Tag Archives: Laranjeiras

Lambe-sujos X Caboclinhos: a tradicional batalha folclórica de Laranjeiras/SE.

16 out

O querido amigo, o jornalista Léo (Leonardo) Barreto está de volta ao “Miss”. Mais uma vez, com uma deliciosa história de Laranjeiras, município histórico, fundado em 1605, a aproximadamente 20 quilômetros de Aracaju. Há mais de cem anos, acontece na cidade a festa de Lambe-sujos e Caboclinhos, considerada uma das maiores manifestações culturais do Brasil. Uma vez por ano, no segundo domingo de outubro, o cortejo invade as ruas do pequeno município. O Léo esteve lá, na edição 2016 da festa, e veio contar pra gente  😉

Texto e fotos – Leonardo Barreto

________________________________________________

De volta ao reduto sergipano de manifestações  culturais, agora para participar  de umas das maiores festas do município  de Laranjeiras. Marcado por ter  a maior população  negra de Sergipe, Laranjeiras também  é conhecida por manter viva as tradições  do período  colonial, levando de geração  a geração  a cultura de um povo por muitos anos foi marcado pela escravidão.

lambe-sujos-laranjeiras-blogmisscheck-in

Seja no início, no meio ou no final do ano, as ruas históricas de laranjeiras têm sempre espaço para os cortejos folclóricos. No segundo domingo  de outubro quem dá cor à cidade é a manifestação  dos lambe-sujos e caboclinhos.

cortejo-larajeiras-lambesujos-caboclinhos-blogmisscheck-in

Seguindo  a tradição, a cidade é tomada por homens, mulheres e crianças, que se dividem em dois grupos: o dos lambe-sujos, representando os negros, e o dos caboclinhos, representando os índios.  O Cortejo retoma de forma lúdica as batalhas entre negros quilombolas e índios domesticados  pelos senhores de engenho  da época  do Brasil colonial.

cortejofolclorico-laranjeiras-blogmisscheck-in

A batalha é uma representação das investidas dos índios nos quilombos, a mando dos capitães-do-mato dos engenhos, aproveitando o fato dos indígenas conhecerem melhor a região. O objetivo era derrotar e aprisionar os negros escravos fugidos. Mostrando como era a luta do negro pela sua liberdade, acontece durante a festa o sequestro da rainha dos caboclinhos, o que motiva os combates.

caboclinho-blogmisscheck-in

A festa começa com uma alvorada às 4h da manhã e segue por todo o dia. O ponto alto é no final da tarde, com o enfrentamento dos grupos em que um vence o primeiro combate e o outro vence o segundo. Nessa brincadeira, quem sai ganhando mesmo é a cultura do nosso povo, que permanece viva atravessando os séculos.

larajeiras-caboclinhos-blogmisscheck-in

Pra ter acesso a toda essa riqueza cultural, é fácil, Laranjeiras fica distante da capital, Aracaju, apenas 24 km.

DE CARRO| Basta seguir pela BR-101 Norte, sentido Maceió, até o viaduto de acesso ao município.

DE ÔNIBUS| Há horários regulares, diariamente,  em micro-ônibus, partindo tanto da Rodoviária Velha de Aracaju, no centro da cidade, como da Rodoviária Nova, na Av. Tancredo Neves, ao lado do HUSE (Hospital de Urgência de Sergipe), na saída da cidade.

MAIS SOBRE LARANJEIRAS?

– Conheça o primeiro post do Léo sobre a cidade aqui.

– Almoço na roça, embaixo da Mangueiras, no Povoado Cedro, em Laranjeiras, no post sobre o Chiozinho, Rei do Pirão.

– Todas nossas dicas de Aracaju e Sergipe em Aracaju post a post.

– CONHEÇA NOSSO INSTAGRAM – @misscheck     você vai encontrar fácil nossas dicas de Aracaju, Sergipe e Alagoas nas hashtags:

#aracajunomiss

#sergipenomiss

Anúncios

Pelas ruas de Laranjeiras/SE – por Leonardo Barreto

24 ago

E a gente adora quando amigos mandam textos e fotos lindas para o blog, ainda mais quando nos contam histórias de lugares que há muito nos devemos uma visita e… um post. Por sorte, ter queridos amigos jornalistas, atentos e curiosos à cultura girando a sua volta vai preenchendo nossas lacunas. E assim, hoje começamos a semana com as ruas de Laranjeiras, pelas letras e lentes do amigo jornalista Léo Barreto.

______________________________

Morar no menor estado do Brasil é também desfrutar de uma riqueza cultural grandiosa e, quando o assunto é cultura, o município sergipano de Laranjeiras é referência. Distante 24 Km da capital, o lugar respira história, através dos vários prédios da arquitetura colonial,ruas, casarões, igrejas e principalmente seu povo, que faz questão de manter viva a tradição dos grupos folclóricos que surgiram da população de escravos que chegaram na cidade durante o império, quando o município concentrava a nobreza açucareira.

No último sábado, 22/08/2015, foi comemorado o dia do folclore e para celebrar a data foram realizadas palestras, rodas de conversas e apresentações culturais durante toda a semana, mas o ponto alto ficou para o domingo, 23/08, quando aconteceu o tradicional cortejo folclórico. E foi ao som de pandeiros, timbaus e pisadas fortes com tamancos de “pau”, que as ruas de laranjeiras foram tomadas pelo colorido das Taieiras, manifestação que louvam a São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, formado basicamente por mulheres e a figura masculina representa o rei, o ministro ou o patrão.

Seguidas dos homens que formam o grupo da Chegança Almirante Tamandaré, de origem portuguesa, retratando uma história dramática, representa a luta entre marinheiros “cristãos” e “Mouros”, povos do norte do continente africano. As ruas ainda receberam a alegria do Cacumbi, também formado por homens, homenageia os negros brasileiros com danças que seguem o ritmo das pisadas fazendo de seus brincantes verdadeiros artesãos da simetria gestual.

Laranjeiras SE

E quem também exalou história pelas ruas foi  um dos ritos mais populares do folclore nordestino, o São Gonçalo do Amarante, fruto da colonização portuguesa no Brasil, conta a lenda que era um frade dominicano que gostava de dançar e tocar viola, tradição que é representada por homens de branco com adornos femininos.

Nas palavras do artista plástico, Joel Dantas, que  mora em Aracaju, mas todos os anos participa das festividades do município, “isso mostra um trabalho grandioso de preservação da memória viva do povo sergipano e a participação dessas crianças mostra que esta tradição não irá morrer aqui, mas atravessará gerações, como aconteceu até que chegasse até nós”.

Mulheres em Laranjeiras - SERGIPE

Quem visitou Laranjeiras esse domingo pode perceber que o estado de Sergipe pode ser pequeno na extensão, mas é enorme, quando se trata de diversidade cultural.

Leo Barreto em Laranjeiras-Sergipe

Só agradecer ao Léo esse post lindo e fotos cheias de encanto. E ano que vem espero o convite para irmos juntos, viu, danado? rsrsrs

– Mais sobre Sergipe em Aracaju post a post.

NO INSTAGRAM – @misscheck    você vai encontrar fácil nossas dicas de Sergipe e Aracaju  através das hashtags:

#sergipenomiss

#aracajunomiss

#dicadomiss_aracaju