ali saberíamos com certeza quando o trem chegasse. Não deu outra, olhamos o painel, vimos a confirmação da plataforma e do horário e, na hora marcada, lá estava ele,  enorme, rápido e silencioso. Aí foi só seguir o fluxo.

Compramos bilhetes apenas de ida – 12.80 EUR (Paris-Vernon). O bilhete não tem horário e, pelo o que entendi (escrito no próprio bilhete), ele tem validade de dois meses para uma única viagem, então, conclui que, dentro desse prazo, você decide o dia e a hora que irá viajar.

Bilhete de Trem Paris/Vernon - Note que não há horário e o bilhete é válido por dois meses.

Dentro do trem há um pequeno painel luminoso indicando qual a próxima estação. Fique ligado para não passar a sua (Vernon). Se não me engano, há também uma indicação de voz, mas não estou tão certa disso.

 Ao chegar em Vernon (detalhe:  ninguém conferiu nossos bilhetes. Até hoje não entendi), atravessamos para o outro lado da estação através de uma passagem subterrânea que passa abaixo da linha de ferro. Desde aí já começam a aparecer pegadas indicando “Giverny”. Acompanhamos os “pés”, entrando na estação de trem e saindo em uma rua que dá de cara para um lugar tipo restaurante-bar (garanto que não era um café e não anotei o nome) cheio de bicicletas.  Já havia pesquisado no  Conexão Paris (www.conexaoparis.com.br) sobre a possibilidade de ir a  Giverny de bicicleta e, então, fomos até o tal “restaurante-bar” verificar. O aluguel das duas bicicletas  custou 12 EUR (o dia) e um passaporte fica com eles, sendo entregue apenas no ato da devolução da bike. Eles também entregam um mapinha improvisado, mas que ajuda.  São aproximadamente 7 Km até Giverny.

Ponte sobre o Rio Sena - VERNON

Na estrada (Destino: Giverny)

About these ads

7 Respostas to “Giverny – Jardins de Monet”

  1. marcia 03/08/2011 at 23:42 #

    adorei a sua dica, estou indo em novembro.

    • misscheck-in 04/08/2011 at 13:30 #

      Oi Marcia! Giverny é um lugar muito especial. Vale a pena!
      Espero que você curta ao máximo sua viagem!

  2. Célia (@regina26) 24/09/2011 at 05:12 #

    Fomos também a Giverny, em maio deste ano, mas acabamos optando por seguir de ônibus até lá. Saindo da estação, há um ponto de ônibus paralelo à linha do trem, o ônibus 240, que tem horários de chegada e partida coordenados com a chegadas dos trens. A ida e a volta custam 4 euros, e chega-se lá em 15 minutos. E que lugar lindo, não? Nos sentimos nos quadros dele! E que perfume que as flores tem!

  3. Verê Sanches 05/10/2011 at 22:05 #

    ESTOU PLANEJANDO IR ATÉ GIVERNY EM JULHO DO ANO QUE VEM, POR SER MINHAS FÉRIAS. VC ACHA QUE É UMA BOA ÉPOCA? QUE ESTAÇÃO DO ANO SERÁ LÁ NESTE MÊS?

    • Anna Guimarães 05/10/2011 at 22:51 #

      OI Verê!
      Acho uma época ótima. Lá será verão.
      Acho um período bem bacana para ir. Acho que pouco interessante mesmo só no inverno (lá, de final de dezembro a março).
      Abraço

  4. jatir 12/10/2011 at 13:36 #

    olla estou em paris hoje e vi suas dicas estou indo. super valeu. grato jatir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.154 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: