Onde ficar em Paris: nossa experiência no TIMHOTEL MONTMARTRE.

18 mar

Planejando a primeira viagem a Paris?

Sentindo-se encurralado por tanta informação, tipo noiva às vésperas do casamento?

Quanto mais você procura, quanto mais você pesquisa, mais indecisão vai acumulando no peito?

Sim! Quase todo mundo passa por isso.

PARIS - Trocadéro

Meses antes da viagem, eu estava nessa vibe louca de ‘noiva’ <mesmo sem nunca ter casado> olhando vários hotéis; passeando via google street view pelas ruas de alguns deles; olhando preços; localização; milhares de fotos e comentários de hóspedes. Mas nada do que tinha visto trazia a sensação que eu buscava… a de estar integrada àquele charme vintage do cotidiano de Paris.

Montmartre à noite - PARIS

De repente, no meio de tanta pesquisa, encontrei a foto de uma pracinha arborizada agraciada por uma fonte wallace. Vi a placa “Timhotel” entre as árvores. Aumentei  a  imagem, conferi a localização, joguei no Google e lá estava o resultado: TimHotel Montmartre – Praça Émile Goudeau, na Colina de Montmartre, 18º arrondissement.

Praça Émile Goudeau

Praça Émile Goudeau – Timhotel ao fundo – MONTMARTRE.PARIS

Sim! Várias pessoas me indicaram vários hotéis e várias coisas próximas aos ‘seus’ hotéis. Mas eu buscava uma experiência bem minha e ninguém havia me dito nada sobre o Timhotel Montmartre.

TIMHOTEL MONTMARTRE - PARIS

Sobre Montmartre, ouvia  que era longe, que era inseguro  e alguns ainda temperavam a informação com a citação de que era uma área de prostituição. No meu lúdico imaginário, entretanto, Montmartre era apenas o bairro de Amelie Poulain, le petit Nicolas, Picasso, Van Gogh e do Moulin Rouge. Por isso desembarquei, por conta e risco, no Timhotel. Ponto.

Cena de Amelie Poulain

Amelie Poulain

O que posso dizer, particularmente, sobre minha experiência: Montmartre é o lugar onde deixei meu coração em Paris. Essa é uma opinião muito pessoal? Sim, claro, mas é a única que tenho sobre o bairro e sobre o Timhotel Montmartre.

Vista de Montmartre - PARIS

O HOTEL

Veja! Eu não buscava um hotel luxuoso, um quarto super confortável ou um café da manhã de buffet quilométrico. Se essa é sua pretensão, esse não é um hotel pra você < talvez o Novotel Les Halles, por exemplo,  se encaixe melhor nos seus planos>

O Timhotel é muito simples – três estrelas, em um prédio antigo – os quartos são pequenos e os banheiros menores ainda.

Quarto de Casal - Timhotel Montmartre - PARIS

???????????????????????????????

Mas são limpos, com decoração suave e objetivamente confortáveis. Além disso, aconchegante, e particularmente agradável, após um dia inteiro de andanças pela cidade, descansar em uma daquelas janelinhas de Paris, como se morador fosse.

Janela TIMHOTEL MONTMARTRESobre as diárias,  não estão entre as mais baratas, mas, no geral, a Rede Timhotel oferece preços razoáveis e o Timhotel Montmartre, no conjunto, garante um ótimo custo-benefício. Chegando lá, de bônus, você vai notar que a localização é meio que… encantadora.

O café da manhã é bem resumido, o salão é pequeno, mas são oferecidos croissants e brioches e pãezinhos frescos e deliciosos, o básico perfeitinho de qualquer boulangerie.

???????????????????????????????

Talvez por esses comentários de que Montmartre não é seguro e tal e tal, o hotel não era muito frequentado por brasileiros. Os hóspedes, em sua maioria, eram europeus  < com aquela salada de frutas de idiomas e cabecinhas loirinhas em sóbrios pullovers  très chic. Por isso também, fique atento à diferença de comportamento. Terminada a refeição, todos os hóspedes, sem exceção, recolhem suas bandejas e depositam em um suporte no canto do salão. Se você não fizer o mesmo, corre o risco de levar um ‘carão’ da copeira. O Hélio, indisciplinado, levou  😛  >

???????????????????????????????

MONTMARTRE

Sobre se hospedar em Montmartre: se você aprecia História, Arte e também curte vivenciar o cotidiano das cidades que visita, creio que Montmartre é bem o seu lugar.

Montmartre

Em Montmartre Van Gogh viveu na Rua Lepic (com roteiro aqui) e de lá pintou sua vista. Picasso também morou por lá, nada mais, nada menos que no simplório prédio Bateau Lavoir, coladinho no Timhotel Montmartre, na simpática Praça Emile Goudeau.

Le Bateau Lavoir - Montmartre- PARISSaindo da praça pela escadaria na lateral do hotel, em uma curta linha reta você chega à Rua des Abbesses, onde está a Estação de metrô Abbesses, na Praça Abbesses, endereço do famoso muro do “Eu te amo!”.

Estação Abbesses – Montmartre

Por ali, diversas opções de cafés, pequenos bistrôs, sanduicherias, frutarias e lojinhas interessantes enchem as ruas.

Frutarias de Montmartre

???????????????????????????????

???????????????????????????????

???????????????????????????????

Tentamos variar pra conhecer um pouquinho de cada portinha da vizinhança e entre nossos preferidos ficou a Pizzaria La Pignatta, bem próxima a Praça Abbesses. Boa comida, ambiente agradável e preços atrativos.

???????????????????????????????

Seguindo pela Rua Abbesses, na direção oposta à estação de metrô, chega-se a Rua Lepic, também cheia de vida,  boa comida e lojas graciosas, inclusive o café onde, no filme, trabalhava Amelie Poulain. Veja como chegar ao Café aqui.

Café des deux moulins - Montmartre - PARIS

Há alguns passos da esquina da Rua Lepic com a Boulevard de Clichy, cintila há alguns séculos o Moulin Rouge, quase em frente à Estação de metrô Blanche (conheça esse roteiro aqui).

Moulin Rouge

Voltando tudo e de volta ao  Hotel, agora subindo a Praça Émile Goudeau, pela Rua Ravignan, em uma curta caminhada chega-se ao coração de Montmartre, em meio àquelas ruazinhas cheias de souvenires, cafés, pinturas, crepes e biscoitos. Pelas ruelas, envolvido na atmosfera do bairro, em cinco minutos você estará na icônica “Place du Tertre”, famosa por seus artistas de rua, com suas pinturas de rua e caricaturas a gosto do freguês.

???????????????????????????????

A Place du Tertre, por sua vez, está na lateral da imponente Sacré Coeur.

Esquina da Place du Tertre, na lateral da Sacré Coeur - Montmartre - PARIS

Esquina da Place du Tertre, na lateral da Sacré Coeur – Montmartre – PARIS

E se hospedar na Colina de Montmartre é isso! É ficar na vizinhança borbulhante e charmosa da Place du Tertre e estar pertinho da Sacré Coeur, sem  precisar se aventurar pelas escadarias lotadas que levam à Igreja (confira o roteiro de como chegar à Sacré Coeur sem escadas aqui).

Sacré Coeur - Montmartre - PARIS

Sobre a insegurança, posso garantir que a colina é sempre movimentada, cheia de turistas e locais que lotam as ruas, cafés e restaurantes do Bairro. Aos pés da escadaria, sempre rola aquele golpe chato da fitinha, o que, por sua vez, não torna a escadaria inviável, mas à noite, prefira chegar e sair de Montmartre por dentro da colina, tipo, da Estação Abbesses (ou Estação Pigalle).

Carrossel

Carrossel das Escadarias da Sacré Coeur.

Do outro lado da colina,  depois do Moulin Rouge, descendo a Boulevard Clichy, no sentido oposto à esquina com a Rua Lepic e Estação de metrô Blanche, há vários cabarés e sexy shops. De dia, são apenas vitrines mais ousadas e chamativas. À noite, você pode evitar esse trecho e se concentrar do Moulin Rouge pra cá (vindo em direção a Lepic). Assim vai notar que a noite de Montmartre  é mais segura e familiar que a noite de muitas cidades brasileiras. Confira as direções indicadas no mapa:

Mapa - Timhotel Montmartre

Sobre Montmartre ser longe… Certo… Pode ser um dos pontos turísticos mais afastados da cidade, mas Paris é uma cidade grande e seus pontos turísticos são bem espalhados. Provavelmente, qualquer lugar que você escolher será muito próximo de alguns pontos e distante de outros. Para todas as distâncias há um sistema de metrô que interliga toda a cidade e resolve de maneira eficiente sua questão de locomoção (confira como usar o metrô de Paris aqui).

mapa-metro-e-rer-paris

Mapa do Metrô e RER de PARIS

INFORMAÇÕES ÚTEIS

– Tomadas 110v, no padrão europeu. Certamente, você vai precisar de adaptador universal de tomadas (item indispensável na sua mala)

???????????????????????????????– O prédio do hotel, apesar de antigo, conta com elevador. O terraço  garante uma vista linda da colina e os quartos do último andar são mais caros, mas também têm vista privilegiada

– Wifi disponível nos quartos.

– Não tem estacionamento e não há como chegar de carro na ‘porta’ do hotel, pois, por um lado, o acesso à Praça  Émile Goudeau é por escadas e, no lado oposto à escadaria, o acesso de veículos se encerra no encontro da Rua Ravignan com a Praça.

Escadaria da Praça Émile Goudeau – Montmartre

– A Rede TIMHOTEL tem várias unidades espalhadas por Paris e os preços variam de acordo com a localização.

Mais sobre Paris e Montmartre: 

Paris de metrô

Roteiro fácil para a Sacré Coeur

Uma noite no Moulin Rouge

Biscuiterie de Montmartre

Tudo o que você vai encontrar em Montmartre no site www.montmartre-site.com

Desde abril de 2015 somos parceiros do TicketBar, site especializado na venda on-line de ingressos e passeios em várias cidades do mundo. Por lá você vai encontrar:

JANTAR MUSICAL EM MONTMARTRE

SHOW E JANTAR NO MOULIN ROUGE

INGRESSOS PARA O LOUVRE

VERSAILLES À NOITE

City Tour + Cruzeiro + Almoço na Torre Eiffel

– Todos os serviços e passeios oferecidos em Paris AQUI.

Anúncios

17 Respostas to “Onde ficar em Paris: nossa experiência no TIMHOTEL MONTMARTRE.”

  1. Paulo R F Selle 18/03/2015 às 10:05 #

    Perfeito! É certo que será o escolhido. Parabéns pela postagem.

  2. Maria Rita de Pádua 18/03/2015 às 10:44 #

    Lindo – Perfeito
    Também amo Amelie Poulain e acho q vou adorar Montmarte.
    Ótima dica.

    • Anna Guimarães 18/03/2015 às 20:25 #

      Oi Paulo
      Oi Maria Rita
      Creio que se escolherem Montmartre, terão boas lembranças de volta na mala 😉
      Abraço,
      Anna

  3. Valdicleia 26/03/2015 às 17:05 #

    Olá,

    Tudo bem com você?

    Sempre tive o desejo de visitar Paris mas até hoje não pude concretizar esse sonho. Seu site, repleto de informações sobre Paris, conseguiu me deixar com mais vontade ainda.​ Parabéns pela página, pelas matérias e por nos dar várias dicas.

    Gostaria de saber se além de suas ótimas matérias, você estaria disponível a ajudar as pessoas que acessam o seu site também com vagas de emprego, através do Plugin de vagas do sine, site gratuito.

    Trabalho no site sine.com.br, se houver interesse, por favor, retorne contato.

    Abraço.

  4. Carla Marchesini Taques 01/04/2015 às 18:11 #

    Olá Anna, tdo bem?!
    Cheguei ao seu site por indicação do blog do Ricardo Freire, pois vou conhecer Aracaju na Páscoa.
    Todavia, já estou planejando (sonhando) com a próxima viagem rsrs!
    A-do-rei esse post do hotel em Paris; parabéns pelo texto, ótimas dicas, fotos…enfim, obrigada!! E só fiquei na dúvida quanto ao golpe da fitinha, como é isso? Voltarei mais vezes para consultar as outras postagens!
    Abraços,
    Carla.

    • Anna Guimarães 02/04/2015 às 11:20 #

      Oi, Carla!
      Obrigada pelo comentário 😉
      Sobre o golpe da fitinha, comigo foi assim:
      Um imigrante se aproximou e começou a falar que estava precisando de ajuda financeira para sua família que estava em seu país de origem. Na conversa, vai amarrando uma fitinha no seu braço. Ficou conversando, conversando e eu tentando me sair, mas ele só solta a fitinha no seu braço depois que você dá algum dinheiro pra ele. A conversa muda, mas a chateação, que não é bem golpe, é basicamente essa.
      Sobre Aracaju, espero que curta sua viagem.
      Qualquer dúvida, estou por aqui.
      Abraço,
      Anna

  5. Mirela Augusto 13/04/2015 às 12:23 #

    Ótima dica! Vou conhecer a Europa esse ano, passarei por Paris, já comprei as passagens, mas ainda ñ fechei as hospedagens. E seguro viagem? Alguém conhece uma boa empresa? Vi que é obrigatório. bj

  6. Ellen Ribeiro 14/04/2015 às 12:48 #

    Nossa, fiquei neste hotel qd estive em Paris. Gostei bastante e tbm indico. A Mirela perguntou sobre seguro, qd fui, fechei o plano Eurocard, da http://www.touristcard.com.br bjs

    • Anna Guimarães 14/04/2015 às 19:32 #

      Oi Ellen!
      Obrigada pelo comentário.
      Uma segunda opinião, reforçando a nossa, faz um bem… rsrsrs
      Obrigada também pela indicação do seguro.
      Abraço,
      Anna

  7. Adriana Rieiro 06/01/2016 às 11:20 #

    Adorei o seu post, fiz reserva neste hotel, mas pelo mapa achei que ficasse muito longe de tudo. Fiquei encantada com as suas informações. Como vou ficar somente 4 dias, ele fica próximo aos principais pontos turísticos? É perigoso sair a noite?

    • Anna Guimarães 07/01/2016 às 22:49 #

      Oi Adriana
      O hotel fica no centro da colina de Montmartre, bem próximo a Sacre Coeur.
      Como disse no post, os pontos turísticos de Paris são espalhados. Montmartre concentra muita atrações, mas para outros pontos, como a Torre, o Louvre e Notre Dame, você vai precisar usar o metrô.
      Mas é tranquilo. O metrô vai facilita bastante a locomoção.
      E sobre a noite em Montmartre, é tranquilo sim e bastante movimentado 😉

Trackbacks/Pingbacks

  1. Montmartre a pé – Como chegar a Sacré Coeur – PARIS | Miss Check-in - 14/04/2015

    […] – NOITE REAL EM VERSAILLES […]

  2. MOULIN ROUGE – A experiência da Rafaella :) | Miss Check-in - 14/04/2015

    […] – NOITE REAL EM VERSAILLES […]

  3. Jardins de Monet – Como ir de Paris a Giverny | Miss Check-in - 24/04/2015

    […] – Nossa dica de hotel em Montmartre […]

  4. Jardins de Monet – Giverny: atualizações 2012. | Miss Check-in - 24/04/2015

    […] – Nossa dica de hotel em Montmartre […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: