DUAS BARRAS e DUNAS DE MARAPÉ – ALAGOAS

27 mar

Que a rodovia litorânea de Alagoas – AL-101 –  é o caminho mais bonito entre Aracaju e Maceió, já batemos nessa tecla nesse post aqui. Mas, para inovar na sua viagem, acrescente ao seu roteiro a possibilidade de sair da estrada e desbravar as placas despretensiosas pelo caminho.

Por vezes, seguindo pela AL-101 SUL, passamos batido pelo Povoado Duas Barras, no município de Jequiá. Não cometa esse erro! O pequeno povoado é o endereço da foz do Rio Jequiá, onde manguezais, coqueiros e água doce  completam a beleza azul turquesa do litoral de Alagoas.

POVOADO DUAS BARRAS

O acesso para o pequeno povoado fica na AL-101 SUL, no trecho entre a sede do município de Jequiá e a divisa com o município de Coruripe. Pela estrada, fique atento às placas. A entrada para Duas Barras fica quase em frente ao Posto de Gasolina São José – Bandeira Shell.

Saindo da rodovia, uma ruazinha de paralelepípedos e casinhas simples resume a localidade.

Para chegar  à praia, siga em frente, onde duas escolhas aguardam os visitantes.

DUAS BARRAS X DUNAS DE MARAPÉ

Seguindo até o final da rua, para os desavisados, todos os caminhos … e funcionários fardados…  levam o turista ao estacionamento do Complexo Dunas de Marapé.

– Primeiro ponto – Duas Barras é o povoado e Dunas de Marapé é o complexo turístico situado no povoado.

– Segundo ponto – o acesso a Dunas de Marapé é pago. O acesso a praia de Duas Barras é gratuito.

Dito isto, vamos por partes.

 

DUNAS DE MARAPÉ

Para ter acesso a Dunas de Marapé,  estacione no pátio do complexo (que aparece na foto aí em cima).

Um funcionário logo se aproxima dizendo que o pacote para passar o dia é R$ 65,00 por pessoa (valor no carnaval de 2017), incluindo a travessia e o almoço (que consiste em buffet self service sem bebidas incluídas).

Se você não perguntar, o funcionário não vai te dizer, mas você pode optar  só pelo  acesso ao complexo, sem almoço – o  Day Use, que, no carnaval de 2017, estava custando R$35,00 por pessoa.

Definido o seu pacote, um barquinho faz a curtíssima travessia para o píer de acesso ao complexo.

Do outro lado, você encontra boa estrutura e contato com a natureza.

Redário, mirante, banheiros, lojinha , serviço de bar na praia (lembrando que no bar, tudo é por sua conta).

E o refeitório, onde de 12h às 14h é servido o almoço.

Sobre o almoço, vale dizer que a fila é grande e, pelo preço, esperávamos mais do buffet e da comida.

O lugar é lindo. Mas, do lado de cá, fiquei me perguntando sobre aquela praia do outro lado do rio, cheia de gente animada, com queijinhos na brasa passando pra lá e pra cá e caixas térmicas embaixo dos sombreiros.

PRAIA DE DUAS BARRAS

Ao deixar o Complexo Dunas de Marapé, fomos abelhudar  o esquema do  outro lado do rio. Descobrimos  então que, para curtir a região sem gastar toda essa grana cobrada pelo complexo, a dica é seguir até o final da rua do povoado. Você vai se deparar com outro estacionamento, na porteira da ‘Fazenda Duas Barras’, no ponto exato onde a rua termina.

No estacionamento, você pode deixar o carro por R$10,00 (valor em fevereiro de 2017) e seguir, em uma curta caminhada,  para a praia de Duas Barras < aquela que fiquei  paquerando do outro lado do rio >. Se não quiser pagar os R$10,00, pode deixar o carro ao longo da rua e seguir a pé para a praia, cujo acesso é gratuito.

No caminho, de bônus,  você ainda encontra  o casarão sede da Fazenda Duas Barras, que dá nome ao Povoado.

PASSEIO PELO RIO JEQUIÁ

Na “porteira” do estacionamento de Duas Barras,  vários barqueiros da Associação local – Asbarques – oferecem o  passeio pelo Rio Jequiá, cobrando R$ 20,00 por pessoa (valor em fevereiro de 2017). O bacana é que você fica com um barquinho a sua disposição e faz tudo no seu tempo.

Subindo o rio, a primeira parada é nas dunas de Jequiá, de onde é possível apreciar a vista da região.

De lá o barco segue pela paisagem de manguezal e águas tranquilas.

Na parada para banho, os mais dispostos ainda podem entrar no mangue e se lambuzar com argila.

Nós optamos por só entrar no mangue, sem argila 😛

O passeio é rápido e em uma hora dá para aproveitar o circuito sem atropelos. Nosso barqueiro foi o Rogério (082-99947-3257), super simpático e solícito. Indicamos 😉

IMPORTANTE – Para quem quiser  o ‘Passeio pelo Rio + Almoço em Dunas de Marapé’, os barqueiros da Associação  têm parceria com o complexo e fecham o pacote todo por R$75,00 por pessoa (valores em fevereiro de 2017).

Barcos da Associação de Duas Barras – ALAGOAS

– Para quem quer só conhecer o complexo, os barqueiros fazem a travessia por R$5,00 e você não precisa pagar aqueles R$35,00 de Day Use que citamos lá em cima  < isso para quem não quiser ir nadando. A travessia é muito curta no extremo da foz do rio, mas é preciso ter cuidado com a correnteza>.

PERGUNTA: Quem atravessa com os barqueiros e não compra o almoço de Dunas de Marapé, pode conhecer o complexo? Sim! Conhecer o complexo e curtir a praia. Mas você não será atendido pela equipe deles, ok? Pelo menos é o que os barqueiros avisam (na prática, não testamos essa modalidade).

RESUMINDO…

Em Duas Barras, para curtir gastando menos,  a dica é seguir até o final da rua e procurar os barqueiros da cooperativa. Converse com eles sobre passeios e valores e compare com os preços oferecidos pelo complexo (confira na tabela abaixo – valores de fevereiro de 2017).

PERGUNTA: Vale a pena pagar para conhecer Dunas de Marapé? Sim! Os preços poderiam ser menos salgados, né? Mas o complexo oferece a melhor estrutura para o turista em Duas Barras e, pelo menos na primeira visita ao Povoado, é bacana curtir o empreendimento.

Além disso, eles cumprem propostas ambientais de recuperação de áreas degradadas e proteção da fauna e flora nativa, atendendo à necessária tendência de turismo sustentável 🙂

DICA EXTRA

Em Dunas de Marapé, reserve um pouco do seu tempo para conhecer o trabalho do Mestre Manoel da Marinheira Filho.

Filho do artista popular alagoano, Manoel da Marinheira, Manoel Filho seguiu o ofício do pai, reproduzindo com arte a fauna brasileira em troncos de árvores.

As peças são perfeitas e, em um cantinho no restaurante de Dunas de Marapé, você pode ter a sorte de encontrar o artista, sereno, talhando a madeira.

INFORMAÇÕES ÚTEIS

– De carro, dá para conhecer Duas Barras em um bate-volta, partindo de Maceió.

– Se pernoitar na região, dá para combinar Duas Barras e o passeio a Foz do Rio São Francisco.

– A Foz (Pontal do Peba) está a 75 Km de Duas Barras.

– Para conhecer a região, nós ficamos em Coruripe, a 25 Km do povoado.

– Penedo, a cidade mais estruturada na região da Foz está a aprox. 95Km de Duas Barras.

Para continuar passeando por ALAGOAS, leia também:

Restaurante Castanho – Cânion do Velho Chico – Delmiro Gouveia/AL

Opção de hospedagem em Piranhas/ALAGOAS.

– Para saber como cruzar Sergipe e Alagoas, leia também Bahia, Sergipe e Alagoas, de carro pelo três Estados.

UMA VEZ EM SERGIPE, APROVEITE TAMBÉM PARA CONHECER A FOZ DO VELHO CHICO, NA DIVISA COM ALAGOAS:

Como chegar a Foz do São Francisco partindo de Aracaju.

Delta do Velho Chico.

Piaçabuçu – Alagoas.

– Todas nossas dicas de Aracaju e Sergipe em Aracaju post a post.

– CONHEÇA NOSSO INSTAGRAM – @misscheck     você vai encontrar fácil nossas dicas de Aracaju, Sergipe e Alagoas nas hashtags:

#aracajunomiss

#sergipenomiss

#alagoasnomiss

Anúncios

4 Respostas to “DUAS BARRAS e DUNAS DE MARAPÉ – ALAGOAS”

  1. Jarizete 27/03/2017 às 22:39 #

    Boa noite!!! Lembrei tanto desse seu blog como de você porque ultimamente tenho participado de um grupo de trilheiros daqui de Aracaju mesmo…lembrei pq a última trilha que fiz das quatro ilhas tenho certeza que vc teria gostado e teria sido uma base para seu blog, foi com o grupo destino aventura..muito legal pq passei por ilhas depois da ponte da barra em que no normal nem nos conterrâneos conheceríamos…Beijao!!

    • Anna Guimarães 28/03/2017 às 09:28 #

      Oi Jarizete!
      Que roteiro bacana. Não vou mentir que já quero rsrsrs
      E obrigada pelo carinho e pela lembrança.
      Acertou em cheio… A cara do blog esse passeio.
      Assim que puder vou correr atrás da sua dica. Adorei 🙂
      Abraço,
      Anna

  2. Eduardo 27/03/2017 às 23:28 #

    Ótimas dicas. Quando fui a Maceió fiz os passeios pelas operadoras. São bons, mas, muito corridos. Pretendo voltar ao estado só que alugando carro e fazendo meu próprio itinerário.

    • Anna Guimarães 28/03/2017 às 09:24 #

      Oi Eduardo!
      Obrigada pelo comentário.
      Ir por nossa conta, sempre garante boas descobertas, no nosso tempo.
      E Alagoas, sempre merece um retorno, né?
      No que puder ajudar, estou por aqui, certo?
      Abraço,
      Anna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: