Arquivo | PT.PORTUGAL RSS feed for this section

LAUTASCO – Lisboa.

29 abr

A primeira vez que estive em Lisboa descobri o Lautasco por acaso. Caminhávamos pelas ruas estreitinhas e deliciosas de Alfama, quando, de repente, me intriguei com um bequinho, Beco do Azinhal, todo decorado com uns “balangodangos” coloridos.

      

Entrei no beco, claro, e me deparei com um pequeno largo, cercado pelos pequenos e antigos prédios residenciais, típicos da Alfama. As mesas do restaurante ocupam todo o largo, à sombra dos prédios.

Já estava achando tudo perfeito, quando, lá me vem o garçom com um quadro de giz na mão. O cardápio! Ou melhor, a “ementa” no português pt. Amei!!!

Nestas circunstâncias, o Lautasco foi parada obrigatória nesta minha segunda  visita a Lisboa. Embora eu, pessoalmente, tenha o conhecido por acaso, este restaurante é tradicionalíssimo na capital lusa e famoso entre os turistas.

É nós no “LAU” (…tasco)!! rs rs

EMENTA (cardápio)

SALÃO

 Além da excelente comida e dos preços razoáveis, comer no Lautasco permite respirar a atmosfera da Lisboa típica, entre uma garfada e outra observando as janelas  e varais dos moradores do meio que largo, meio que beco.

Close na cueca… kkkkkkk

 E, de quando em quando, um deles aparece, em típica atitude cotidiana, como uma senhora que desceu de seu apartamento para pedir algum ingrediente emprestado no restaurante… rs rs… Pelo visto, deu falta do item enquanto fazia o almoço, pois desceu de avental e com as mãos sujas de farinha (não tirei foto, pois tive receio de ser inconveniente).

Lendo a “ementa”, vi que a “sugestão da casa” era CATAPLANA… sem nenhum google por perto para matar minha curiosidade (rs rs), perguntei ao garçom o que era cataplana? Ele, prontamente, respondeu: “Ah! É CALDEIROADA!”… ÃÃÃÃ??… Pausa para minha “cara de tacho”…. rs rs… Tipo assim… Não tenho a menor noção do que é “caldeiroada”, mas não dava para debater o idioma no pedido do almoço… rs rs.

Peculiaridades à parte, vamos aos pratos:

Entradas

Esse queijinho (fatiado e amarelo no canto esquerdo) é tuuudo!!

Sardinhas na cebola.

 

Prato principal

Bacalhau assado – 13,90 Euros.

Este foi o primeiro bacalhau que minha mãe comeu em Portugal e achou, simplesmente, D-I-V-I-N-O!! O sabor é leve e a textura é de uma posta alta e fresca, macia e salgada no ponto, finalizado com o sabor das batatas. Além do bacalhau, ainda pedimos omelete e uma salada de tomates:

Ometele – 7,90 Euros.

Salada de tomates – 5,90 Euros.

A omelete é muito saborosa e as entradas são “mui” preciosas, mas, como diz minha irmã: alô! Atenção! As entradas são servidas involuntariamente. Tão logo você senta, eles já vão trazendo e, embora você não tenha pedido, mas, certamente, tenha comido, achando tudo maravilhoso, os itens que consumir  vêm na sua continha, ok?

Ah!! Sim! E a nossa sobremesa… Um “mimo”:

Arroz doce – 2,90 Euros.

Ementa de sobremesas.

 Como chegar: Metrô: Estação Terreiro do Paço. Nesta estação, saia pela Rua do Infante, saída oposta à Praça da Comércio. Atravesse a Rua do Infante e o estacionamento do Campo das Cebolas, entre esta rua e a Rua da Alfândega, bem em frente à Casa dos Bicos. Prossiga na Rua da Alfandega, à direita, até o Largo Chafariz de Dentro, em frente ao Museu do Fado: 

No Largo Chafariz de Dentro, de costas para o Museu, à sua esquerda está estreita entrada da Rua São Pedro e, no início desta rua, à direita, está o Beco do Azinhal:

Anúncios

Ligando para o Brasil – PORTUGAL

28 abr

Já li pela internet vários comentários sobre as vantagens de comprar, em Portugal, planos de celular locais – tanto pela TMN como pela Vodafone.  Ok!!! Bacana, descolado, “iphonizado” e super antenado… Mas… Para a maioria dos casos, um simples “cartãozator telefonator” (tabajara… rs)  resolve todas suas questões telefônicas.

Em qualquer banca de jornal que você chegar em Portugal e pedir um cartão telefônico, tão logo percebam seu sotaque verde e amarelo, perguntarão: “é para o Brasil?” e te apresentarão este cartão:

É super fácil usar seguindo estas instruções do verso. Para visualizar o número do cartão, basta raspar a tarja que o recobre. Você pode ligar de qualquer telefone público e até do quarto do hotel (mas, fique atento! No hotel cobra-se uma taxa por cada ligação efetuada).

O cartão custa 5 Euros, com crédito de igual valor. Também é econômico e, só para ter uma noção, a primeira ligação que fizemos durou pouco mais de 3 minutos e gastamos apenas 0,35 centavos do crédito.

O problema é que este só liga para telefone fixo. Então, em nossas caminhadas por Lisboa, em uma das saídas da estação de metrô Marquês de Pombal, minha irmã se deparou com um cartão telefônico com Ivete Sangalo estampada nele… Aí, já viu… Fã abobalhada de Ivete, ela correu para a banca e voltou com o cartão na mão, com a informação de que o “da Ivete” liga para celular… rs rs rs.

… E liga mesmo! No mesmo valor e no mesmo esquema do primeiro cartão mostrado, faz ligações tanto para móvel como para fixo e chega a realizar até 5 ligações DDI curtas (entre 2 e 3 minutos) para celulares.

