História, Sacrifício e Arte – Igreja Nª Srª do Rosário – Tiradentes/MG.

5 nov

 Respirar História no cenário original dos fatos é inebriante e quase tudo que se vê e aprende passeando pelo Centro Histórico de Tiradentes é surpreendente.   Mas há sempre o encontro com algo que nos envolve de forma mais contundente. No meu caso foi a IGREJA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DOS PRETOS. Não só pela beleza suave de seus entalhes barrocos ou por sua construção envolta em um “ritual” de devoção e altruísmo, mas pelo conjunto da obra.

Como o nome já enuncia, trata-se de uma pequena  igreja construída e freqüentada apenas por escravos, o que – contendo sua precipitação – não significa dizer humilde. Localizada na Rua Direita, foi construída entre 1708 e 1719 e é considerada a mais antiga da cidade.

Até aí tudo parece muito básico, historicamente falando, mas as circunstâncias da construção fazem toda a diferença.  Entrando no templo, não se engane, tudo que reluz – sim – é ouro. Ouro “roubado” pelos escravos nos garimpos e trazido clandestinamente em cabelos e unhas para a Igreja.

Por essa razão, a porta principal nunca era aberta. O único acesso era uma pequena porta lateral  que, uma vez aberta, não permitia que o  ouro que ornava o altar fosse visto por quem passasse nas imediações. Reza a lenda que o único branco ciente de tudo era o Padre, “cúmplice” dos negros .

A riqueza inesperada da decoração  guarda consigo uma série de pormenores contraditórios e intrigantes e, enriquecendo o enredo histórico, a presença  de alguns símbolos alheios ao contexto católico narram silenciosamente uma história de segregação, fé e abnegação. A meia lua, no teto do altar, e a estrela negra, no teto da nave, fazem referência ao fato da Igreja ter sido construída à noite, único tempo livre que os escravos tinham para a construção.

A pintura no teto do altar mostra Nossa Senhora entregando o Rosário a São Francisco de Assis e São Domingos Gusmão:

E no teto da nave estão representados os  15  mistérios do Rosário:

 Eu, que não tenho formação católica, para fazer esse post aprendi que o Rosário é uma oração católica – de devoção à Virgem Maria –  composta, originalmente, por três terços, cada terço com cinco mistérios. Cada mistério recorda uma passagem importante da história da salvação, o que, por sua vez,  está representado no teto da Igreja do Rosário (foto acima). Para tanto, entre outras fontes, consultei o Hélio, católico cheio dos protocolos “sacro-episcopais” (batismo, comunhão e crisma).

No lado esquerdo do altar, abaixo da imagem de Santo Elesbão – um Santo negro –  encontrei essas casinhas, curiosas, mas o significado ninguém soube me explicar, apenas garantiram que fazem parte da construção original da igreja (será?).

Santo Elesbão

E para aqueles que, como eu, até então nunca ouviram falar de Santo Elesbão, segue a “pesca” informativa:

Voltando à parte externa, note as fendas na parede da única torre e abaixo dos degraus, estrategicamente dipostas para dispersar o mau cheiro vindo dos corpos enterrados no interior da Igreja, já que a porta principal nunca seria aberta:

Também é possível subir até a galeria e apreciar a vista lá de cima:

Bem em frente a Igreja Nossa Senhora do Rosário, está a Antiga Cadeia de Tiradentes, erguida por volta de 1730.

Segundo o Carlos, nosso guia do charretour, a cor rosa, mantida quando de sua reconstrução após o incêndio que devastou o prédio em 1829,  é uma homenagem a Maria Elvira Correia, primeira (não sei se única) mulher presa – por adultério –  no antigo arraial.

– A Igreja está aberta à visitação  das 09 às 17h. A entrada custa R$ 2,00. É permitido fotografar, desde que SEM flash. Já a Cadeia estava fechada para reforma e, para falar a verdade, estava com mais pinta de abandono que de revitalização.

Anúncios

11 Respostas to “História, Sacrifício e Arte – Igreja Nª Srª do Rosário – Tiradentes/MG.”

  1. Vicki 16/11/2011 às 12:46 #

    Linda historia. Já inclui Tiradentes no meu roteiro.
    Parabéns pelo blog.

    • Anna Guimarães 16/11/2011 às 22:31 #

      Oi Vicki! Obrigada!
      Tiradentes é realmente uma delícia. Não pode faltar no seu roteiro!

  2. Gina 17/11/2011 às 22:07 #

    Estive em Ouro Preto e deixei escapar essa preciosidade! Mas ainda vou a Minas e Tiradentes está na minha listinhaaaaaa, rsrs.
    Lindo post.
    Bjs

    • Anna Guimarães 18/11/2011 às 17:18 #

      Gina! Você vai amar! É um lugar muito especial. A História, a arquitetura, a comida, as pessoas… Tiradentes, como vc disse, é de fato uma preciosidade. Estou louca para voltar! kkkkkk 🙂

  3. Andreas 24/01/2013 às 15:43 #

    it was really excellent post! i am from aruba and i always like to read this blog.

  4. Lívia 18/06/2014 às 15:09 #

    Estive em Tiradentes, pela segunda vez, no ano passado (Julho/2013) e a cadeia já estava sendo revitalizada 😉 Ótimo post!

    • Anna Guimarães 18/06/2014 às 23:40 #

      Oi, Lívia!
      Obrigada pela informação.
      Boa notícia 😉
      Abraço,
      Anna

      • Ana Maria 19/11/2014 às 09:05 #

        Gostaria de comentar as casinhas abaixo da imagem de Santo Elesbão: As casas dos escravos livres eram pequeninas, contendo somente uma porta e uma janela. Pode-se ver exemplos preservados em todas as cidades históricas. Inclusive no Largo da Cruz em São João Del Rei há muitas delas. O fato de encontrá-las na Igreja do Rosário pode significar a distribuição dos bens que o Rei (Santo Elesbão) fez ao seu povo, antes de se recolher ao convento.

      • Anna Guimarães 20/11/2014 às 10:11 #

        Obrigada, Ana Maria!
        Valioso seu comentário.
        Abraço,
        Anna

  5. Eliana candida nogueira 04/01/2016 às 12:18 #

    Eu acabei de chegar de uma viagem a Minas Gerais e tive o prazer de fazer um belissimo passeio a Tiradentes. Quero voltar mais e mais vezes. Super recomendo. Historias e lugares incriveis.

    • Anna Guimarães 05/01/2016 às 19:46 #

      Muita saudade de Tiradentes, Eliana.
      Cidade linda, gente hospitaleira e comida maravilhosa.
      Tudo de bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: