Viajar de ônibus pela Argentina – Nossa experiência entre Córdoba e Mendoza

26 maio

Quando decidimos ir para Córdoba, uma coisa era muito certa para nós: alugaríamos um carro e seguiríamos por quase 700km  até Mendoza, curtindo as paisagens inéditas  pelo caminho. Nossa pretensão, entretanto, encerra-se por aqui, nesse ponto final aí no fim da frase.

Os relatos a seguir são baseados em pesos e fatos reais de maio de 2015 \o/

O que a gente não esperava era encontrar diárias de locação de carro por 890 pesos para até 500 km + o bloqueio de 6.000 pesos  no nosso cartão de crédito… cansado de guerra. OU, uma diária mais em conta, tipo 600 pesos para até 500km acompanhada de um generoso bloqueio de 15.000 pesos no cartão. Tudo totalmente fora de cogitação… para mim e para meu cartão, duas vítimas indefesas do sistema capitalista. Acabei não fechando o aluguel previamente pela internet, paguei pra ver e me dei mal.

A RODOVIÁRIA INTERNACIONAL DE CÓRDOBA

Seguir viagem de ônibus, embora não fosse nossa opção preferida, era a única opção possível. Seguimos para a rodoviária de Córdoba, na véspera do feriado de 01 de maio, em busca de passagens para Mendoza. Mas aí, um parêntese… #eikesusto

A foto aí em cima não ilustra, mas…

Sem exagero, a rodoviária de Córdoba é I-M-E-N-S-A. Perdidos, descobrimos dois setores de embarque/desembarque e constatamos que um fica em um ponto totalmente diverso e distante do outro e as constatações param por aí, porque o restante foi no “uni-duni-tê”.  Aleatoriamente íamos achando o que precisávamos.

No piso abaixo das plataformas 01 a 25,  encontramos os guichês (ou parte deles, não sei), tipo, mais  de 50, com saídas para inúmeros destinos, nacionais e internacionais: Brasil, Chile, Peru, Bolívia e lá vai. Encontramos o nome “Mendoza” escrito nos guichês 39 e 40 < Assim mesmo, no amadorismo, sem bancar os descolados e entendidos pra vocês >

Fizemos uma rápida cotação de preços  e compramos naquele que ofereceu a passagem Córdoba-Mendoza mais barata: o guichê 39, onde pagamos 440 pesos no bilhete. Os 880 pesos das duas passagens acabou saindo bem mais em conta e descomplicado que o aluguel do carro.

Os dois guichês ofereciam passagens em diversos horários operados por empresas diversas, nas opções ‘cama’ ou ‘semi cama’ (leito ou semileito). Você, que está lendo esse post, já vai sabendo disso e conhecendo as principais empresas e suas rotas   😉

Itinerários-Argentina

IMPRESSÃO 1 – como viajamos em um feriado, 01 de maio, a rodoviária estava lotada e, embora tenhamos nos arriscado a comprar as passagens na véspera da viagem, ainda assim encontramos várias opções de horários disponíveis, com poucos assentos vazios, certo, mas ainda assim com certa disponibilidade, mesmo sendo feriado, o que nos fez acreditar que o transporte rodoviário  é muito bem servido.

IMPRESSÃO 2 – ao embarcar, o serviço de identificação e acomodação das malas no bagageiro não é da Empresa de transporte. Um ou dois rapazes ficam etiquetando as malas e pedem qualquer quantia pelo serviço. Sem nenhuma noção de valor, oferecemos  5 pesos por cada mala.

O ÔNIBUS, A VIAGEM e AS PAISAGENS

Fizemos Córdoba-Mendoza pela Empresa El Rápido e Mendoza-Córdoba pela Cata Internacional.

Os ônibus são confortáveis e oferecem um singelo serviço de bordo, com cafezinho (ou chá), refrigerante e biscoitos.

A CATA nos serviu um alfajor de maisena que deixou saudade.

E a El Rápido nos agraciou com café ‘en saquitos’, na mesma lógica do chá, que trouxemos como souvenir. O Hélio aprovou, mas pela internet encontrei algumas pessoas adjetivando, gentilmente, de ‘intragável’.

Cafezinho - ArgentinaOs ônibus não eram novos, mas as poltronas são confortáveis.

A dica mesmo, para quem quer apreciar a paisagem (sempre nosso caso), é escolher os  assentos de 01 a 04, com vista panorâmica para estrada.

Some ao bônus da vista o espaço maior para as pernas, sendo, por conta disso, um pouco mais confortáveis.

A viagem entre Córdoba e Mendoza dura aproximadamente doze horas. No nosso caso, foram 11 horas de Córdoba para Mendoza e 11h30 de Mendoza para Córdoba.

Vale citar que essas onze horas e pouco correm sem nenhuma parada para refeição. O ônibus vai parando em várias cidadezinhas ao longo da viagem, mas apenas para o rápido embarque e desembarque de passageiros. O ideal é levar um lanchinho na mochila. Comprei um sanduíche de presunto, por 30 pesos, de um vendedor ambulante que entrou no ônibus e não achei legal. Algumas empresas, em alguns trechos, oferecem serviço de bordo completo, com refeição (almoço ou jantar). Informe-se no ato da compra 😉

Na ida, fomos de Córdoba a Mendoza pela província de San Luis e, na volta, seguimos de Mendoza para Córdoba pela província de San Juan, passando pelo Santuário Difunta Correa.

Curtindo a estrada e enriquecendo nosso arquivo de paisagens, como figurinhas inéditas para preencher  álbum 😉

Estradas Argentinas 2015

DICAS BÁSICAS PARA OTIMIZAR SUA VIAGEM DE ÔNIBUS PELA ARGENTINA

– Em primeiríssimo lugar: você pode, com antecedência, consultar itinerários, horários, empresas e comprar sua passagem pela internet, pelos sites TicketOnline ou Omnilineas.

– Se seu objetivo é, de fato, curtir a paisagem entre Córdoba e Mendoza, a viagem de ônibus é uma mão na roda. Mas caso queira escolher a melhor “casadinha de ônibus” para Mendoza, com o bônus de paisagens incríveis, o ideal é optar por Mendoza-Santiago. A viagem entre Mendoza e Santiago dura entre quatro e cinco horas e o percurso pela ‘Ruta Nacional 7’ (na Argentina) e CH-60 (no Chile), cruzando a Cordilheira, exige paz de espírito e muita calma no coração para não esgotar a bateria dos  ‘aparatos eletrônicos’  nos primeiros quilômetros.

– Nesse trajeto,  escolha lugares no lado esquerdo do ônibus (mesmo lado do motorista) no sentido Mendoza-Santiago e, claro, no lado oposto, no sentido Santiago-Mendoza. Se possível, faça essa escolha ainda que tenha a dádiva de estar naquelas poltronas que falamos anteriormente – 01 a 04. Isso garantirá os melhores ângulos da estrada para suas fotos 😉  Uma vez nesses assentos – 01 a 04 – definido o trecho, atenção para a  escolha do horário, evitando  pegar o sol de frente.

– Fique atento apenas ao fato de que nas estações mais frias essa travessia entre Chile e Argentina pode ficar suspensa por vários dias em razão de condições climáticas desfavoráveis.

– Para quem pretende bater perna pelo interior da Argentina partindo de Córdoba, duas observações:

1- Para as cidades mais próximas, como Jesús Maria, Alta Gracia, Carlos Paz, La Cumbre, opte pelos micro-ônibus que saem do Terminal do Mercado Sud, na Boulevard Illía. Lá você vai encontrar ônibus para vários destinos da região, com vários horários disponíveis.

Terminal Mercado Sud - Córdoba - ARGENTINA

2- Além dos inúmeros cafés, lanchonetes e lojas, a Rodoviária de Córdoba tem guarda-volumes, onde é possível guardar sua bagagem (em maio de 2015, uma ficha para permanência de 24h estava custando 25 pesos). Encontramos os lockers na área dos banheiros no final das plataformas de embarque.

Procurei relatos na internet sobre a utilização desse serviço, mas não encontrei. Se alguém tiver alguma experiência, pode contar aqui 😉

– No Chile, você pode contar com esse serviço de ‘custódia de bagagens’ de uma empresa especializada. Recebemos um panfleto em Mendoza e fica aí o contato para quem tiver interesse (utilizamos esse tipo de serviço em Paris e foi uma ótima experiência. Confira aqui).

– Caso queira trocar o ônibus pelo avião, saiba apenas que empresas como Aerolíneas Argentinas têm preços diferenciados para estrangeiros que, nesta condição, pagam mais caro para fazer a mesma viagem e usufruir do mesmo serviço. Além disso, lembre-se da franquia de bagagem. Em voos domésticos, por exemplo, a franquia da Aerolíneas é de 15Kg contra os 23Kg das empresas brasileiras. Se sua mala estiver gordinha, ultrapassando a franquia local, prepara-te para pagar a partir de 100 pesos pelos quilos a mais.

– De qualquer forma, em qualquer meio de transporte, sugiro que você lacre suas malas para viajar ( e chegar) tranquilo. Nós usamos os lacres da Sealbag 😉

– Para deixar sua viagem redondinha, confira:

Links úteis para sua viagem.

Dicas para arrumar a mala.

– Mais sobre Mendoza? Leia também

O Básico de Mendoza – Dicas úteis.

– Acompanhe nossas dicas curtinhas e rapidinhas no  Instagram @misscheck

Todas as dicas dessa viagem estão na hashtag #argentinanomiss

As dicas de Córdoba você encontra na hashtag #cordobanomiss

E as dicas de Mendoza na hashtag #mendozanomiss

Anúncios

14 Respostas to “Viajar de ônibus pela Argentina – Nossa experiência entre Córdoba e Mendoza”

  1. Caroline Florêncio 28/10/2015 às 21:10 #

    Olá, estou pensando em realizar alguns trechos de onibus, mas ainda estou na dúvida em relação ao conforto e qualidade de serviço. Vocês poderiam compartilhar a experiência em relação a esses aspectos?

    • Anna Guimarães 28/10/2015 às 22:23 #

      Oi Caroline
      Tudo bem?
      Nós gostamos do serviço. Achamos a viagem confortável, pelos menos nas empresas que viajamos.
      O serviço de bordo é bem simples e a questão de não pararem em nenhum momento para refeição foi o que mais nos desagradou.
      Tirando isso, não vivenciamos nenhum problema que excluísse a opção de viajar de ônibus pela Argentina em outras oportunidades 😉

  2. Clayr Madeira de Albuquerque Silva 29/06/2016 às 17:13 #

    Estou querendo viajar no carnaval para Argentina novamente. Acha que é muita loucura pegar um ônibus saindo de Buenos Aires e ir pra Rosário, fico 4 dias e vou para Córdoba. Em Córdoba 4 dias e volta de ônibus até Buenos Aires? * sempre de ônibus.

    Em 4 dias tem como conhecer pelo menos as atrações turísticas da cidade?
    Custo x Beneficio de usar sempre ônibus vale a pena?

    • Anna Guimarães 01/07/2016 às 02:47 #

      Oi Clayr
      Tudo bem?
      O custo benefício vale a pena sim.
      O que você precisa levar em conta é o tempo gasto no deslocamento. Se se encaixar nos seus planos, tudo certo 😉
      Também ficamos 4 dias em Córdoba e aproveitamos bastante. Mais tempo é sempre melhor, claro! Mas se souber aproveitar bem o tempo, consegue conhecer muita coisa legal por lá.
      Temos alguns posts sobre a cidade e região em https://misscheck-in.com/tag/cordoba/
      Qualquer coisa, estou por aqui.
      Abraço,
      Anna

      • Andresa Venancio 29/07/2016 às 20:11 #

        Ola. de Rosario para Buenos Aires é melhor ir de onibus? quais os pontos turisticos em Rosario que recomenda visitar?

      • Anna Guimarães 02/08/2016 às 21:27 #

        Oi, Andresa!
        Tudo bem?
        Como dissemos no post, nossa experiência de ônibus na Argentina foi entre Córdoba e Mendoza.
        Não sei como é o trajeto entre Buenos Aires e Rosario, mas você pode dar uma olhada no mapa com as rotas das empresas que postamos e conferir
        os preços nos sites indicados.
        Não conhecemos Rosario, por isso não temos dicas de lá.
        Abraço,
        Anna

Trackbacks/Pingbacks

  1. Arredores de Córdoba – o que ver em Jesús María – ARGENTINA | Miss Check-in - 10/07/2015

    […] – Viajar de ônibus pela Argentina. […]

  2. TOUR ALTA MONTANHA – MENDOZA: um dia pela Cordilheira | Miss Check-in - 01/09/2015

    […] –  Mais dicas sobre as estradas argentinas aqui. […]

  3. Mais dicas de Mendoza – por Cristiano Rodrigues | Miss Check-in - 21/09/2015

    […] –  E mais dicas sobre as estradas argentinas no post Viajar de ônibus pela Argentina. […]

  4. Hospedagem em Córdoba: nossa experiência no Santiago Building – ARGENTINA | Miss Check-in - 25/10/2015

    […] Os preços e a disponibilidade foram nos distanciando da praça e, depois de muito rodar pelo Booking, gostei do Santiago Building, na Rua Santiago del Estero, entre o coração do centro da cidade e o Terminal Rodoviário (ponto importante para quem partiria de ônibus para Mendoza). […]

  5. La Costanera – a tradicional casa de alfajores artesanais de Córdoba – ARGENTINA | Miss Check-in - 02/11/2015

    […] Na minha doce opinião, o requinte e a história valem o preço salgado. Além disso, no dia seguinte, surpreendidos por uma viagem de 11 horas sem nenhuma parada para refeição, devoramos nossa caixa de alfajores como camelos que encontram um oásis. Por conta disso, acabamos criando uma relação afetiva com a nossa preciosa caixinha. < quem já passou onze horas sem comida, talvez nos entenda rsrs > Contamos os detalhes dessa viagem aqui. […]

  6. Museu da Memória (Museo de La Memoria) – CÓRDOBA.ARGENTINA | Miss Check-in - 29/11/2015

    […] – Viajar de ônibus pela Argentina. […]

  7. Museu Casa de Che Guevara – Alta Gracia: arredores de Córdoba – ARGENTINA | Miss Check-in - 15/05/2016

    […] – Viajar de ônibus pela Argentina; […]

  8. Museu Casa de Che Guevara – um passeio pelo interior da Argentina – Expressão Sergipana - 17/05/2016

    […] – Viajar de ônibus pela Argentina; […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: