Perrengue com a bagagem

9 mar

De uma coisa você pode ter certeza: a primeira vez que for à Europa, você vai surtar!! Mesmo os que, no geral, não surtam e, principalmente, aqueles que, como eu, já são surtados nas condições normais de temperatura e pressão do shopping local… Todo mundo surta!!

No meu caso, que tive minha primeira vez na Europa em Portugal… Jesus!!! Encontrar vinho do Porto da melhor qualidade por qualquer 5 euros… Era demais, não é não??? Além de roupas, relógios, souvenires, porcelanas… Resultado: eu quis, literalmente, enfiar, espremer, socar Portugal dentro da minha mala e para isso precisei comprar mais duas malas… Muambeira total!!!

Não atentei para a franquia de bagagem. A única coisa até então que eu estava certa e preparada era para o fato de que, em vôos internacionais , NÃO é possível levar líquidos na bagagem de mão, razão pela qual todos os vinhos teriam que ser despachados na bagagem de porão.

Fui linda para o check-in!! Confiante de que, qualquer problema, pagaria o excesso de bagagem (certa de que seria qualquer vinte euros). O que eu não sabia era que só tinha direito a dois volumes e ponto. E quando a moça me falou o preço do excesso, lembro que saí do meu corpo e só me recordo de ter ouvido a primeira cifra: CENTO e lá vai euros… Naquele momento, no melhor estilo Maísa: “meu mundo caiu”.

Não tinha grana para pagar o excesso e todas as malas tinham vinho, ou seja, nenhuma poderia ser dispensada como bagagem de mão. Resultado: aconselhada pela própria atendente do check-in, tivemos que refazer as malas, ali mesmo, no guichê, com uma fila inteira esperando. O mais impressionante, além da paciência da funcionária, também foi a educação e compreensão dos demais passageiros que aguardavam na fila. Os portugueses são realmente um povo surpreendente (depois disso, nunca mais consegui ver graça em piada de português… rs rs rs… Juro!!!). E, na confusão, ainda tive que me desfazer de um litro de azeite português, edição especial, série ouro, que aqui não sairia por menos de 50 reais e lá me custou 3 euros (pra você não ficar me criticando por ter até azeite na minha mala, ok?? rs)

Pronto!!! Após pagar “O” mico no aeroporto de Porto, nunca mais viajei sem observar a franquia de bagagem e, por isso também, fiz o  post  anterior, só falando sobre este tema.

O caso é que meu perrengue com a bagagem não iria acabar por aí. Após dez horas de vôo e louca pra chegar em casa e distribuir meus vinhos como a poderosa da família que volta do  “estrangeiro” cheia de presentinhos… kkkkk… Notei que uma das minhas malas havia sido violada e três litros de vinho foram furtados.  Não havia usado aquele plástico que protege as bagagens (protect bag) e, depois disso, por mais caro que seja, passo plástico em tuuuudo, pois, muito mais cara é a frustração de abrir a mala e ver que suas compras preciosas foram roubadas.

 Mas em tudo fica uma lição e depois de tudo isso me tornei uma viajante muito mais organizada e cautelosa!!!! Arrumar mala na fila do check-in… Nunca mais!!!! Parecia uma retirante, ajoelhadinha com minha carinha de tacho realocando meus trapinhos… Mas… Pago mico, logo existo!!! kkkkkkkkkkk

Anúncios

3 Respostas to “Perrengue com a bagagem”

  1. Tania 14/05/2011 às 13:13 #

    kkkkkkk, muito engraçado!Mas valeu a dica. Vou viajar em setembro e estava em dúvida sobre a franquia.

  2. Lais 06/09/2011 às 17:47 #

    kkkkkkkkk gente socorro! Me manda um e-mail me explicando isso do plástico. Eu achei que era aquele filme de cozinha comum que as pessoas usavam!rsss bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: