DIOGO, BAHIA – Km 68 da Linha Verde

23 dez

DIOGO. Será que você já ficou intrigado com essa placa, pouco comentada, no meio da Linha Verde, litoral Norte da Bahia?

Particularmente, sempre ficava divagando, no meu fantástico mundo das paisagens, o que teria por trás daquela plaquinha. E aí, um belo dia, empacotamos de mala e cuia para esse ‘mistério’.

O lugar fica no Km 68 da Linha Verde – BA 099 – Litoral Norte da Bahia. Está localizado no trecho entre Sauípe e a Praia do Forte, na região de Imbassaí, banhada pelo rio de mesmo nome.

Mapa da Linha Verde – Bahia (disponível em guiadolitoral.uol.com.br)

Entrando na tão intrigante placa, você vai ver que o Diogo não tem nada demais. É um pequeno povoado sem grandes atrativos. Nada de vilinha encantadora e cheia de charme, como na Praia do Forte. Tampouco mega resorts all inclusive, como na vizinha Sauípe.

Diogo – Linha Verde – BAHIA

É um reduto de casinhas simplórias e vida simples e isso, por si só,  já faz dele um canto interessante para se refugiar do aperto e das filas comuns aos lugares da moda.

Por esse conjunto, acho que o Diogo é mais interessante para pernoitar do que para passar o dia, por dois motivos:

Primeiro –  a grande graça do lugar é ficar longe de tudo e curtir seus cantinhos de mata virgem beirando o rio. Em apenas um dia, certamente, você só vai se dedicar à praia.

Segundo – como o povoado não tem muito a oferecer e chegar na praia requer uma longa caminhada pelo ‘Saara’, a escolha de uma boa pousada vai fazer toda diferença e pode tornar o Diogo seu refúgio preferido. Confira nossa opção de hospedagem no Diogo aqui.

MAS E A PRAIA?

 É importante deixar claro que a praia fica no Reino tão tão Distante, depois do rio e das dunas. Pelo Diogo, não é possível chegar de carro. É preciso caminhar um quilômetro pelo sol escaldante, escalando dunas e areia quente. Acredite, não é legal.

Está vendo aqueles coqueiros na linha do horizonte? Então! Pra chegar à praia você vai ter que caminhar tudo isso. Fora o que já caminhou para chegar neste ponto, onde a foto foi tirada. Com o Sol e areia quente fica ainda mais fácil 😦

 

Mas sei, mesmo sabendo disso, você continua querendo saber sobre o praia, claro! A praia com certa estrutura mais próxima é a de Santo Antônio. E é uma graça, sobretudo por sua atmosfera de vila de pescador no meio do nada. É tranquila e, por não ser de fácil acesso, é pouco frequentada.

Aos finais de semana, barracas de palha atendem aos banhistas, servindo bebidas e comidinhas de praia, basicamente peixes e frutos do mar (durante a semana, encontrar barracas funcionando já é mais difícil),

Na praia, praticamente deserta no trecho sem barracas, nos aninhamos numa palhoça e curtimos o mar, quase com status de praia particular.

Mas apesar de toda beleza, acho que ir a pé é um sofrimento desnecessário. A caminhada é longa e o Sol e as dunas não ajudam.

Se você não é do tipo turista radical, nem está participando do ‘Medida Certa’, vá de carro. O acesso fica a três quilômetros do Diogo, seguindo pela Linha Verde, sentido Sauípe/Sergipe (norte):

Entrando na placa ‘Santo Antônio’, são mais três quilômetros até a praia. Mas esse trecho também não é fácil. O carro sofre na estrada de areia e é preciso ter cuidado para não atolar.

Para chegar à praia é preciso estacionar o carro e ainda subir uma pequena duna, mas nada que assuste. Colocaram até uma rampa de madeira para ajudar na subida.

O caso é que, se é difícil de carro, imagine a pé?  Por isso, indico estar motorizado. Se for um 4×4, melhor ainda.

ONDE COMER

Em Salvador, corre longe a fama do Sombra da Mangueira, o mais badalado restaurante do Diogo e da Linha Verde.

Assim que entrar no acesso do Povoado, na Linha Verde, em uma linha reta logo se chega ao Sombra da Mangueira. O movimento de carros na porta não vai deixar dúvidas e a graça, claro,  fica por conta da sombra da mangueira, uma senhora árvore  sombreando as mesas rústicas de madeira.

E, por mais que se queira inovar, não dá pra resistir ao prato mais famoso da casa, uma moqueca de camarão que leva o nome do restaurante:

Moqueca de Camarão Sombra da Mangueira – Diogo.Bahia

A novidade fica por conta do queijo adicionado à moqueca. Inusitado, mas o queijo dá uma amaciada especial no sabor que faz toda a diferença.

Mas boa comida no Diogo não se resume ao Sombra da Mangueira. Seguindo povoado adentro, você vai se deparar  com o  Restaurante Caminho do Rio.

Ele fica bem ao lado do acesso – a pé – à praia de Santo Antônio:

É um restaurante  bonitinho, com decoração divertida  e ótima comida.

Pra variar bastante, pedimos uma moqueca de camarão que, por sua vez, chegou divina, acompanhada por guarnições cuidadosamente decoradas com frutas do pomar do restaurante. Uma delícia e, além disso, mais barata que o ‘Sombra da Mangueira’.

Os dois restaurantes funcionam para almoço, de domingo a domingo.

Não perguntei se aceitam cartões, mas, em todo caso, no Diogo é sempre bom estar com dinheiro na carteira, pois muitos lugares não aceitam cartões e no povoado não há nenhum lugar para sacar dinheiro. Você vai precisar ir até a Praia do Forte para resolver esse problema 😉

–  O Diogo fica no litoral norte da Bahia, na Linha Verde. Partindo de Salvador, essa rodovia é o caminho mais curto para chegar a Aracaju. Para saber detalhes desse trajeto, confira nosso post sobre a Linha Verde e a Ponte Gilberto Amado.

– Para conhecer a pousada onde nos hospedamos, confira nosso post sobre a Pousada Too Cool.

Anúncios

37 Respostas to “DIOGO, BAHIA – Km 68 da Linha Verde”

  1. João Hungria 23/12/2013 às 13:29 #

    Meninaaa arrazou nas fotografias!
    destaque para o gatinho no muro com o foco perfeito *-*
    não deixando de citar também a foto da praia de Santo Antônio e a moqueca com foco no primeiro plano(de babar kkk)

    • Anna Guimarães 23/12/2013 às 22:13 #

      Ri alto com você, Ju!
      Só você mesmo pra me fazer rir.
      Beijo no coração.

  2. Cícero 10/01/2014 às 16:59 #

    O Diogo é muito bom. Mas a praia é longe mesmo.
    Fui a pé e o sol não perdoa.
    Acho que de carro, por Santo Antônio, deve ser melhor mesmo.

  3. cida 09/05/2014 às 21:12 #

    Amei o tão tão distante kkkk faz jus mesmo.

    • Anna Guimarães 11/05/2014 às 09:10 #

      kkkkkkkkkk
      Mas não é, Cida?
      Isso precisa ficar claro rsrsrsrs
      Abraço,
      Anna

  4. Claudia 11/12/2014 às 15:23 #

    Oi Anna, estamos pensando em ficar hospedada no Sesc em Salvador e alugar um carro para conhecer Diogo, Praio do Forte, Imbassai, sei lá talvez pernoitar por lá, visto que a diária do Sesc é super em conta..acha loucura..em março…baixa temporada…

    • Anna Guimarães 13/12/2014 às 17:02 #

      Oi Claudia!
      Tudo bem?
      Loucura? Jamais rsrsrsrsrs
      Loucura é não aproveitar essa oportunidade 😉
      Dá pra ir sim, tranquilo. A Praia do Forte é um encanto.
      O Diogo tem sua magia, mas como disse no post, praia praia é longe.
      A Linha Verde tem muito a oferecer… Pega o carro vai. Com certeza você não vai se arrepender.
      Qualquer dúvida, estou por aqui.
      Abraço,
      Anna

      • Claudia 14/12/2014 às 08:45 #

        Obrigada pelo rápido retorno Anna, decidimos,,, não estamos
        com folego para a caminhada…rsrs..
        Agora a questão é: com um carro alugado comum,
        não corremos o risco de atolar..rsrsr…entrando em Santo Antonio
        para almoçar..por exemplo
        Penso em pernoitar em Imbassai, Praia do Forte, o que vc me sugeri tem um albergue no Forte com quarto privativo..
        Mas tenho receio pelas distancias

      • Anna Guimarães 14/12/2014 às 20:37 #

        Oi, Claudia!
        Em relação a Santo Antonio, fomos no C3. Mesmo sem 4×4 passamos, mas somos acostumados com isso… A enfiar o carro em tudo que é buraco rsrsrs. Na região, para almoçar, acho melhor o Sombra da Mangueira (que é super disputado) o Caminho do Rio, ambos no Diogo mesmo. Santo Antonio é melhor pra curtir a praia mesmo (mas essa é nossa opinião, viu?)
        Pernoitar na Praia do Forte me parece uma ideia excelente, a vila é muito linda e tem uma vida noturna bem agradável. Dicas de albergue, não tenho. Quando fui fiquei em uma Pousada que adorei, mas não é bem no miolinho da Vila.
        Sobre as distâncias, você vai ver que não é longe e a Linha Verde é uma rodovia em bom estado. A depender do dia semana que decidir ir, poderá pegar engarrafamento, por isso, se tiver a chance, evite ir, tipo, no final de semana.
        Vamos nos falando. Qualquer dúvida, estamos por aqui. Somos igual a C&A… Abuse e Use rsrsrs
        Abraço,
        Anna

      • Claudia 15/12/2014 às 07:09 #

        Mais uma vez muito obrigada….
        Não fazemos questão de luxo, somente uma pousada com uma boa cama para descansar, tem alguma para nos indicar?
        Nossa vontade é seguir até Sergipe pelo seu roteiro, mas iriamos precisar
        de vários dias..

      • Anna Guimarães 15/12/2014 às 10:39 #

        Oi, Claudia!
        Hum! Vou olhas nas minhas fotos se encontro o nome da pousada que fiquei. Era uma gracinha.
        Aaaah! Seguir até Sergipe seria tão legal… Mas realmente implica em esticar demais a viagem.
        Fica o convite para voltar com mais calma de outra vez 😉
        Não falei nada sobre Imbassaí porque estive lá há muito muito tempo. Na época gostei. Espero que ainda esteja bacana.
        Abraço,
        Anna

      • Claudia 15/12/2014 às 10:44 #

        Anna não tenho palavras para te agradecer….
        Sua ajuda esta sendo fundamental….

      • Anna Guimarães 15/12/2014 às 10:46 #

        Ô Claudia!
        Nem precisa agradecer. É um prazer. De verdade.
        Torcendo pela sua viagem 😉
        Abraço

  5. cesar 01/01/2015 às 14:25 #

    Boa tarde. Estive em Diogo esta semana e fiquei hospedado no Tendal Camping só que não levei barraca. Eu e a família – 4 pessoas- ficamos numa das casas do acampamento com geladeira, fogão e demais móveis. A diária ficou 150 reais (casal 120 reais). Uma boa pedida de baixo custo e ótima hospitalidade. Ali ficou nossa base para daí explorar a região.

    • Anna Guimarães 01/01/2015 às 19:58 #

      Oi Cesar!
      Tudo bem?
      Obrigada pelo retorno e pela dica. Uma ótima opção.
      Se tiver fotos e quiser postar, pode enviar pra mim que posto aqui no blog.
      Quanto mais opções, melhor 😉
      Abraço
      O e-mail, qualquer coisa, é misscheck-in@hotmail.com

  6. Daiana Sousa 05/01/2015 às 14:15 #

    Não sei se me passei na leitura, mas Diogo tem também o restaurante do “seu Domingos” de Diogo. Imperdivel a caipiroska de mangaba, a caldo de sururu (com muito sururu!) e para o almoço o delicioso ensopado de peixe com verduras. Hum… delicioso!

  7. Ana Cristina Maria Santos Sousa 04/02/2015 às 21:49 #

    Parabéns por descrever de maneira simples e prática como chegar, pousada, restaurante. Obrigada

    • Anna Guimarães 04/02/2015 às 22:37 #

      Oi Ana,
      Eu que agradeço pelo retorno 😉
      Qualquer dúvida, estamos por aqui.
      Abraço

  8. Rosalino s Ramos 22/02/2015 às 22:50 #

    Eu moro em Diogo e tenho uma van. Meu nome e Rosalino. Faço passeio, um tour em toda região. Sou nativo da vila do Diogo – fone 071 9949 – 4628
    Obrigado por divulgar a minha região

    • Anna Guimarães 23/02/2015 às 07:11 #

      Olá, Rosalino!
      Tudo bem?
      É um prazer falar da sua região.
      Obrigada pelo contato.

      Abraço,
      Anna

  9. Neiadson 11/07/2015 às 02:07 #

    Faltou publicar fotos da padaria daqui do diogo os pãezinhos deliciosos de meu pai a padaria

    • Anna Guimarães 12/07/2015 às 16:25 #

      Oi, Neiadson!
      Hummm… Deu água na boca!
      Adoro pão. Mas não vi a padaria.
      Onde fica? Na próxima preciso conhecer.
      Abraço,
      Anna

  10. Isabel Cristina Matos 06/08/2015 às 00:50 #

    Muito bom as dicas e comentários

  11. Edvani 01/10/2016 às 17:56 #

    Adorei

  12. Mario 13/11/2016 às 12:03 #

    Em minha próxima ida à Salvador vou ver se vou conhecer essa praia.

  13. Nelson Borges 30/11/2016 às 12:11 #

    Achei as fotos do lugar, belíssimas! Com certeza vou visitar!

  14. Tadeu 19/03/2017 às 19:05 #

    Lindo!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pousada Too Cool – Diogo.Bahia | Miss Check-in - 06/01/2014

    […] tratamos do DIOGO, a intrigante placa do Km 68 na Linha Verde, Litoral Norte da Bahia. Confira o post completo aqui. […]

  2. PRAIA DO BAIXIO, BAHIA – Km 121 da LINHA VERDE | Miss Check-in - 13/06/2014

    […] vila em si, como disse, é muito simples. Ainda assim, tem mais estrutura que o Diogo, com uma pequena  orla bonitinha e organizada, com barracas de madeira padronizadas e a dádiva de […]

  3. Pousadas na Linha Verde: POUSADA ANGÁ na Praia do Baixio/BA é a nossa dica. | Miss Check-in - 16/06/2014

    […] claro, é decisiva para o sucesso do seu passeio. Isso porque, como já disse no post sobre o Diogo, as pequenas vilas da Linha Verde têm estrutura reduzida e a escolha de uma boa pousada vai […]

  4. Ponte Gilberto Amado – o atalho da Costa Sergipe/Bahia. | Miss Check-in - 22/06/2014

    […] – Diogo – Km 68 […]

  5. LAGOA DO MAMUCABO – Praia do Baixio – Bahia | Miss Check-in - 20/07/2014

    […] Mais sobre a Linha Verde em Diogo – Km 68 e Ponte Gilberto […]

  6. Airbnb – Hospedagem boa e barata em SALVADOR.BAHIA | Miss Check-in - 12/01/2015

    […] – Diogo, Km-68 […]

  7. Resort Recanto da Natureza – um refúgio de beleza e tranquilidade em MANGUE SECO.BAHIA | Miss Check-in - 16/01/2016

    […] – Diogo – Km 68 […]

  8. Como chegar a Mangue Seco – BAHIA | Miss Check-in - 30/01/2016

    […] – Diogo – Km 68 […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: