Archive | ARACAJU. Hoteis RSS feed for this section

Ateliê 22 – o primeiro e estiloso Cama e Café de Aracaju

26 ago

O primeiro e autêntico Cama e Café de Aracaju. Isso, por si só, já diz muita coisa sobre a nova configuração do nosso querido e refinado Ateliê 22.

???????????????????????????????

Mas falar só isso é muito pouco para descrever com justiça todo aconchego e elegância das novas instalações do Ateliê.

Um Cama e Café nos moldes desta categoria de hospedagem, mas incrementado com a criatividade e refinamento que sempre foram a marca do trabalho do artista plástico Alfredo Mallet e da chef Fátima Bastos.

Quem acompanha o blog, sabe que sempre fomos fãs da comida deliciosa e do ambiente estiloso do, até então, bistrô Ateliê 22. Falamos dele em detalhes aqui.

Ocorre que, para toda mente criativa há um coração inquieto e, com essa inquietação e muito trabalho, o Alfredo e a Fátima brincam de inovar com seus talentos, sempre oferecendo para a trivialidade propostas desafiadoras. Assim, nasce o primeiro Cama e Café de Aracaju. A qualidade e requinte de sempre, em uma nova maneira de semear seus talentos: receber com arte.

A nova estrutura conta com um pavimento superior onde estão  as duas suítes destinadas à hospedagem e um simpático terraço.

????????

Neste pavimento estão apenas os quartos. O rol que dá acesso à escada está disposto logo na entrada da casa, priorizando a privacidade e independência dos hóspedes.

Os quartos, de 30m2 , foram cuidadosamente decorados com todo estilo e delicadeza que sempre foram a marca do Ateliê 22.

Ar condicionado, frigobar, TV a cabo, mesinha de apoio e obras do artista Alfredo Mallet compõem o agradável ambiente das duas suítes, com nome e tudo – Quarto Bananeiras e Quarto Abduzidos:

Banheiro espaçoso e uma varanda voltada para o jardim e área da piscina:

Ah! Sim! E tem piscina! Toda trabalhada no estilo aconchegante da casa, colorida, mais uma vez, pelo vigor da obra do Alfredo Mallet.

E, só para te convencer de vez a se hospedar no Ateliê, basta dizer que o café da manhã, com as delícias da chef Fátima Bastos, está incluído na diária 😉

Além disso, o cardápio do bistrô foi adaptado para o Cama e Café e estará à disposição dos hóspedes, para almoço e jantar.

Petit Gateau de ábobora à Maria Bonita – Ateliê 22

O QUE VOCÊ PRECISA SABER

– Como já foi dito, o Cama e Café conta com dois quartos, apenas para duas pessoas. Lembrando que, em ambos, há apenas uma cama de casal.

– As roupas de cama e banho são fornecidas por eles.

– As tomadas são todas no novo padrão – três pinos redondos – 110v.

– A única refeição incluída na diária é o café da manhã.

– A garagem comporta até quatro carros.

– Internet wifi disponível nos quartos.

– Para mais informações detalhadas, em PDF, clique aqui: Sobre Cama e Café Ateliê 22.

LOCALIZAÇÃO

O Ateliê 22 fica em Aruana, bairro de praia, localizado na Zona de Expansão de Aracaju. Confira a localização do Bairro na mapa abaixo:

Mapa Aruana

Para chegar, você deve seguir sentido Litoral Sul/Orla do Pôr do Sol. No mapa abaixo, aparece a rua do Ateliê 22. A letra A marca o único prédio que há na região, ponto de referência para quem vem pela praia. A letra B marca o Condomínio Maria Rezende Machado, ponto de referência para quem vem do Aeroporto:

Mapa Ateliê 22

VINDO PELA PRAIA: siga na Av. Santos Dumont, que beira o mar, sentido Litoral Sul/Ponte Joel Silveira/Orla do Pôr do Sol. Você vai passar pela passarela do Caranguejo e continuar seguindo, beirando a praia. Mais a frente, esta avenida se torna Rodovia José Sarney.  Siga em uma linha reta sempre, até a esquina do único prédio que há na Aruana, que marquei com a  letra A no mapa anterior:

Esquina do Prédio indicado na Letra A do mapa – Aruana.Aracaju.SE

Pronto. Vire à direita, na rua do prédio, e depois é só entrar na oitava rua à direita. Confira todo o trajeto no mapa abaixo, considerando a Orla de Atalaia como ponto de partida:

VINDO DO AEROPORTO: siga sentido Litoral Sul/Ponte Joel Silveira/ Orla Pôr do Sol. Para tanto, saindo da avenida do Aeroporto você vai seguir pela Av. Melício Machado que, mais a frente, vira Rodovia dos Náufragos. Siga numa linha reta sempre até o Condomínio Maria Rezende Machado, marcado com letra B no segundo mapa, lá em cima. Em frente a este condomínio você vai fazer o retorno à esquerda e, na sequência, virar na primeira rua à direita e depois na quarta rua à esquerda. Pronto, esta já é a rua do Ateliê. Confira todo o trajeto no mapa abaixo, considerando o Aeroporto como ponto de partida:

Para quem vem da Ponte Joel Silveira, basta seguir na Rodovia dos Náufragos, sentido Aeroporto/Atalaia e virar na primeira rua à direita, logo depois do início da pista dupla, também em frente ao Condomínio Maria Rezende Machado. Depois é só virar na quarta rua à esquerda.

Mais fotos da localização no primeiro post sobre o Ateliê.

Nota útil:  Aruana,  em 2012, de uma hora para outra teve seu nome modificado para “ARUANDA”, sob a alegação que o nome antigo, Aruana, estava incorreto. Nunca vi nome próprio ter esse tipo de limitação e, vamos combinar, que a alteração é, no mínimo, desnecessária. Eu  me recuso a usar o nome “novo”. Mas, para você, que vai estar se batendo para se localizar na cidade, fica a ressalva.

INFORMAÇÕES BÁSICAS

Endereço: Rua Sargento José Valença Santos Leite, nº 22, Aruanda, CEP 49000-194

– Telefones:  79 8102-9392 ou 79  3243-3107

– E-mail: camacafeatelie22@gmail.com

– Para reservas, entre em contato com o Alfredo e a Fátima através dos telefones e e-mail indicados.

– Diárias em setembro de 2013: R$ 210,00.

– Apenas para jantar, verifique previamente a disponibilidade através dos telefones indicados.

– O Cama&Café tem Fanpage com várias fotos e mais informações. Conheça a Fanpage aqui.

Antes de finalizar, uma curiosidade artística. A bela cadeira, hoje colorida, que integra graciosa o rol de entrada, testemunhou e participou ativamente dos sucessivos suicídios de Diogo Vilela durante a primeira temporada da peça “Ensina-me a viver”, no início da década de 80. Vale lembrar, que o Alfredo e a Fátima são cariocas, sempre militantes no mundo das artes.

– Confira nosso primeiro post sobre o Ateliê 22, ainda como Bistrô, aqui .

– Mais sobre Aracaju em Aracaju – post a post .

– O Ateliê 22 combina com Oficina de Ladrilhos e Bistrô Twin.

– Fotos da Fanpage do Ateliê 22, usadas neste post, do artista, fotógrafo e amigo João Hungria.

PRODIGY BEACH RESORT – Aracaju.SE

20 dez

Após longos 16 meses de “reforma”, o Hotel da Ilha – que já foi Starfish, que já foi DIORO e agora é PRODIGY BEACH RESORT – voltou. Do mesmo jeito, mas voltou.

Recepção - Prodigy Beach Resort - ARACAJU

Após a reabertura, já como PRODIGY, estivemos duas vezes, em abril de 2013 e maio de 2014 e, para iniciar a conversa, vamos ser diretos: reforma mesmo não teve de jeito nenhum. Tirando um ou outro canto que recebeu pintura, a estrutura continua a mesma, nas mesmas condições (por isso, se quiser conhecer a estrutura do hotel, vai lá no nosso primeiro post sobre o DIORO  e volta).

Área da Piscina - Prodigy Beach Resort

O HOTEL

O que melhorou: o atendimento, já que a nova equipe é simpática, solícita e bastante atenciosa. Sobretudo o atendimento do bar da piscina, com cardápios decentes, garçons atentos e o bar molhado funcionando a toda prova, com bons drinks, por sinal.

Bar Molhado - Prodigy Resort

Bar Molhado – Prodigy Resort

Fora isso, tudo igual. O Hotel continua com aquele jeitinho de “podia ser melhor”. Ainda assim, a localização, sobretudo em relação à praia, e a pinta de leve de “resort”, continuam sendo a única opção nesse estilo em Aracaju.

Prodigy Resort

Sobretudo em maio de 2014, percebemos o esforço em melhorar os serviços. A iniciativa é válida e, levando em consideração que esse é o único hotel desse porte e pé na areia em Sergipe, va lá, temos que dar uma colher de chá. O ideal mesmo é ir sem grandes expectativas. Talvez dessa forma, esperando pouco, aumente suas chances de curtir mais sua estada. Até porque, preciso ser justa, o hotel reserva belas paisagens.

Prodiy Beach Resort - SERGIPE

A comida, por exemplo, tem melhorado. Poucas opções, mas experimentamos alguns pratos bem saborosos. Vale experimentar.

Café da Manhã - Prodigy Resort

Café da Manhã

Dourado ao molho de alcaparras - Prodigy Resort

Dourado ao molho de alcaparras – Buffet Jantar

Só acho que não vale mesmo limitar todas as suas refeições ao Hotel.  Eles ainda não trabalha com sistema all inclusive. A opção que oferecem é a hospedagem com meia pensão, que inclui o jantar no valor da diária.

Tarifas Prodigy

Para quem não opta pela meia pensão, que foi o nosso caso, o buffet custa R$ 45,00 por pessoa, sem as bebidas, considerando que a básica latinha de coca-cola custa R$ 4,00. Ou seja, no final das contas, pagamos R$ 98,00 por um jantar razoável. Para os turistas, acho bem mais interessante sair do hotel e jantar e almoçar nos ótimos restaurantes de Aracaju. Você pode gastar menos e gostar mais, além de conhecer a cidade e a culinária local.

O QUARTO

No primeiro post, ficamos hospedamos nos bangalôs. Dessa vez optamos pelo quarto Superior Vista Mar.

Quarto - PRODIGY RESORT - Aracaju

Vista Mar - PRODIGY RESORT - Aracaju

Bacana. Como dissemos no post do Dioro, os quartos ficam nos blocos.

Bloco II - Quartos - Prodigy Resort - Aracaju

Bloco II – Quartos – Prodigy Beach Resort

Mas, apesar do hotel estar vazio, fomos acomodados no bloco mais distante de tudo e no térreo, com vista para o mar, certo, mas pouca privacidade, já que a varanda dava para uma prainha onde moradores locais se reúnem para o  “esquenta” do final de semana:

Vista Varanda - PRODIGY

O Wi-Fi do quarto é perfeito. Mas bom lembrar que as tomadas são do modelo antigo. Se parte dos seus eletros têm tomadas novas, você vai precisar de adaptador. Voltagem 110.

Tomadas - PRODIGY RESORT

A PRAIA

No post anterior, alguns leitores perguntaram sobre a praia do hotel. O que posso dizer é que a praia é por sua conta e risco. O hotel não oferece nenhuma estrutura pé na areia e você vai ter que caminhar bastante para encontrar alguma barraca.

Praia da Costa - Prodigy Beach - Aracaju

Fora isso, preciso ser sincera ao falar que as praias de Aracaju e região não são  parecidas com as famosas praias do Nordeste. Nada de mar azul, nem turquesa nem piscina. A água é cor de areia (café com leite, como bem descreve o Ricardo Freire) e bem agitada. Ainda assim, para os menos exigentes, a Praia da Costa, onde está o hotel, pode oferecer uma gostosa caminhada de fim de tarde e belas imagens no pôr do sol.

Pôr do Sol - Praia da Costa

MORAL DA HISTÓRIA

Apesar de amar a piscina e área verde do agora PRODIGY RESORT, continuo batendo na tecla que, em matéria de hospedagem, há opções  mais preparadas em Aracaju, como o Radisson ou Mercure (na Orla dos Lagos) e o Aruanã (na Praia de Aruana). Ainda assim, reforço: nesse estilo, de cara com o mar, o Prodigy, até o momento, é a única opção em Sergipe.

Prodigy Beach Resort - Praia da Costa - SERGIPE

– Se você é o tipo de viajante que ama Resort e não tira o pé do hotel pra nada, talvez o PRODIGY não atenda às suas expectativas.

– Já se você é o tipo de turista que gosta de bater perna pela cidade e aproveita ao máximo sua estada para explorar o lugar visitado, há hotéis mais bem localizados e com melhor estrutura, notadamente na Região dos Lagos, na Orla de Atalaia em Aracaju.

Mas, se apesar de tudo  você gosta de grandes hotéis e não abre mão de ficar no PRODIGY, o que você deve saber:

– Se quiser passear por sua conta, é imprescindível estar de carro. O hotel está isolado e distante dos pontos de interesse para visitação.

– Há uma Nozes Tour na recepção do hotel, onde você pode agendar vários passeios interessantes por Aracaju e região.

– Fora isso, vale lembrar que o Hotel não está em Aracaju e sim na Ilha de Santa Luzia, município de Barra dos Coqueiros, interligados à capital pela famosa ponte Aracaju-Barra.

O bacana é aproveitar a vista do lado de cá, da Barra, curtindo Aracaju de outro ângulo.

Centro Histórico - Aracaju

Centro Histórico de Aracaju – Vista da Barra dos Coqueiros.

13 de Julho, Aracaju - Vista da Atalaia Nova.

13 de Julho, Aracaju – Vista da Atalaia Nova.

Assim, não deixe de tirar um tempinho para  conhecer um pouco da ilha e seus cantinhos interessantes, com vista para a capital.

Barra dos Coqueiros.SE

Estaleiro H.Dantas - Barra dos Coqueiros.SE

Totó

E essa criatura linda que encontramos ao lado do estaleiro?. Quase cortei a corda pra trazer ele comigo 🙂

– Todos os detalhes da estrutura do Prodigy estão no nosso primeiro post, ainda na gestão do DIORO (como nada mudou, está valendo).

– Informações e reservas no Site Oficial do Grupo  http://www.gjphoteis.com.br/

DISTÂNCIAS

Distâncias entre o HOTEL e  importantes pontos turísticos de Aracaju.

Praça dos Mercados – 8 km;

New Hakata/Iate Clube – 11 km;

Calçadão da 13 de Julho – 12 km;

Shopping RioMar – 13,5 km;

Lagos da Orla/Oceanário – 18 km;

Passarela do Caranguejo – 20 km.

Aracaju, vista da Atalaia Nova, Ilha de Santa Luzia.

– Para saber mais sobre Aracaju, inclusive outras dicas de hospedagem, confira nosso post DICAS DE ARACAJU – post a post.

Jardim das Laranjeiras – Fazenda Boa Luz.SERGIPE

12 out

Fiquei devendo falar sobre o Jardim das Laranjeiras, restaurante do Hotel Fazenda Boa Luz. Como já havia dito nos outros posts sobre a Boa Luz, ele é, sem dúvida, o melhor restaurante do complexo.

 

O ambiente é muito agradável. Bem decorado em estilo rústico, dá o tom da (estilosa) vida na fazenda:

ALMOÇO e JANTAR:

O restaurante funciona tanto buffet como a la carte. No dia que estávamos lá (16/07/11), o almoço saiu apenas a la carte.  A cozinha é de primeira linha e o cardápio conta com pratos refinados (clique nas imagens para ampliar):

No almoço, eu pedi frango ao molho de ervas acompanhado de arroz com brócolis:

Peito de Frango ao molho de ervas (porção individual) – R$ 30,00.

E o Hélio foi de polenta caipira:

Polenta Caipira (porção individual) - R$ 21,00.

 O frango estava perfeito, já a polenta não desceu tão “redonda”. O Hélio achou um pouco salgada e, além disso, é um prato que cai melhor à noite ou em dias frios, o que não era o caso.

No dia seguinte, já cheios das “gulodices” praticadas no Casarão do Doce Caseiro, pedimos apenas um petisco, que serviu de almoço: filé gorgonzola com fritas. Muito bom também!

Filé Gorgonzola (petisco) - R$ 30,00.

O  jantar, a depender do número de hóspedes é servido em buffet self service. No sábado ( 16/07/11), com a casa cheia, foi servido buffet e música ao vivo. Tudo isso à meia luz para dar um “clima” (rs):

O buffet custa R$ 28,00 por pessoa, podendo servir-se à vontade e incluindo as sobremesas, mas não os refrigerantes:

Os pratos estavam variados e bem preparados, mas, para nossa decepção, estavam frios. Já as sobremesas estavam muito saborosas.

CAFÉ da MANHÃ:

Acho que, talvez por se tratar de hotel fazenda, estava cheia de expectativas em relação ao café da manhã. Imaginava aquele cheirinho de casa de vó, pãozinho quente com a manteiga derretendo,  bolo de cenoura feito na hora com calda de chocolate fumaçando, café perfumando a mesa. Saindo dos meus devaneios, me deparei com um buffet normal, como de costume: bolos, pães (nem quentinhos, nem com manteiga derretendo rs), frios e alguns pratos quentes:

ÁGUA QUENTE

Nem por isso o café decepcionou ( não tecnicamente falando). Tudo muito bacana, no trivial, e forradinho,  para afastar a curiosidade dos pequenos intrusos que passeiam pelas redondezas.

Pães e bolos.

Frios e frutas.

O caso  é que eu esperava mesmo aqueeeeeeele café… Talvez até mais simples e menos “hotel”, imaginava alguma coisa mais “intimista” (mas esta era a minha proposta, não a deles). Só isso!

NO MAIS…

– Vale dizer que a equipe do restaurante é muito bacana. No final da tarde de sábado, tive “desejo” (não, não é nada disso que vc está pensando! rs)  de tomar um chocolate quente. A barwoman, muito gentil, informou que não saía, mas se ofereceu para preparar um nescau quentinho, batido na hora. Achei muito atencioso da parte dela e acabei aceitando. Resultado: o nescau veio uma delícia e eu fiquei feliz da vida, com meu bigodinho de espuma de leite, bem no clima de fazenda.

Bar do restaurante.

Meu nescau... Dispensei o canudo para garantir meu bigodinho, claro! 🙂

– Pelo site da Boa Luz, tudo leva a crer que é possível almoçar no Jardim das Laranjeiras fazendo o Day Use no complexo. Hoje, antes de fazer o post, mais uma vez liguei para o hotel para confirmar a informação que já haviam me dado quando me hospedei: o Jardim das Laranjeiras está disponível para hóspedes e não hospedes,  desde que estes tenham ido apenas para almoçar e não estejam no Day Use do Parque. Na dúvida, não custa nada ligar (79-3281-4848) ou perguntar no ato da compra do voucher para o zoo parque.

– O cardápio lindo do restaurante é mais uma obra do  @juaumhungria, o querido personal  designer   do “Miss” (estamos chiques demais, não é não?).

– Todas as informações constantes no post se referem a julho de 2011, período em que nos hospedamos no hotel.

–  Mais sobre o Hotel e o Complexo Boa Luz nos posts  Hotel  Fazenda e  Zoo Parque.

– Mais sobre o restaurante, no site do Hotel Fazenda.

BOA LUZ ZOO PARQUE – SERGIPE

1 ago

Quando decidimos nos hospedar no complexo Boa Luz, a ideia era descansar, até porque, já conhecíamos o Parque. Mas não tem jeito… Ninguém resiste a bater perna  pela fazenda para ver ou rever seus belos animais, se aventurar nos tobogãs do parque aquático ou simplesmente caminhar sob a sombra tranquila de suas árvores. Acabou que, retomar nossa infância curtindo o parque igual criança, colocou de lado o esperado descanso.

INFORMAÇÕES BÁSICAS

– Para quem não está hospedado no Hotel,  o acesso ao parque é pago e  inclui apenas o day use. Confira o valor atualizado aqui.  Alimentação e atividades são cobradas à parte.

–  KIT BÁSICO (endereço, telefone e site): Km 16 da BR- 235, município de Laranjeiras (a 15 Km da saída de Aracaju); tel.: (79) 3281-4848; http://www.hotelboaluz.com.br/

– Detalhes de como chegar no  Fotoguia da BR-235.

– Informações sobre o hotel no post  Hotel Fazenda Boa Luz.

O ZOO

Como disse no post sobre o hotel, o clima é de fazenda mesmo. Mas, além dos animais comuns do ambiente rural, a Boa Luz te encanta com belas espécies, espalhadas pelo parque:

A linda TIGRESA. Há dois meses  a bichana vive sozinha. Seu companheiro faleceu, vítima de câncer 😦 Conheci os dois, lindos! Lamentável essa perda, mas ela, pelo menos, continua lá, imponente e estressada, como boa fêmea que é… rs rs:

Ao lado dela está a LEOA, mas esta, também como boa fêmea que é. Estava tão mal humorada que sequer deu as caras para sair na foto!  As duas meninas ficam  ao lado dos  pedalinhos (nº04), na margem oposta ao Restaurante Racho Fundo.

A caminho do Haras (nº 20), próximo ao Pesque Pague (nº 24), nos deparamos com uma criatura hilária… A LHAMA. Que animal hilário! A cara dela já é engraçada. Ela estava correndo pelo seu cercadinho, mas quando viu nossa câmera, veio posar para foto… Hilária:

Seguimos em busca das ZEBRAS, mas, no meio do caminho, quem passa por nós, galopantes e faceiras?

As próprias! De quebra acompanhadas por um BÚFALO, enorme e desengonçado:

Lindas demais. Acho que um dos animais mais bonitos que já vi. São como cavalos pintados a mão, com todo capricho, por um fanático torcedor vascaíno. Perfeitas! <um lacinho vermelho e elas dariam lindas são paulinas>

Ah ah! Claro que eu não iria perder essa chance… No início da manhã, elas seguem para o haras, onde são seladas para montaria… Olha nós aí:

Só para foto mesmo, porque para cavalgar… No no… não conte com elas. São empacadas e teimosas. Mas tirar foto já vale tudo! Enquanto isso, o búfalo tomava o seu “banhiiinho”, super tranquilo:

Próximo ao nosso chalé, ficavam os AVESTRUZES… Hilários também. Enormes, mas permaneciam o tempo todo com a cabeça baixa, bicando tudo que encontravam pela frente:

Tem COBRA também. Nos finais de semana, super dócil, ela pode ser enrolada no seu pescoço e ficar “coleguinha”. Dessa vez não me bati com a velha amiga , mas tenho foto do nosso último encontro… Radical! < e o macaco ao fundo… o melhor rsrs>

E tem muito mais no Zoológico (nº 16), à margem do último lago, mas, não vou mentir, não tivemos ânimo para ir até lá. Na próxima levamos bicicletas clandestinas.

O PARQUE

Só pra reforçar, o Parque é enorme. Logo na entrada, está um dos restaurantes que atende a fazenda durante os finais de semana e feriados, o RANCHO FUNDO (nº 02):

Pra ser bem sincera, minhas duas experiências gastronômicas nele não foram proveitosas. Nas duas me decepcionei com a comida. Dessa vez, como estava no hotel, me limitei à excelente comida do Jardim das Laranjeiras. (Rancho Fundo – Buffet R$ 34,00 por pessoa – em janeiro de 2012)

No primeiro lago, na margem oposta ao Rancho Fundo, estão os PEDALINHOS –  R$ 5,00 (20 minutos):

 

E, no segundo lago, funciona o PESQUE E PAGUE (nº  24)… Agradável e relaxante:

À margem do segundo lago, ao lado do Pesque e Pague, está a CASA DA CACHAÇA e TILÁPIA:

Nesse dia (17/07/2011),  eles exibiram  o jogo Brasil X Paraguai na Copa América… Triste fim para quem foi até lá torcer por nossa seleção. Sem comentários. O bom é que tinha cachaça por todos os lados… Na falta de gol, tome gole…rs rs:

Mais adiante, logo depois de ser recebido por Lampião e Maria Bonita…

Está o animado PARQUE AQUÁTICO (nº 10):

E o Restaurante RANCHO ALEGRE (nº 09), que nos finais de semana e feriados serve churrasco:

Ao lado do  Rancho Alegre, o parquinho para a meninada:

É tanta coisa ( e nem vimos tudo) que cansa só de contar. Mas vale cada passo!

Fim de tarde na Boa Luz.

O HARAS:

Tudo tem clima de fazenda, já falei, mas o HARAS, sem dúvida, é o lugar mais country do complexo… E o que mais gostamos… O ritmo dos funcionários, levando e trazendo capim, o cheirinho do curral, a “barulhada” dos animais, numa conversaria só… Tudo faz você realmente se sentir na “roça”:

É possível passear a cavalo, de charrete e até de carro de bois:

 Mas tudo pago à parte:

As crianças podem passear de  pônei e eu, com meu tamanho reduzido, até quis me aventurar em um dos pequeninos, mas o Hélio me convenceu que sou, literalmente, grandinha demais pra isso… hehehe.

No Haras, você ainda pode conhecer várias espécies de aves no Recanto das Aves (nº 22). Entre elas, LAURA. Na verdade LAURO, um “araro” super amigável:

Ah, gente! Amei! Eu e o Hélio adoramos animais. O contato com eles é sempre revigorante!

Mas… Tem mais.O Parque ainda oferece passeios de trenzinho para alguns pontos da fazenda, para a cidade histórica de Laranjeiras e para a Gruta da Pedra Furada ( de R$ 10,00 a R$ 15,00 por pessoa):

A Boa Luz é um programão, independente da idade. Em dezembro de 2007, toda minha família veio comemorar  reveillon em Aracaju e aproveitamos para passar um dia inteiro na Fazenda.  Dos meus avós à  minha priminha de um ano, todos, sem exceção, se divertiram!

– As informações constantes no post, inclusive valores, referem-se a agosto de 2011. Informações  recentes sobre a Boa Luz estão no Relato da Luana , de novembro de 2012.

Quer mais? Para saber tin-tin por tin-tin sobre Aracaju, confira nosso post: DICAS de ARACAJU – POST a POST

Hotel Fazenda Boa Luz – SERGIPE.

30 jul

Sábado, 16/07/2011 – Para relaxar um pouco e fugir da rotina urbana, fomos bater no HOTEL FAZENDA BOA LUZ. Um lugar muito bacana,  desde que você esteja ciente que, apesar de todo conforto do Hotel, não deixa de ser fazenda, com todos os pormenores de fazenda.

RESERVAS E TARIFAS:

Para realizar a reserva, fui direto ao site do hotel (www.boaluz.com.br) verificar os preços (valores de julho/2011):

Entrei em contato pelo telefone indicado no site (79-3281-4848) e fui informada que, para o período solicitado, só havia chalés disponíveis. Ô… Fazer o que? Pretendia ir na opção mais barata, mas fui de chalé mesmo para não perder o passeio. Concluí por e-mail (reservas@boaluz.com.br ) com o básico depósito de 50% da diária para confirmar a reserva.

Importante: O valor da diária inclui hospedagem, café da manhã e acesso a toda área de lazer da fazenda. No entanto, apenas o acesso está garantido, pois todas as atividades que o Parque oferece, como passeios a cavalo, charrete, pedalinhos etc, são cobrados a parte.

LOCALIZAÇÃO e COMO CHEGAR:

Primeiro: para quem não conhece nada da região, vale salientar que a Fazenda Boa Luz não fica propriamente em Aracaju. Está localizada no município de Laranjeiras e tem acesso pela BR-235, que liga a capital ao município de Itabaiana/SE (mapa abaixo disponível no site do hotel):

Endereço: Km 16 da BR-235. Saindo de Aracaju e pegando a BR-101 norte, 8 Km após subir o viaduto da BR-235 você encontrará, à direita, a entrada da fazenda:

Todos os detalhes de como sair de Aracaju e chegar à Boa Luz  pela BR-235 estão no Fotoguia da BR-235. Não tem errada! 🙂

Distâncias (partindo de pontos de interesse em Aracaju):

– Aeroporto: 29 Km;

– Lagos da Orla: 28 Km;

– Shopping Jardins: 22 Km;

– Rodoviária: 15 Km.

CHALÉ:

A acomodação, como era de se esperar, é rústica e objetiva. Um quarto espaçoso, ar-condicionado, televisão, banheiro limpo…

E uma cama, ou melhor, uma mega cama D-E-L-I-C-I-O-S-A, com uma coberta deliciosa, ideais para curtir a noite fria da fazenda:

Detalhe da cabeceira.

Quando me disseram “chalé”, imaginei o básico de sempre: uma casinha fofinha isolada das demais, já que o oposto disso é o apartamento… “To certa ou to errada?” Pois é, na Boa Luz a compreensão de chalé difere da nossa vã filosofia. Os chalés na verdade ficam em blocos e os blocos sim, são isolados uns dos outros:

Fundo do bloco de chalés e portas de acesso aos cômodos.

 Em cada bloco, um varandão com várias redes, uma para cada quarto:

A varanda “socialista”  realmente não agradou. O ponto alto das acomodações estilo “chalé” é exatamente a privacidade… Impossível ficar à vontade nessas condições 😦  Só os blocos mais antigos possuem divisórias:

Mas de tudo se tira algum proveito. Sabe que no final das contas acabamos gostando do varandão? Pela tarde, os miquinhos ficavam correndo pela varanda, pulando de rede em rede. Na folia, acabamos conquistando a confiança deles… Nada que um bom doce de mamão não resolva:

(Ai, gente! Sei que é errado, mas eu não resisti… he he)

O sol se vai… A noite cai e… Longe da luzes da cidade, reina o  “breu” total…

Céu estrelado, barulhinho de grilo e friozinho de fazenda embaixo do edredom! Gostoso “por demais”! 🙂

ESTRUTURA:

O hotel compreende apenas uma parte da fazenda. Além dos chalés, ele oferece a área dos apartamentos, disposta em formato de ferradura:

Área dos apartamentos.

 A área da piscina, exclusiva para hóspedes:

Sem perder de vista a atmosfera rural (a graça é essa!):

E o Restaurante Jardim das Laranjeiras, disparado o melhor dos três restaurantes que atendem a fazenda:

O bacana é que o hotel, além de agradar adultos, é um programão para a meninada. No jantar, vimos um grupinho todo animado com a monitora partindo para um sessão de cinema infantil:

Adorei o astral positivo deles… Criança é sempre pra cima!!!

Fora tudo isso, você ainda tem um parque inteiro à disposição, como disse no início, cheio dos pormenores country:

 Para quem não está hospedado no hotel, o acesso ao Parque Fazenda Boa Luz custa R$ 35,00 por pessoa e garante apenas a entrada. Alimentação e atividades oferecidas pelo complexo são cobradas à parte.

Hotel, parque, zoológico… Adoramos tudo, o clima de fazenda, a simpatia dos funcionários e as instalações. Buscávamos exatamente isso… Uma fuga da nossa  realidade urbana. Neste sentido, a Boa Luz  atendeu totalmente nossas expectativas.  E aqui, acho válido deixar claro que, caso você não goste do estilo “vida no campo”, não curta mosquitinhos e bichinhos comuns de ambiente rural… Simplesmente… Não vá! A ideia é exatamente essa interação com a natureza.

NO MAIS…

– Nossos celulares OI não tinham sequer um tracinho de sinal. Resultado: ficamos incomunicáveis durante todo o final de semana ( o que foi ótimo… não vou mentir rs rs);

– Já o modem VIVO 3G  pegava, mas no ritmo da fazenda, meio que carroça, mas me permitiu acessar e-mail, twitter e dar uma olhada aqui no blog. Mais que isso, tome “rodinha azul” a rodar, rodar, rodar e no final… Nada.

– Internet mesmo só na recepção do hotel… WiFi da boa. E, embora preferisse WiFI no quarto, ficar na recepção até que era agradável… Sofá grandão, confortável, me deixou parecendo aqueles meninos do Zorra Total… kkkkkk

– Voltagem 110. Tomadas no padrão “antigo”. Uma tomada 220v no banheiro.

Na hora de ir embora, quem encontramos tomando seu café da manhã à beira da estrada?

 Boa Luz é assim!!!! 🙂 🙂 🙂

   Para continuar passeando pela  fazenda, leia também BOA LUZ ZOO PARQUE e Restaurante Jardim das Laranjeiras . Para esticar o passeio até o  casarão do Doce Caseiro, em Areia Branca, leia DOCE CASEIRO da BR-235 . E para saber mais sobre Aracaju, vai lá em ARACAJU – Post a Post.

ARACAJU por Marcos Panichi!

30 jul

Segue o relato do Marcos sobre sua estada em Aracaju.

ARACAJU – Simplicidade e Calma

Estive em Aracaju no período de 20 a 26 de Julho.   Minha intenção inicial era me hospedar em um resort (Dioro) mas ele estava fechado no período.   Tenho dois filhos, de 11 e 14 anos, aluguei um carro no aeroporto e fiquei no Radisson Hotel na praia de Atalaia.

 O hotel é ótimo, excelente padrão, bom atendimento, ótimos serviços e boa localização.   Vale a pena.    Pela minha pesquisa as melhores opções seriam o Radisson ou o Mecure, mas este não tinha um quarto que acomodasse nos 4 e o Radisson tinha, ficando mais em conta.   Ambos são bem proximos.

VISTA DO HOTEL

A praia de Atalaia é o point para os turistas… o Radisson fica em frente ao Oceanário, do projeto Tamar, parada sempre obrigatória e melhor no fim do dia (ente 16 e 17 horas) quando eles alimentam os peixes, tartarugas e tubarões.   Na praia existem vários bons restaurantes e bares, casas de tapioca, diversas opções… das que eu frequentei as duas  melhores foram a churrascaria Sal e Brasa e o restaurante República dos Camarões.   Este é excelente…  ótimos preços, boa comida, excelente ambiente.   Se você quer comer camarões ou frutos do mar, é a opção mais em conta e melhor da praia de Atalaia.   Pode ir sem medo!

As praias para banho e diversão estão ao Sul.    Começando em Atalaia até Mosqueiro, todas são parecidas.    Mar com ondas, um pouco barrento, muito vento.   Eu fiquei em duas barracas de praia, a Parati e a Com Amor Beach Bar.   Ambas tem restaurante, bar, infraestrutura… Preferimos a Com Amor Beach Bar.   Porque?   Apenas porque o serviço foi melhor e a barraca possui mesas fixas, dando mais espaço entre os frequentadores, mais liberdade…e a seleção musical é muito melhor para nós que não gostamos muito da combinação samba-pagode…

LITORAL SUL - MOSQUEIRO

Depois de Mosqueiro tem uma ponte e mais praias ao Sul.   Não ache que vai encontrar uma praia muito diferente … ou você vai até a divisa com a Bahia ou todas serão do mesmo padrão.

Uma opção interessante, caso a maré permita, é o passeio de barco e visita a praia do Goré, na foz do Rio Vaza Barris.

Na cidade fomos ao Mercado, mirante, cruzamos a ponte para visitar a Ilha dos Coqueiros e Atalaia Nova…  vale a visita mas não é obrigatorio.   Não fomos ao passeio no Rio São Francisco porque choveu no dia escolhido…  Acabamos indo aos dois shoppings da cidade, o RioMar e o Jardins…  Ambos tem tudo que voce precisa… Se estiver em Atalaia, o RioMar é melhor.  Menor, não fica tão cheio, atende perfeitamente uma tarde chuvosa.

O ponto alto do passeio, sem duvida, foi o parque dos falcões.    Veja no  Miss Check-in como chegar ou feche um pacote com um taxista.   VALE A PENA.   Gente como o Jose Percilio, que criou e cuida do parque, é o que faz a diferença nesse pais… se tivéssemos mais brasileiros como ele, seriamos um pais melhor.    Voce agenda, leva 40-45 minutos para chegar de carro, e ele te recebe e fica com voce por 2 horas ou mais.   Voce conhece diversos falcões/corujas/aves, pode tocá-las, bater fotos, ve-las voar…  Uma experiência única, diferente e show.

ZÉ PERCÍLIO E O FALCÃO

Espero ajudar quem quiser conhecer Aracaju…  fomos muito bem recebidos.   Não são as melhores praias do Nordeste, mas a cidade é simples, limpa, bonita, eficiente e todos te recebem muito bem.   Se quer desligar e conhecer uma cidade diferente, pode ir sem medo.    Come-se bem, barato… e não deixe de visitar o parque dos Falcões e o Canyon (apesar de não ter ido, pelas fotos, é o melhor passeio da cidade).

FOTOS.Aruanã Eco Praia Hotel – ARACAJU.SE

16 jun

 

 

 

KIT BÁSICO (endereço/ telefone / site):

Localização: Rodovia José Sarney, Praia de Aruana, Litoral Sul, Aracaju/SE. Ao lado da AABB, quase em frente à barraca de praia Paraíso do Baixinho.

–   Telefone: (79) 2105-5200.

Site: www.aruanahotel.com.br

– Twitter: @AruanaEcoHotel

 

DISTÂNCIAS:

 Aeroporto – 8 Km

Passarela do Caranguejo – 4 Km

Lagos da Orla/Oceanário – 7 Km

Shopping RioMar – 11,5 Km

Calçadão/Mirante da 13 de Julho – 13 Km

Centro/Praça dos Mercados – 17 Km

– Para ver todos os detalhes da nossa estada no Aruanã, clica aí .

– E para se inteirar dos outros hotéis que visitamos em Aracaju, dá uma olhadinha na categoria Aracaju. Hotéis  😉 .