Tag Archives: Hospedagem

MIRANTE DO TALHADO – a terra encantada do Seu José Francisco – CÂNION DO VELHO CHICO.ALAGOAS

29 jan

No caminho de terra que leva ao Restaurante Castanho, em Delmiro Gouveia (confira como chegar aqui), uma plaquinha sutil com a indicação “Mirante do Talhado” chamou nossa atenção.

estrada-para-o-mirante-do-talhado-foto-do-blog-misscheck-in

Como tropeçar numa placa e não correr atrás não é de nós, seguimos a seta! E, entre uma placa e outra do Castanho, uma  outra plaquinha do Mirante do Talhado surge pelo caminho. Seguindo a direção indicada, no meio da caatinga, chegamos a… nada.  Foi a nossa sensação quando a estrada terminou em duas porteiras, uma ao lado da outra 😦 😦

Por sorte, uma delas (a da direita) estava sendo aberta e um senhor muito simpático se aproximou do carro. Era Seu José Francisco, o dono da propriedade “Mirante do Talhado”. Um homem que tem o nome do Rio e vive como o Santo, cercado de animais adoráveis. Destaque para o Foguinho, o pinscher hiperativo, assessor direto do Seu Francisco

Foto do Instagram @mirantedotalhado

Logo na entrada, estacionada embaixo de uma palhoça, está a carroça desgovernada da novela Cordel Encantado.

seu-jose-francisco-e-carroca-da-novela-cordel-encantado-foto-do-instagram-misscheck

Para gravar a morte de mentira da Rainha Cristina (Alinne Moraes), a carroça caiu de verdade no Velho Chico. Foi o Seu José Francisco que a resgatou das águas do rio e pediu autorização a  Rede Globo para ficar com ela. Confira a cena aqui.

carroca-cordel-encantado2

Imagens de Cordel Encantado na GloboPlay

Além da carroça global, a vista é a outra grande atração do “Mirante do Talhado”, cujo nome faz referência à vista do trecho mais famoso do cânion de Xingó.

mirante-do-talhado-alagoas-foto-do-instagram-misscheck

E é com essa vista que os hóspedes do Seu José Francisco acordam todos os dias, rodeados apenas de mato e das notas afinadas da natureza.

vista-do-chales-do-mirante-do-talhado-alagoas-foto-do-blog-misscheck-in

Por acreditar que o ecoturismo poderia transformar a realidade de sua localidade, Seu Francisco investiu na sua intuição empreendedora. Hoje seu sítio conta com chalés rústicos e charmosos, equipados com rede, TV, frigobar  e ar-condicionado,  prontos para receber até dois casais, cada um.

chales-da-pousada-mirante-do-talhado-alagoas-foto-do-blog-misscheck-in

Você pode fazer a reserva e ter mais informações no site da pousada www.mirantedotalhado.com.br . O valor que aparece no site é individual e inclui as três refeições.

6tag-564103610-1325349785016645197_564103610

Foto do Instagram @mirantedotalhado

A hospedagem é ideal  para quem busca se aventurar de verdade pela região do Cânion, fazendo trilhas pela caatinga e praticando esportes radicais nos paredões do rio. Quem tiver interesse nessa pegada, pode conferir a experiência do pessoal do Blog Mochilinhos  aqui.

Imagem do Programa ‘Como Será’ na GloboPlay

Apesar de tanta coisa bacana que encontramos, para nós a grande atração foi mesmo Seu Francisco, de sorriso sincero e acolhedor, caminhando com o Foguinho  agarrado pelos dentes à barra da sua calça.

Uma energia boa paira no ar, misturada ao cheiro do sertão que vem no vento quente que corta a caatinga. Saímos de lá certos de que iremos voltar para uma visita mais comprida.

CONTATOS PARA INFORMAÇÕES E RESERVAS

WhatsApp – (82)98805-7026

Site – www.mirantedotalhado.com.br

Email – mirantedotalhado@hotmail.com

Instagram – @mirantedotalhado

Confirmando nossas impressões, descobri que o Seu Francisco foi um dos personagens da série ‘Heróis possíveis para Causas Impossíveis’, exibida no Programa Como Será, da Rede Globo. Uma história linda de perseverança e respeito a natureza. Vale a pena assistir ao episódio da série aqui.

como-sera

herois-possiveis-como-sera

Imagens do Programa ‘Como Será’ na GloboPlay

O Mirante do Talhado fica no caminho para Castanho. Confira nosso post sobre esse Restaurante Ecológico aqui.

Para continuar passeando pelo Cânion do Rio São Francisco, leia também:

Xingó: nosso passeio no catamarã da MF-Tur.

Nosso passeio com a Agência O Pioneiro, partindo do Rest. Show da Natureza.

Opção de hospedagem em Piranhas/ALAGOAS.

– Para saber como chegar à Rota do Sertão, partindo de Aracaju, leia também Fotoguia da BR-235.

UMA VEZ EM SERGIPE, APROVEITE TAMBÉM PARA CONHECER A FOZ DO VELHO CHICO:

Como chegar a Foz do São Francisco partindo de Aracaju.

Delta do Velho Chico.

Piaçabuçu – Alagoas.

– Todas nossas dicas de Aracaju e Sergipe em Aracaju post a post.

– CONHEÇA NOSSO INSTAGRAM – @misscheck     você vai encontrar fácil nossas dicas do Velho Chico, Sergipe e Alagoas nas hashtags:

#velhochiconomiss

#sergipenomiss

#alagoasnomiss

Anúncios

Hospedagem em Córdoba: nossa experiência no Santiago Building – ARGENTINA

25 out

Como de costume,  a definição da nossa hospedagem em Córdoba levou em consideração o resultado mais rentável da equação ‘Preço/Localização’. Por tudo que já havia lido sobre a cidade, sabia que um lugar próximo ao centro, principalmente nas imediações da Plaza San Martin, seria a melhor opção.

Plaza San Martin - Cordoba - ARGENTINA

Plaza San Martin, Córdoba – ARGENTINA

Os preços e a disponibilidade foram nos distanciando da praça e, depois de muito rodar pelo Booking, gostei do Santiago Building, na Rua Santiago del Estero, entre o coração do centro da cidade e o Terminal Rodoviário (ponto importante para quem partiria de ônibus para Mendoza).

Mapa - Santiago Building - Córdoba

Na verdade, o Santiago Building não é hotel.  Trata-se de um  prédio estreitinho, com apartamentos compactos (quarto e sala), no n.123 da rua Santiago del Estero.

Santiago Building - CORDOBA-ARGENTINA

A rua não é das mais bonitas, uma rua normal, opaca, nos arredores do centro da cidade. O mais importante: perto de tudo. Fazíamos tudo a pé.

Rua Santiago del Estero - Córdoba.Argentina

Rua Santiago del Estero – Córdoba.

A movimentada Av.Chacabuco a duas quadras, com comércio variado, mercados onde abastecíamos nossa ‘casinha’ e a loja mais graciosa de alfajores que conheci na Argentina – La Costanera 😉

Av.Chacabuco, Córdoba-ARGENTINA

LaCostanera-Alfajores-Córdoba

O apartamento, uma gracinha! Simples, mas limpo e bem arrumado, aconchegante, na medida das nossas pretensões.

Quarto-SantiagoBuilding-Cordoba-ARGENTINA

Cozinha equipada, telefone, TV a cabo e wi-fi disponível.

CozinhaEquipada-SantiagoBuilding-Cordoba-ARGENTINA

O banheiro era o que menos agradava <tenho uma suave ‘fobia’ de banheiros em cores escuras> mas,  tecnicamente, tudo funcionava, incluindo o aquecimento da água no chuveiro e nas pias.

Banheiro - Santiago Building - Córdoba-ARGENTINA

 Ainda contávamos com uma pequena varanda voltada para a rua.

Sala - Santiago Building - Córdoba.Argentina

O prédio não é novo e também é muito simples. Conta com um elevador improvisado, escadas de ferro e não tem recepção/porteiro.

Escadaria do Santiago Building – não parece, mas essa porta de vidro, à esquerda, é o elevador – Córdoba.Argentina

No ato da reserva, você é informado que deverá fazer o check-in no Santiago Hotel, localizado no n.129 da mesma rua, separado do Santiago Building apenas por um prédio.

Santiago del Estero - n.123 e 129 - Cordoba.Argentina

Feito o check-in, você recebe suas chaves (uma da portaria e outra do apartamento) e fica independente 😉

Chaves do Apartamento - Santiago Building - CORDOBA-ARGENTINA

Serviço de quarto e limpeza, uma vez solicitados, são custos adicionais. Por um valor extra também é possível tomar café da manhã no Santiago Hotel (confira nossa dica para o café da manhã aqui)

Recepção do Santiago Hotel - Cordoba.Argentina

Recepção do Santiago Hotel, rua Santiago del Estero, 129, Cordoba -ARGENTINA

TÁXI  Aeroporto – Santiago Building: 169 pesos/ Santiago Building – rodoviária: 22 pesos (valores de maio de 2015)

TOMADAS 220v e  são compatíveis apenas com nosso antigo modelo de dois pinos redondos. Lembre sempre de levar o adaptador 😉

ENDEREÇO Rua Santiago del Estero, 123, Córdoba.

SITE  www.santiagobuilding.com.ar

 

OUTRAS DICAS 

– Para deixar sua viagem redondinha, confira:

Links úteis

Dicas para arrumar a mala

– Mais sobre Córdoba? Leia também

Jesus Maria: conhecendo os arredores de Córdoba.

Viajar de ônibus pela Argentina.

– Mais sobre Argentina? Leia também

O Básico de Mendoza – Dicas úteis.

Tour Alta Montanha – o passeio pela Cordilheira.

– Confira nossas dicas curtinhas e rapidinhas no  Instagram @misscheck

Todas as dicas dessa viagem estão na hashtag #argentinanomiss

As dicas de Córdoba você encontra na hashtag #cordobanomiss

E as dicas de Mendoza na hashtag #mendozanomiss

Onde ficar em Paris: nossa experiência no TIMHOTEL MONTMARTRE.

18 mar

Planejando a primeira viagem a Paris?

Sentindo-se encurralado por tanta informação, tipo noiva às vésperas do casamento?

Quanto mais você procura, quanto mais você pesquisa, mais indecisão vai acumulando no peito?

Sim! Quase todo mundo passa por isso.

PARIS - Trocadéro

Meses antes da viagem, eu estava nessa vibe louca de ‘noiva’ <mesmo sem nunca ter casado> olhando vários hotéis; passeando via google street view pelas ruas de alguns deles; olhando preços; localização; milhares de fotos e comentários de hóspedes. Mas nada do que tinha visto trazia a sensação que eu buscava… a de estar integrada àquele charme vintage do cotidiano de Paris.

Montmartre à noite - PARIS

De repente, no meio de tanta pesquisa, encontrei a foto de uma pracinha arborizada agraciada por uma fonte wallace. Vi a placa “Timhotel” entre as árvores. Aumentei  a  imagem, conferi a localização, joguei no Google e lá estava o resultado: TimHotel Montmartre – Praça Émile Goudeau, na Colina de Montmartre, 18º arrondissement.

Praça Émile Goudeau

Praça Émile Goudeau – Timhotel ao fundo – MONTMARTRE.PARIS

Sim! Várias pessoas me indicaram vários hotéis e várias coisas próximas aos ‘seus’ hotéis. Mas eu buscava uma experiência bem minha e ninguém havia me dito nada sobre o Timhotel Montmartre.

TIMHOTEL MONTMARTRE - PARIS

Sobre Montmartre, ouvia  que era longe, que era inseguro  e alguns ainda temperavam a informação com a citação de que era uma área de prostituição. No meu lúdico imaginário, entretanto, Montmartre era apenas o bairro de Amelie Poulain, le petit Nicolas, Picasso, Van Gogh e do Moulin Rouge. Por isso desembarquei, por conta e risco, no Timhotel. Ponto.

Cena de Amelie Poulain

Amelie Poulain

O que posso dizer, particularmente, sobre minha experiência: Montmartre é o lugar onde deixei meu coração em Paris. Essa é uma opinião muito pessoal? Sim, claro, mas é a única que tenho sobre o bairro e sobre o Timhotel Montmartre.

Vista de Montmartre - PARIS

O HOTEL

Veja! Eu não buscava um hotel luxuoso, um quarto super confortável ou um café da manhã de buffet quilométrico. Se essa é sua pretensão, esse não é um hotel pra você < talvez o Novotel Les Halles, por exemplo,  se encaixe melhor nos seus planos>

O Timhotel é muito simples – três estrelas, em um prédio antigo – os quartos são pequenos e os banheiros menores ainda.

Quarto de Casal - Timhotel Montmartre - PARIS

???????????????????????????????

Mas são limpos, com decoração suave e objetivamente confortáveis. Além disso, aconchegante, e particularmente agradável, após um dia inteiro de andanças pela cidade, descansar em uma daquelas janelinhas de Paris, como se morador fosse.

Janela TIMHOTEL MONTMARTRESobre as diárias,  não estão entre as mais baratas, mas, no geral, a Rede Timhotel oferece preços razoáveis e o Timhotel Montmartre, no conjunto, garante um ótimo custo-benefício. Chegando lá, de bônus, você vai notar que a localização é meio que… encantadora.

O café da manhã é bem resumido, o salão é pequeno, mas são oferecidos croissants e brioches e pãezinhos frescos e deliciosos, o básico perfeitinho de qualquer boulangerie.

???????????????????????????????

Talvez por esses comentários de que Montmartre não é seguro e tal e tal, o hotel não era muito frequentado por brasileiros. Os hóspedes, em sua maioria, eram europeus  < com aquela salada de frutas de idiomas e cabecinhas loirinhas em sóbrios pullovers  très chic. Por isso também, fique atento à diferença de comportamento. Terminada a refeição, todos os hóspedes, sem exceção, recolhem suas bandejas e depositam em um suporte no canto do salão. Se você não fizer o mesmo, corre o risco de levar um ‘carão’ da copeira. O Hélio, indisciplinado, levou  😛  >

???????????????????????????????

MONTMARTRE

Sobre se hospedar em Montmartre: se você aprecia História, Arte e também curte vivenciar o cotidiano das cidades que visita, creio que Montmartre é bem o seu lugar.

Montmartre

Em Montmartre Van Gogh viveu na Rua Lepic (com roteiro aqui) e de lá pintou sua vista. Picasso também morou por lá, nada mais, nada menos que no simplório prédio Bateau Lavoir, coladinho no Timhotel Montmartre, na simpática Praça Emile Goudeau.

Le Bateau Lavoir - Montmartre- PARISSaindo da praça pela escadaria na lateral do hotel, em uma curta linha reta você chega à Rua des Abbesses, onde está a Estação de metrô Abbesses, na Praça Abbesses, endereço do famoso muro do “Eu te amo!”.

Estação Abbesses – Montmartre

Por ali, diversas opções de cafés, pequenos bistrôs, sanduicherias, frutarias e lojinhas interessantes enchem as ruas.

Frutarias de Montmartre

???????????????????????????????

???????????????????????????????

???????????????????????????????

Tentamos variar pra conhecer um pouquinho de cada portinha da vizinhança e entre nossos preferidos ficou a Pizzaria La Pignatta, bem próxima a Praça Abbesses. Boa comida, ambiente agradável e preços atrativos.

???????????????????????????????

Seguindo pela Rua Abbesses, na direção oposta à estação de metrô, chega-se a Rua Lepic, também cheia de vida,  boa comida e lojas graciosas, inclusive o café onde, no filme, trabalhava Amelie Poulain. Veja como chegar ao Café aqui.

Café des deux moulins - Montmartre - PARIS

Há alguns passos da esquina da Rua Lepic com a Boulevard de Clichy, cintila há alguns séculos o Moulin Rouge, quase em frente à Estação de metrô Blanche (conheça esse roteiro aqui).

Moulin Rouge

Voltando tudo e de volta ao  Hotel, agora subindo a Praça Émile Goudeau, pela Rua Ravignan, em uma curta caminhada chega-se ao coração de Montmartre, em meio àquelas ruazinhas cheias de souvenires, cafés, pinturas, crepes e biscoitos. Pelas ruelas, envolvido na atmosfera do bairro, em cinco minutos você estará na icônica “Place du Tertre”, famosa por seus artistas de rua, com suas pinturas de rua e caricaturas a gosto do freguês.

???????????????????????????????

A Place du Tertre, por sua vez, está na lateral da imponente Sacré Coeur.

Esquina da Place du Tertre, na lateral da Sacré Coeur - Montmartre - PARIS

Esquina da Place du Tertre, na lateral da Sacré Coeur – Montmartre – PARIS

E se hospedar na Colina de Montmartre é isso! É ficar na vizinhança borbulhante e charmosa da Place du Tertre e estar pertinho da Sacré Coeur, sem  precisar se aventurar pelas escadarias lotadas que levam à Igreja (confira o roteiro de como chegar à Sacré Coeur sem escadas aqui).

Sacré Coeur - Montmartre - PARIS

Sobre a insegurança, posso garantir que a colina é sempre movimentada, cheia de turistas e locais que lotam as ruas, cafés e restaurantes do Bairro. Aos pés da escadaria, sempre rola aquele golpe chato da fitinha, o que, por sua vez, não torna a escadaria inviável, mas à noite, prefira chegar e sair de Montmartre por dentro da colina, tipo, da Estação Abbesses (ou Estação Pigalle).

Carrossel

Carrossel das Escadarias da Sacré Coeur.

Do outro lado da colina,  depois do Moulin Rouge, descendo a Boulevard Clichy, no sentido oposto à esquina com a Rua Lepic e Estação de metrô Blanche, há vários cabarés e sexy shops. De dia, são apenas vitrines mais ousadas e chamativas. À noite, você pode evitar esse trecho e se concentrar do Moulin Rouge pra cá (vindo em direção a Lepic). Assim vai notar que a noite de Montmartre  é mais segura e familiar que a noite de muitas cidades brasileiras. Confira as direções indicadas no mapa:

Mapa - Timhotel Montmartre

Sobre Montmartre ser longe… Certo… Pode ser um dos pontos turísticos mais afastados da cidade, mas Paris é uma cidade grande e seus pontos turísticos são bem espalhados. Provavelmente, qualquer lugar que você escolher será muito próximo de alguns pontos e distante de outros. Para todas as distâncias há um sistema de metrô que interliga toda a cidade e resolve de maneira eficiente sua questão de locomoção (confira como usar o metrô de Paris aqui).

mapa-metro-e-rer-paris

Mapa do Metrô e RER de PARIS

INFORMAÇÕES ÚTEIS

– Tomadas 110v, no padrão europeu. Certamente, você vai precisar de adaptador universal de tomadas (item indispensável na sua mala)

???????????????????????????????– O prédio do hotel, apesar de antigo, conta com elevador. O terraço  garante uma vista linda da colina e os quartos do último andar são mais caros, mas também têm vista privilegiada

– Wifi disponível nos quartos.

– Não tem estacionamento e não há como chegar de carro na ‘porta’ do hotel, pois, por um lado, o acesso à Praça  Émile Goudeau é por escadas e, no lado oposto à escadaria, o acesso de veículos se encerra no encontro da Rua Ravignan com a Praça.

Escadaria da Praça Émile Goudeau – Montmartre

– A Rede TIMHOTEL tem várias unidades espalhadas por Paris e os preços variam de acordo com a localização.

Mais sobre Paris e Montmartre: 

Paris de metrô

Roteiro fácil para a Sacré Coeur

Uma noite no Moulin Rouge

Biscuiterie de Montmartre

Tudo o que você vai encontrar em Montmartre no site www.montmartre-site.com

Desde abril de 2015 somos parceiros do TicketBar, site especializado na venda on-line de ingressos e passeios em várias cidades do mundo. Por lá você vai encontrar:

JANTAR MUSICAL EM MONTMARTRE

SHOW E JANTAR NO MOULIN ROUGE

INGRESSOS PARA O LOUVRE

VERSAILLES À NOITE

City Tour + Cruzeiro + Almoço na Torre Eiffel

– Todos os serviços e passeios oferecidos em Paris AQUI.

Airbnb – Hospedagem boa e barata em SALVADOR.BAHIA

12 jan

Decidir, em 26 de dezembro, passar o  réveillon em Salvador, sem nada nas mãos é, no mínimo, pretensioso. Mas decidimos e pronto. Tínhamos cinco dias para, persistentemente, definir tudo: viagem, festa e hospedagem. E, nessas horas de tudo ou nada, o universo reforça que, para o bem ou para o mal, o aperto sempre traz uma lição. Segue a nossa 😉

Sobre planos de ano novo em Salvador em cima da hora:

– As festas, ‘milionárias’, para ouvir um pagode que não era bem a nossa pegada <nada contra pagode, viu? antes que arremessem a primeira pedra> 

– Os hotéis, lotados ou caros ou mal localizados.

Tudo estava começando a dar errado até decidirmos mudar o rumo das coisas. Partimos para festas alternativas. Ok.

E a hospedagem? Alternativa também. E foi assim que <confiando cegamente na indicação do amigo João> pela primeira vez, recorremos ao Airbnb, site que reúne inúmeras opções de aluguel de casas, apartamentos ou quartos para temporada no Brasil e exterior.

Primeira surpresa: encontrar vários apartamentos disponíveis para o período do réveillon, em ótimas localizações, cinco dias antes do réveillon.

Segunda surpresa: tudo descrito na primeira surpresa + ÓTIMOS PREÇOS.

Terceira e finalizante surpresa: encontrar o apartamento lindo do Chico, por R$ 312,00 a diária, para até cinco pessoas, com check-in no dia 31/12, em um dos melhores endereços <na minha opinião> de Salvador: a Rua da Fonte do Boi, no Rio Vermelho.

– Link do AP do Chico no Airbnb – http://goo.gl/aBAh6N

Ap.FontedoBoi.SALVADOR

Pipocamos de felicidade, tais qual a pirotecnia colorida que forrou o céu da Baía de Todos os Santos à meia-noite. E assim garantimos, com sucesso, nosso réveillon do axé na ‘baianidade nagô‘.

Réveillon2015

Quem acredita, sempre alcança…

O APARTAMENTO

Onde: Na  Fonte do Boi, no Rio Vermelho <rua dos hotéis Pestana, Mercure e Ibis> Vizinhança tranquila, com comércio e bons restaurantes muito próximos ao prédio – Cabana da Cely e Confraria das Ostras estão entre eles –  e uma prainha linda logo no final da rua.

Praia da Fonte do Boi - Rio Vermelho - SALVADOR.BAHIA

Quanto: R$ 312,00 a diária, para até cinco pessoas, já com todas as taxas incluídas.

O apartamento, uma graça, todo mobiliado, conta com dois quartos, sendo um suíte, cozinha completa, lavanderia equipada com máquina de lavar e varanda generosa com vista para a praça.

Sala Ap. Rio Vermelho - SALVADOR

Quarto.AP Rio Vermelho.SALVADOR

Utensílios disponíveis, tv a cabo, ar-condicionado e wifi.

Tomadas  no novo padrão (3 pinos) – 127V

Cozinha. AP Rio Vermelho - SALVADOR

E o prédio ainda conta com academia, piscina e estacionamento.

Piscina. AP Rio Vermelho. SALVADOR

Fora isso, o Chico, o anfitrião, foi super acessível e atencioso, o que faz toda diferença, já que, diferente dos hotéis, essa não é bem uma relação de hospedagem impessoal.

– Link do AP no Airbnb – http://goo.gl/aBAh6N

SOBRE O AIRBNB

Pagamento: via cartão de crédito ou Paypal

Cadastro: certo, você já cogitava que precisava ser cadastrado, mas no Airbnb vai um pouco além disso. Como dito acima, por se tratar de uma relação mais pessoal, é importante que seu cadastro esteja bem completo, com foto e informações pertinentes. Isso porque, após escolher o imóvel para sua hospedagem, sua escolha precisa ser aceita pelo anfitrião. Um cadastro completo funciona como referência. Caso o anfitrião não aceite, o valor cobrado é estornado automaticamente no seu cartão (foi o que aconteceu comigo, via paypal, na minha primeira tentativa)

E assim, ficamos fãs do Airbnb <e do AP do Chico, né? Vamos combinar que começamos com o pé direito> Além do preço e da qualidade dos imóveis oferecidos – tem para todos os gostos e bolsos –  você ainda tem a chance de viajar vivendo uma nova experiência e curtindo a cidade por um outro ângulo, mais próximo do cotidiano local.

Ficou apenas a dúvida… Por que não fizemos isso antes?

__________________________

Continue viajando:

– Mais sobre a Bahia em misscheck-in.com/category/bahia/

Para viajar pela Linha Verde, leia também:

Praia do Baixio, Km-121

Diogo, Km-68

BOA LUZ – o relato da LUANA

8 jan

Começar o ano com o pé direito. E pé direito pra nós é saber que o blog tem vida. Vida interativa através do contato com nossos leitores. Em homenagem a vocês, que fazem todos os sábados e domingos aturando a incansável rodinha azul do PC valerem a pena, o primeiro post (pra valer) desse ano é da Luana, leitora de Aracaju. Era uma vez um comentário, que virou e-mail, que virou post. Vamos viajar na experiência – em texto e fotos – da Luana na Boa Luz, em novembro de 2012:

Oi! Passando pra deixar registrada minha experiência e ajudar quem mais possa chegar aqui com dúvidas sobre a Boa Luz.

Boa Luz por Luana Silva

Boa Luz por Luana Silva

Passei o dia lá e foi muito bom. Me deu a chance de fugir da realidade e simplesmente curtir. Não deu pra conhecer tudo porque não peguei “caronas” com as charretes e preferi explorar a pé o lugar, aí acabei ficando pelo zoo , parque aquático e os espaços reservados ao pesque e pague (apesar de eu não pescar hehehe).

Boa Luz - Foto de Luana Silva

Parque Aquático - Boa Luz - Foto da Luana (arquivo pessoal)

Acidentalmente, e que acidente feliz, estávamos no lugar certo na hora do desfile dos animais e apreciamos esse momento também.

Boa Luz - Sergipe (arquivo pessoal)

Zoo - Boa Luz (arquivo pessoal da Luana)

Almoçamos em um dos restaurantes chamado Rancho (que não lembro agora se foi o Rancho Fundo ou o Rancho Alegre) e a comida estava muito saborosa inclusive pro meu bolso, já que era uma coisa meio rodízio. Pagamos 18 reais por pessoa (não incluso bebida e sobremesa) e podíamos repetir quantas vezes quiséssemos.
Como fomos com uma empresa de turismo, que nos deixou na porta e marcou hora de nos buscar, preferimos não nos aventurar para muito longe. Fomos em dois, eu e meu namorado, e gastamos ao todo uns R$130, por pessoa, contando transporte/entrada/almoço/lanches/águas/etc … Só que nós moramos aqui em Aracaju, então nem encanamos de usufruir tudo, porque pretendemos voltar e levar amigos e família. Achei que o parque cumpre o que promete e promete ser um lugar muito bacana pra você passar o dia ou dias até.

Boa Luz (arquivo pessoal)

Não sei mais o que falar, estou tentando resumir a experiência porque sou tagarela por demais, senão me empolgo e ninguém vai ter saco de ler de tão grande que isso aqui vai ficar.
Mas, enfim, Anna, muito obrigada pelas dicas e parabéns pelo seu post e pelo blog. Eles foram decisivos para decidirmos visitar a boa luz ! Espero que eu possa ter acrescentado um pouquinho aqui também.

Fotos - Boa Luz - Luana (arquivo pessoal)

Ajudou sim, Luana!  Bastante. 😉

–  Para continuar passeando pela  fazenda, leia também BOA LUZ ZOO PARQUE e HOTEL .

– Para esticar o passeio até o  casarão do Doce Caseiro, em Areia Branca, confira DOCE CASEIRO da BR-235.

– E para saber mais sobre Aracaju, vai lá em ARACAJU – Post a Post.

Jardim das Laranjeiras – Fazenda Boa Luz.SERGIPE

12 out

Fiquei devendo falar sobre o Jardim das Laranjeiras, restaurante do Hotel Fazenda Boa Luz. Como já havia dito nos outros posts sobre a Boa Luz, ele é, sem dúvida, o melhor restaurante do complexo.

 

O ambiente é muito agradável. Bem decorado em estilo rústico, dá o tom da (estilosa) vida na fazenda:

ALMOÇO e JANTAR:

O restaurante funciona tanto buffet como a la carte. No dia que estávamos lá (16/07/11), o almoço saiu apenas a la carte.  A cozinha é de primeira linha e o cardápio conta com pratos refinados (clique nas imagens para ampliar):

No almoço, eu pedi frango ao molho de ervas acompanhado de arroz com brócolis:

Peito de Frango ao molho de ervas (porção individual) – R$ 30,00.

E o Hélio foi de polenta caipira:

Polenta Caipira (porção individual) - R$ 21,00.

 O frango estava perfeito, já a polenta não desceu tão “redonda”. O Hélio achou um pouco salgada e, além disso, é um prato que cai melhor à noite ou em dias frios, o que não era o caso.

No dia seguinte, já cheios das “gulodices” praticadas no Casarão do Doce Caseiro, pedimos apenas um petisco, que serviu de almoço: filé gorgonzola com fritas. Muito bom também!

Filé Gorgonzola (petisco) - R$ 30,00.

O  jantar, a depender do número de hóspedes é servido em buffet self service. No sábado ( 16/07/11), com a casa cheia, foi servido buffet e música ao vivo. Tudo isso à meia luz para dar um “clima” (rs):

O buffet custa R$ 28,00 por pessoa, podendo servir-se à vontade e incluindo as sobremesas, mas não os refrigerantes:

Os pratos estavam variados e bem preparados, mas, para nossa decepção, estavam frios. Já as sobremesas estavam muito saborosas.

CAFÉ da MANHÃ:

Acho que, talvez por se tratar de hotel fazenda, estava cheia de expectativas em relação ao café da manhã. Imaginava aquele cheirinho de casa de vó, pãozinho quente com a manteiga derretendo,  bolo de cenoura feito na hora com calda de chocolate fumaçando, café perfumando a mesa. Saindo dos meus devaneios, me deparei com um buffet normal, como de costume: bolos, pães (nem quentinhos, nem com manteiga derretendo rs), frios e alguns pratos quentes:

ÁGUA QUENTE

Nem por isso o café decepcionou ( não tecnicamente falando). Tudo muito bacana, no trivial, e forradinho,  para afastar a curiosidade dos pequenos intrusos que passeiam pelas redondezas.

Pães e bolos.

Frios e frutas.

O caso  é que eu esperava mesmo aqueeeeeeele café… Talvez até mais simples e menos “hotel”, imaginava alguma coisa mais “intimista” (mas esta era a minha proposta, não a deles). Só isso!

NO MAIS…

– Vale dizer que a equipe do restaurante é muito bacana. No final da tarde de sábado, tive “desejo” (não, não é nada disso que vc está pensando! rs)  de tomar um chocolate quente. A barwoman, muito gentil, informou que não saía, mas se ofereceu para preparar um nescau quentinho, batido na hora. Achei muito atencioso da parte dela e acabei aceitando. Resultado: o nescau veio uma delícia e eu fiquei feliz da vida, com meu bigodinho de espuma de leite, bem no clima de fazenda.

Bar do restaurante.

Meu nescau... Dispensei o canudo para garantir meu bigodinho, claro! 🙂

– Pelo site da Boa Luz, tudo leva a crer que é possível almoçar no Jardim das Laranjeiras fazendo o Day Use no complexo. Hoje, antes de fazer o post, mais uma vez liguei para o hotel para confirmar a informação que já haviam me dado quando me hospedei: o Jardim das Laranjeiras está disponível para hóspedes e não hospedes,  desde que estes tenham ido apenas para almoçar e não estejam no Day Use do Parque. Na dúvida, não custa nada ligar (79-3281-4848) ou perguntar no ato da compra do voucher para o zoo parque.

– O cardápio lindo do restaurante é mais uma obra do  @juaumhungria, o querido personal  designer   do “Miss” (estamos chiques demais, não é não?).

– Todas as informações constantes no post se referem a julho de 2011, período em que nos hospedamos no hotel.

–  Mais sobre o Hotel e o Complexo Boa Luz nos posts  Hotel  Fazenda e  Zoo Parque.

– Mais sobre o restaurante, no site do Hotel Fazenda.

BOA LUZ ZOO PARQUE – SERGIPE

1 ago

Quando decidimos nos hospedar no complexo Boa Luz, a ideia era descansar, até porque, já conhecíamos o Parque. Mas não tem jeito… Ninguém resiste a bater perna  pela fazenda para ver ou rever seus belos animais, se aventurar nos tobogãs do parque aquático ou simplesmente caminhar sob a sombra tranquila de suas árvores. Acabou que, retomar nossa infância curtindo o parque igual criança, colocou de lado o esperado descanso.

INFORMAÇÕES BÁSICAS

– Para quem não está hospedado no Hotel,  o acesso ao parque é pago e  inclui apenas o day use. Confira o valor atualizado aqui.  Alimentação e atividades são cobradas à parte.

–  KIT BÁSICO (endereço, telefone e site): Km 16 da BR- 235, município de Laranjeiras (a 15 Km da saída de Aracaju); tel.: (79) 3281-4848; http://www.hotelboaluz.com.br/

– Detalhes de como chegar no  Fotoguia da BR-235.

– Informações sobre o hotel no post  Hotel Fazenda Boa Luz.

O ZOO

Como disse no post sobre o hotel, o clima é de fazenda mesmo. Mas, além dos animais comuns do ambiente rural, a Boa Luz te encanta com belas espécies, espalhadas pelo parque:

A linda TIGRESA. Há dois meses  a bichana vive sozinha. Seu companheiro faleceu, vítima de câncer 😦 Conheci os dois, lindos! Lamentável essa perda, mas ela, pelo menos, continua lá, imponente e estressada, como boa fêmea que é… rs rs:

Ao lado dela está a LEOA, mas esta, também como boa fêmea que é. Estava tão mal humorada que sequer deu as caras para sair na foto!  As duas meninas ficam  ao lado dos  pedalinhos (nº04), na margem oposta ao Restaurante Racho Fundo.

A caminho do Haras (nº 20), próximo ao Pesque Pague (nº 24), nos deparamos com uma criatura hilária… A LHAMA. Que animal hilário! A cara dela já é engraçada. Ela estava correndo pelo seu cercadinho, mas quando viu nossa câmera, veio posar para foto… Hilária:

Seguimos em busca das ZEBRAS, mas, no meio do caminho, quem passa por nós, galopantes e faceiras?

As próprias! De quebra acompanhadas por um BÚFALO, enorme e desengonçado:

Lindas demais. Acho que um dos animais mais bonitos que já vi. São como cavalos pintados a mão, com todo capricho, por um fanático torcedor vascaíno. Perfeitas! <um lacinho vermelho e elas dariam lindas são paulinas>

Ah ah! Claro que eu não iria perder essa chance… No início da manhã, elas seguem para o haras, onde são seladas para montaria… Olha nós aí:

Só para foto mesmo, porque para cavalgar… No no… não conte com elas. São empacadas e teimosas. Mas tirar foto já vale tudo! Enquanto isso, o búfalo tomava o seu “banhiiinho”, super tranquilo:

Próximo ao nosso chalé, ficavam os AVESTRUZES… Hilários também. Enormes, mas permaneciam o tempo todo com a cabeça baixa, bicando tudo que encontravam pela frente:

Tem COBRA também. Nos finais de semana, super dócil, ela pode ser enrolada no seu pescoço e ficar “coleguinha”. Dessa vez não me bati com a velha amiga , mas tenho foto do nosso último encontro… Radical! < e o macaco ao fundo… o melhor rsrs>

E tem muito mais no Zoológico (nº 16), à margem do último lago, mas, não vou mentir, não tivemos ânimo para ir até lá. Na próxima levamos bicicletas clandestinas.

O PARQUE

Só pra reforçar, o Parque é enorme. Logo na entrada, está um dos restaurantes que atende a fazenda durante os finais de semana e feriados, o RANCHO FUNDO (nº 02):

Pra ser bem sincera, minhas duas experiências gastronômicas nele não foram proveitosas. Nas duas me decepcionei com a comida. Dessa vez, como estava no hotel, me limitei à excelente comida do Jardim das Laranjeiras. (Rancho Fundo – Buffet R$ 34,00 por pessoa – em janeiro de 2012)

No primeiro lago, na margem oposta ao Rancho Fundo, estão os PEDALINHOS –  R$ 5,00 (20 minutos):

 

E, no segundo lago, funciona o PESQUE E PAGUE (nº  24)… Agradável e relaxante:

À margem do segundo lago, ao lado do Pesque e Pague, está a CASA DA CACHAÇA e TILÁPIA:

Nesse dia (17/07/2011),  eles exibiram  o jogo Brasil X Paraguai na Copa América… Triste fim para quem foi até lá torcer por nossa seleção. Sem comentários. O bom é que tinha cachaça por todos os lados… Na falta de gol, tome gole…rs rs:

Mais adiante, logo depois de ser recebido por Lampião e Maria Bonita…

Está o animado PARQUE AQUÁTICO (nº 10):

E o Restaurante RANCHO ALEGRE (nº 09), que nos finais de semana e feriados serve churrasco:

Ao lado do  Rancho Alegre, o parquinho para a meninada:

É tanta coisa ( e nem vimos tudo) que cansa só de contar. Mas vale cada passo!

Fim de tarde na Boa Luz.

O HARAS:

Tudo tem clima de fazenda, já falei, mas o HARAS, sem dúvida, é o lugar mais country do complexo… E o que mais gostamos… O ritmo dos funcionários, levando e trazendo capim, o cheirinho do curral, a “barulhada” dos animais, numa conversaria só… Tudo faz você realmente se sentir na “roça”:

É possível passear a cavalo, de charrete e até de carro de bois:

 Mas tudo pago à parte:

As crianças podem passear de  pônei e eu, com meu tamanho reduzido, até quis me aventurar em um dos pequeninos, mas o Hélio me convenceu que sou, literalmente, grandinha demais pra isso… hehehe.

No Haras, você ainda pode conhecer várias espécies de aves no Recanto das Aves (nº 22). Entre elas, LAURA. Na verdade LAURO, um “araro” super amigável:

Ah, gente! Amei! Eu e o Hélio adoramos animais. O contato com eles é sempre revigorante!

Mas… Tem mais.O Parque ainda oferece passeios de trenzinho para alguns pontos da fazenda, para a cidade histórica de Laranjeiras e para a Gruta da Pedra Furada ( de R$ 10,00 a R$ 15,00 por pessoa):

A Boa Luz é um programão, independente da idade. Em dezembro de 2007, toda minha família veio comemorar  reveillon em Aracaju e aproveitamos para passar um dia inteiro na Fazenda.  Dos meus avós à  minha priminha de um ano, todos, sem exceção, se divertiram!

– As informações constantes no post, inclusive valores, referem-se a agosto de 2011. Informações  recentes sobre a Boa Luz estão no Relato da Luana , de novembro de 2012.

Quer mais? Para saber tin-tin por tin-tin sobre Aracaju, confira nosso post: DICAS de ARACAJU – POST a POST