Arquivo | ARACAJU. MercadosPopulares RSS feed for this section

Gula Gula: a saborosa surpresa da Melício Machado – ARACAJU

6 jun

Para você, que não é de Aracaju, vou contando logo que Melício Machado é uma daquelas avenidas  que leva para vários lugares do seu interesse, no caso: Orla Pôr do Sol, Aeroporto, Litoral Sul de Sergipe (Caueira, Abaís e Praia do Saco), Ponte Joel Silveira, Ateliê 22, Pantanal (o bar), além de ser um caminho alternativo para fugir do engarrafamento para as praias do litoral sul de Aracaju (Aruana, Refúgio, Robalo, Náufragos) aos finais de semana e feriados.

Mapa Google - Av. Melício Machado - ARACAJU

De posse dessa informação, você vai seguindo por ali, descontraído e, se eu não te contasse, você provavelmente passaria batido pela melhor empada de Aracaju.

Empada do Gula-Gula - ARACAJU

E, de quebra, pela melhor feijoada carioca.

Feijoada do Gula-Gula - Porção Individual - ARACAJU

Comigo também foi assim, no acaso. Sábado de sol, lá estava a minha pessoa… livre e leve (solta nem tanto), economizando gasolina na garupa da shineray, quando meus olhinhos arregalados avistaram umas faixas indicando “empada gourmet”. Segui as pistas e bati na porta do ‘Gula Gula’.

Gula Gula - Av. Melício Machado, Aracaju.

O pequeno restaurante é simples, mas todo charmosinho nos detalhes.

E aí, levei três empadas de bacalhau para casa. Dias depois voltei para levar mais cinco. Meu pai comeu uma e voltou para pegar mais dez e, antes de voltar para Bahia, encomendou mais doze. E assim a família toda ficou cliente das empadas de bacalhau, de camarão e de palmito. Todas  divinas! (R$ 4,00 – valor em junho de 2015).

Em meio ao pega-pega de empadas, fomos ficando clientes e amigos da Ana Paula e do Eduardo, donos do restaurante e duas simpatias, bem naquele estilo carioca de ser (que eu, particularmente, adoro!). E enquanto eu tomava uma coca-cola e o Hélio pensava em casamento (exatamente nessa ordem ehehe), a empada da Ana apareceu até na televisão (leia meus lábios… R-E-D-E  G-L-O-B-O) e ficou famosa mesmo. Confira a matéria aqui.

Sabor Sergipe - SE TV 1º Edição

De lá pra cá fomos nos aprofundando nas surpresas da cozinha Gula Gula. Já belisquei o vatapá delicioso da Ana e, no último sábado, fomos de feijoada. Leve e saborosa! Foi a sentença dos meus parceiros de almoço.

Feijoada Gula-Gula - ARACAJU

Guarnição - Feijoada GULA-GULA - ARACAJU

E pra fechar com gostinho de quero mais, um doce de abóbora todo faceiro que você vai repetindo sem compromisso e acaba levando mais uns pra casa, porque… é tão levinho e gostosinho, né? Sua dieta nem vai perceber 😛

Doce de abóbora - Gula-Gula - ARACAJU

Agora estou ansiosa para provar o bobó de camarão. Conto pra vocês 😉

– O Gula Gula fica na Av. Melício Machado, sentido Mosqueiro e Orla Pôr do Sol, passando o Batalhão da Rádio Patrulha, logo depois do Stop Coco Atalaia.

– Aberto de segunda a domingo, das 10h às 15h.

– Você também pode encomendar seu pedido – empadas ou pratos, como a feijoada – através dos telefones: (79)8856-0793/ 9145-3629 / 9805-8607 / 8810-4660.

Facebook: Gulagulaaracaju Gulagulaaracaju

Confira todas nossas dicas de Aracaju em Aracaju post a post.

NO INSTAGRAM – @misscheck    você vai encontrar fácil nossas dicas de Aracaju  através das hashtags:

#aracajunomiss

#dicadomiss_aracaju

Anúncios

PROGRAMAÇÃO FORRÓ CAJU 2014 – Aracaju.SE

22 maio

Programação oficial Forró Caju 2014 😉

ForróCaju0001

ForroCaju0002

ForroCaju0003

ForroCaju0004

ForroCaju0005

ForroCaju0006

ForroCaju0001

Aproveitando o embalo junino, leia também:

Forró Caju – como, quando e onde

Itinerário do Forró

Guloseimas Juninas

Aracaju post a post

 

Feira da Coroa do Meio por Franklin Maimone e Matheus Santana.

23 out

Gente! Vi as fotos da “concorrência” e  fiquei encantada. Não resisti e furtei o ensaio alheio para fazer mais um post de “relatos visuais”. Aí vai o resultado: novos olhares sobre a Feira da Coroa do Meio pelas lentes de @franklinmaimone e @matheu3s.

Observação importante: Vou logo avisando que eles, super exigentes, não concordam com algumas das fotos que escolhi. Mas, vamos combinar, sensibilidade supera qualquer técnica.

E essa última  foi uma luta para eles me autorizarem postar. Na opinião deles ela é de todo “uó” (tecnicamente falando), na minha, ela é incrível, sensível e despretensiosa:

 

Lindo! 🙂

– Para saber mais sobre a Feira da Coroa do Meio, clica .

@franklinmaimone e @matheu3s são amigos queridos e muito especiais e juntos, eles, eu, @juaumhungria e @jasonlessa formamos nosso “quinteto fantástico” particular  kkkkkk

– Para ver mais sobre mercados populares em Aracaju, dá uma passadinha na categoria  Aracaju – MercadosPopulares.

Feira da Coroa do Meio – Aracaju.SE

15 out

 Hoje foi dia de prova… Prova de Fotografia em plena Feira do Bairro Coroa do Meio, aqui em Aracaju.  Tirando uma lasquinha no trabalho da faculdade e aproveitando  o post sobre a Feira da Glória.RIO, aí vai o contraponto: feiras “sulistas” X feiras “nortistas”, todas igualmente populares e ricas nas suas peculiaridades.

O que é bacana nesta feira: ela acontece no Bairro Coroa do Meio, bairro da Orla de Aracaju, onde está concentrada boa parte dos hotéis, ideal para aquele tipo de turista que adora bisbilhotar as feiras dos lugares que conhece, interagindo com a cultura popular local (sim! Feira é cultura pop! rs).

Além disso, por ser uma feira grande, garante uma variedade de produtos e bancas, de bananas a calcinhas (não tiramos fotos das calcinhas! rs).

A feira acontece todo sábado, formalmente a partir das 05h até as 12h, informalmente até rolar um movimento comercialmente interessante.

As bancas são organizadas na Rua Cel. Albuquerque, paralela à Av. Mario Jorge, que por sua vez é paralela à Av. Santos Dumont, que por sua vez é a verdadeira avenida que beira o mar (já que a oficial Av. Beira Mar beira o rio e não o mar… Essa informação pode fazer diferença quando você estiver zanzando pela cidade, não é não, Lopes?).

CONSIDERAÇÕES FINAIS:

– Para saber os horários e localizações das feiras livres de Aracaju, clique aqui.

– Para fazer o comparativo entre feiras “sulistas e nortistas”, dá uma olhadinha no post Feira da Glória.RIO (para sanar qualquer gafe geográfica, leia-se “sulista” engoblando o Sudeste e “nortista” englobando o Nordeste, ok?)

– Esse “PARA SABER não sei o que, não sei o que” fica muito parecido com os abomináveis call centers. 🙂 🙂 🙂

– A prova foi em dupla. Minha dupla, claro, foi o parceiro de sempre  @juaumhungria. Para reconhecer as fotos é fácil: as mais bacanas são as deles, as demais são minhas. 😉

– Como foi prova e de fotografia, as fotos foram feitas em câmera profissional e, tinha que desabafar, preferi mil vezes minhas fotos humildes batidas na minha camerazinha Sony compacta… Matuto é assim! Mas, aí está o primeiro post do “Miss” com fotos feitas em câmeras de turistas japas.

Na corda do Cordel – ARACAJU.SE

1 jul

Para encerrar nosso passeio pela Praça dos Mercados, nada melhor que um pouquinho de poesia cordelista… Meio que letra repentista…  Fechando com chave de ouro nosso passeio retratista…kkkkkkkk

Pois é… Cordel é a cara do Nordeste! Embora tenha surgido em Portugal, se tornou elemento indiscutível da cultura nordestina. O nome –  CORDEL – também vem da Pátria Lusa e se refere aos cordões onde os folhetinhos eram pendurados para exposição à venda.

Não vou ficar aqui blabazando sobre o tema. O próprio Cordel se explica… Com poesia e beleza… Nos versos rimadinhos de Zé Maria Fortaleza:

DIDÁTICA DO CORDEL  (Zé Maria Fortaleza/Arievaldo Viana/Klévisson Viana)

Então… Quando vier ao Nordeste não deixe de dar uma paradinha nesse cordão …  Que conta de Manifesto Comunista até Virgulino Lampião:

Aqui em Aracaju, no Mercado Antonio Franco, tem o Box do Cordel do poeta João Firmino Cabral. Seu Firmino, que aparece na foto abaixo, infelizmente faleceu no início de 2013, mas sua família manteve o box, semeando a tradição cordelista deixada por ele.

Olha Seu Firmino aí no cantinho… rs rs.

O Box do Seu Firmino fica na saída do Mercado Antonio Franco que leva ao corredor das flores, ligação com o Mercado Thales Ferraz:

Esses (aí embaixo) são os meus… rs rs… Tem de 1 real,   1,50  e 2 reais… Baratinhos e cheios de cultura 🙂

Quer saber mais sobre os Mercados de Aracaju?  Todos os posts em ARACAJU.MercadosPopulares .

Forró Caju – ARACAJU.SE

29 jun

Forró Caju tem todo ano (êêêh). E todo ano tem  palco protagonista e palcos coadjuvantes, um mundo de gente querendo ver seu artista preferido, catador de latinha, barraca de capeta, comida, petisco, amendoim,  gente dançando forró de todo jeito e muito, muito chuvisco pra dar um off na escova. Misturando tudo,  é lindo ver aquela multidão  forrozando embaixo do véu colorido de bandeirolas.

Palco Luiz Gonzaga

Apesar da animação dos palcos secundários, o centro gravitacional da festa é o Palco Principal Luiz Gonzaga, por onde  já passaram e passam artistas de peso como Zé Ramalho, Elba e Alceu. Já virei várias noites embalada nesse som, mas hoje, pra ser bem sincera, a idade bateu (ôh) e chega uma hora que ficar se espremendo na muvuca (que é grande, vá por mim) não rola mais. Assim, para aqueles que, como eu, já não têm pés para serem pisados a noite toda, o  Forró Caju oferece a “ala” dos bares e restaurantes:

Ela fica no outro extremo da praça, na direção oposta ao palco:

Entrada da “ala” do bares – ao fundo, palco Luiz Gonzaga.

Aí se concentram vários bares e restaurantes famosos da cidade, que montam suas barracas oferecendo mais estrutura àqueles que tiverem interesse em alugar mesas.  Boa comida, lugar pra sentar, cobertura para se proteger da chuva e banheiros mais limpos e com menos filas. Acho uma boa opção para quem quer participar da festa com um pouco mais de conforto:

E, para dar uma pitada glam, em 2011, na mesma “ala”, ainda rolou uma boite descolada, montada pela Skol: Agito Skol. Pode não ser essa boite, especificamente, mas todo ano rola uma novidade nesse setor.

Então… #ficaadica para 2013, 2014, 2015  e lá vai… Forró Caju tem para todos os gostos! Junte sua turma, defina sua “ala” e corra pra Aracaju. Elbinha (Ramalho) vem todo ano… E muita gente bacana costuma esquentar as noites chuviscadas do Forró Caju de Aracaju, a capital mais Arraial do Nordeste.

Só pra constar, vale lembrar que as noites de junho em Aracaju são um pouco mais frias. Com o vento e a chuvinha fina, a balada forrozeira pode pedir uma roupa mais quentinha. Tá esperando o que? “Olha pro céu, meu amor…” Veja como ele está, defina o look e corra para o abraço.

Quer saber mais sobre São João em Aracaju? Leia também:

Aracaju post a post.

Restaurante CAÇAROLA – Mercado Antonio Franco/Aracaju.SE

29 jun

Post com atualizações. 😉

Esse post saiu meio que furtado do Viaje na Viagem.

Havia acabado de chegar no trabalho e, para relaxar, abro o Viaje na Viagem e me deparo com um post do Ricardo Freire tratando de “um almoço no mercado”, narrando deliciosamente seu almoço no Caçarola. Não deu outra! Ao encerrar o expediente, enfiei os problemas na gaveta e  fui direto pra lá.

O Restaurante CAÇAROLA fica no terraço do Mercado Antonio Franco (o do relógio), na Praça dos Mercados.

Para quem vem do centro da cidade, é o primeiro mercado da praça e, entrando nele pela “Rua da Frente” (a avenida do rio), a escada que dá acesso ao Caçarola está à esquerda:

Ao subir, você já se depara com o pequeno corredor onde é servido o buffet self service e atravessando este corredor chega-se ao terraço onde ficam as mesas:

Muito agradável. A brisa suave do rio e o clima animado do cotidiano do mercado. Sentado à mesa, ainda dava para ouvir um trio pé de serra tocando um forrozinho lá embaixo.

No Caçarola, o esquema é o seguinte: dias de semana eles funcionam com buffet self service e apenas aos sábados é que saem os pratos a la carte. MAS, o garçom nos informou que o “camarão de cueca” dá pra sair nos dias de semana… Então, fomos de CAMARÃO DE CUECA, que sai em três tamanhos, P/M/G:

Camarão de cueca (pequeno) – R$ 18,00.

Delícia, viu? Com aquele gosto macio do camarão preparado com leite de coco. O prato ainda vem acompanhado de arroz, vinagrete e pirão de dendê. Tudo muito bem preparado.

E, caso queira, você ainda pode se servir no buffet self service, que conta também com vários pratos típicos  e estava com uma cara ótima:

De sobremesa, a disputada  “moça virgem”. O Hélio se assanhou logo: “traz uma moça virgem!”

Moça Virgem (sorvete de tapioca c/ banana flambada) – R$ 4,00.

Até eu, que não morro de amores por sorvete, gostei da moça, que é feita de sorvete de tapioca e banana flambada. Pra você, que entortou o bico, deixa eu te dizer: sorvete de tapioca é uma delícia, viu? Vá por mim.

E o antigo cardápio do restaurante, uma gracinha à parte no formatinho de panela, “caçarola” no sergipanês (o cardápio 2012 foi modificado. Confira a atualização no final do post ou clicando aqui):

E ainda reserva uma surpresa em uma notinha, bem no canto:

Se alguém fizer sua própria Caçarola, passa aqui pra contar!!! 🙂

FUNCIONAMENTO:

– De segunda a sábado, das 11h às 18h (não funcionam aos domingos).

– Buffet self service durante a semana e, aos sábados, a La Carte (alguns pratos mais simples podem sair nos dias de buffet. Consulte o garçom).

– Aceitam cartões de crédito.

—————————————————————

02/07/2011 – Independência da Bahia, feriado por lá… Dia de família e comilança por aqui. Levei minhas visitas baianas ao Caçarola, claro!

Se fartaram com a “galinha de mulher parida“:

Galinha de mulher parida (prato médio)

E a carne do sol… Delícia!  Com banana da terra, macaxeira frita e queijo gratinado:

Acompanhada de feijão verde, farofa, vinagrete, arroz e do precioso pirão de leite:

Carne de sol (pequena)

De sobremesa, pudim de leite. Perfeitinho!

Pudim de leite – R$ 4,00.

E eu, na falta da “moça virgem”, fui de VELHA FOGOSA:

VELHA FOGOSA
Sorvete de tapioca, calda de frutas, doce de maçã e tapioca por baixo de tudo 😉

Na minha modesta opinião,  a “velha fogosa” é ainda mais gostosa que a “moça virgem”. Feita também com sorvete de tapioca, o segredo está em um pequeno beiju de tapioca que vem na base do doce. Misturado com maçã e  calda caseira de frutas vermelhas (mas ainda não está no cardápio. Vi passando e perguntei o que era).

No mais, como de costume, curtirmos a brisa gostosinha que vem do Rio Sergipe, soprando as bandeirolas remanescentes do Forró Caju.

———————————————————————————

03/09/2011 – Dessa vez, embarquei no Camarão da Barra, que é o seguinte, tem dias que está divino, já em outros, vem meio sem gosto.

Camarão da Barra pequeno – R$ 17,00.

Refinado. O prato principal leva camarão grelhado, castanhas, queijo coalho, abacaxi, banana, manga, legumes e uma erva que conheci hoje, manjogome, bem parecido com o majeiricão, mas um pouco mais suave. A mistura de tudo ficou perfeita:

E “close” na geléia de abacaxi que acompanha o prato, com um suave toque apimentado… Divina!

Fechando o almoço, uma sobremesa tão perfeita quanto o nome – Amor Perfeito, nada mais que sorvete de tapioca, calda de morango e raspas e calda de chocolate meio amargo:

Taça de Amor Perfeito – R$ 4,00.

Mas não está no cardápio. Anota pra lembrar o nome.

Fora a comida 100%, todo sábado ainda rola uma mesa de drinks, onde a Priscila prepara sua batida na hora, é só escolher a fruta:

Já com as barriguinas cheias e felizes, na hora de ir embora não deixe de apreciar a decoração da escada. Xilogravuras que acompanham os degraus:

Tudo a ver com proposta popular e regional do restaurante. Muito bonitinho!

——————————————————————–

24 de fevereiro de 2012 – Quanto mais vou ao Caçarola, mas tenho a certeza de que ele é uma caixinha, ou melhor, uma caçarola de supresas. Sempre que vamos tem alguma coisa mudada e a novidade vai da decoração aos pratos.

Hoje, sentei lá e fiquei aguardando o bom e velho cardápio panelinha. E aí vai a primeira mudança, o cardápio foi alterado e o novo não veio no formato de panela… Aaaaaaaah. Os preços sofreram pequenas alterações, não dá para assustar, mas a panelinha… Realmente deixou saudade. Confira os preços atualizados (clique na imagem para ampliar):

Obs.: Note que alguns itens, como as sobremesas “Velha Fogosa” e “Amor Perfeito” e as batidas de frutas, continuam sem aparecer no cardápio. Já falei, anota o nome para lembrar na hora pedir ao garçom. 😉

De entrada, molhamos o bico com uma “roska” de acerola, docinha e gelada, preparada no capricho pela Priscila:

Pra fazer diferente, como era sexta-feira, o Hélio foi de self service… E não se arrependeu. Achou tudo uma delícia:

Além disso, o preço super em conta. Esse prato generoso custou pouco mais doze reais (vou ficar devendo o preço do quilo… esqueci de anotar… dã!):

Eu, como sempre, sou bem repetitiva mesmo. Pedi um camarão da barra que, pra minha supresa, veio todo diferente. Dessa vez, no lugar do queijo coalho e castanhas, vieram cebolinhas, tomates cereja e ovos de codorna:

Camarão da Barra – Pequeno – R$ 18,00.

E minha adorada geléia apimentada de abacaxi, não tinha 😦  Mas eles me trouxeram um geléia apimentada de caju que, vou te contar, não deixou nada a desejar:

Geléia apimentada de caju. Delícia 🙂

E, claro, não é nenhuma novidade que de sobremesa eu pedi uma Velha Fogosa. Acontece que eu sou previsível, já o Caçarola… kkkkk… Gente, não tinha nada igual. Tudo mudado, inclusive a “Véia”. No lugar do doce de maçã, localizado deliciosamente abaixo do sorvete de tapioca, veio um doce de caju que, só pra variar, não deixou nada a desejar mesmo. Acho até que gostei mais desta nova versão 🙂

Velha Fogosa com doce de caju – R$ 4,00.

É ou não é uma deliciosa caçarola de surpresas? 😉

———————————————————————————

E #ficaadica… Depois do apetitoso almoço, você ainda pode curtir um pouquinho do artesanato colorido do Mercado Antonio Franco:

E antes de ir embora, não custa nada uma pausa para apreciar a vista do Rio Sergipe 😉

Quer mais? Leia também:

Praça dos Mercados e Guloseimas do Mercado.

E quer saber tin-tin por tin-tin sobre Aracaju? Confira nosso post: DICAS de ARACAJU – POST a POST