Outra opção é  ligar a cobrar para o Brasil, via Embratel. Em cada país, a Embratel tem um código específico para este tipo de ligação.

Em Portugal, você deve discar: 800 800 550  e, em seguida, uma gravação fornecerá as instruções para a realização da sua chamada.

Para todos os códigos Embratel, clique aqui .

Ah… E só para ilustrar como minha irmã é doente por Ivete Sangalo:

Me fez vasculhar as imediações do Hotel só para tirar esta foto!!! rs rs rs

Surtando total II – O confronto final (PORTUGAL)

27 abr

E AGORA???

Como enfiar nos 2 volumes da franquia de bagagem o resultado consumista de quatro muambeiros baianos após  uma semana em Portugal ??? kkkkkkkk

Simples assim:

11 malas: 08 de porão (2 volumes por pessoa),  três de mão, alguns saquinhos e demais bugigangas espalhadas nas bolsas, além de algumas rezas para Santo Expedito das “Malas” Impossíveis para que nos livre de todo mal da Receita Federal (kkkkk… brincadeira, viu??? Surtados, mas lícitos!!!)

Lembrando que: NENHUM LÍQUIDO com mais de 100 ml na bagagem de mão, ok??? Vi várias pessoas se desfazendo de litros de vinho, shampoos e azeites no raio x por terem se passado neste detalhe. Acho uma perda irreparável ter que largar seus líquidos preciosos na esteira de verificação. Para evitar qualquer transtorno, coloque tudo na bagagem de porão e regresse feliz!!!! 🙂

A Vida Portuguesa – LISBOA

26 abr

 Vejam como tudo se encaixa na vida de turista… Fizemos o passeio para Sintra/Cascais na quinta-feira (21/04/11). No ônibus, conhecemos a Rita, uma paulista super bacana que nos deu várias dicas legais de Lisboa, notadamente, sobre compras. Entre estas dicas, a Rita nos falou de uma loja fantástica, localizada na Baixa-Chiado: A Vida Portuguesa.

Fiquei eufórica com a descrição que a Rita fez do lugar: uma loja típica portuguesa que vende produtos antigos, genuinamente portugueses, em suas embalagens originais.

Não deu outra, por volta das 19h, o ônibus da excursão nos deixou na Marquês de Pombal. Saímos correndo para o metrô para chegar a tempo, já que o comércio fecha às 20h. E a Rita nos apoiando: “corram, meninas, que dá tempo!!”… rs rs rs… A Rita também foi um achado brasileiro em pleno nosso tour lusitanto!!!!

Pegamos o metrô e descemos na Estação Baixa-Chiado. Pegamos a saída Largo do Chiado/ Rua da Misericórdia, oposta à saída para a Rua do Crucifixo. Ao subir os três lances de escadas rolantes, chegamos na escadaria final que já sai no Largo onde está localizada a famosa Cafeteria Brasileira. Descendo o largo um pouquinho,  na segunda rua à direita, Rua Anchieta, está a loja.

A Rua Anchieta é uma rua curtinha e de pouco movimento. A Vida Portuguesa fica em um prédio antigo e rústico, no nº 11:

 A loja é tudo o que a Rita havia falado: um lugar retrô, com uma atmosfera mágica! Os produtos são de uma delicadeza cativante e cada um deles é exposto com pequenos cartazes que explicam sua origem e sua história:

Perfumaria, livros, brinquedos, utensílios domésticos, culinária. Tudo o que você pensar e que compunha o cotidiano português, revelado em produtos datados do século XIX e início do século XX:

Vale muuuuito a pena conhecer e, na minha opinião, é uma das lojas mais incríveis de Lisboa. E, o melhor de tudo, exatamente como a Rita já havia nos explicado, eles também mantém uma loja on-line , onde você também pode adquirir seus produtos.   

Eu, claro, comprei vários “negocinhos”… rs rs rs… Sabonetinhos fofos, sardinhas de chocolate e, pra fechar com chave de ouro, ainda encontrei um livreto que fala dos produtos vendidos na loja… Eu… Estudante de Publicidade… Surtei com isso!!!! (Só pra variar… Surtar em Portugal!!! kkkkk)

Sardinha de chocolate - 4,90 Euros.

Sabonete Claus Porto Melodia (miniatura) - 3,60 Euros.

Sabonete Claus Porto Favorito (miniatura) - 3,60 Euros.

Livreto sobre os produtos - 2,00 Euros.

Eu e meu pai descansando na porta da loja... Não tem preço (rs rs).

E aí está uma foto nossa com a Rita, a responsável por essa super dica de compras lisboetas culturalmente corretas!!!! kkkkkkkkkkkkkk

A Rita entre as Anna's (minha irmã e eu), em Cascais.

Então, #ficaadica by Rita:

EMBALAGEM

E, só pra finalizar, um último pitaco, super quente, da Rita: o site Lisbon Lux , um guia de Lisboa com altas dicas sobre a cidade. A Rita é demais, viu??? 🙂

Você já chupou um rebuçado?? PORTUGAL

26 abr

Sem correr o risco de ser inconveniente, eu te garanto que sim!!! rs rs

Pois é, eu também não sabia que há anos chupo rebuçado kkkkkkkkk

Entramos em  uma lojinha típica portuguesa, a Pérola do Rossio, localizada na Praça do Rossio, em Lisboa. Na “montra” (vitrine) vi várias e lindas embalagens com BALAS de todas as espécies. Fiquei encantada e, dessa forma, virei para o dono da loja, um simpático português de vasto bigode que estava no balcão, e disse: “Eu vou levar essas balas aqui”. Ele, bem sério, retrucou: “a senhora tem porte de arma?”. Não entendi meeeesmo a pergunta, mas, de pronto, respondi: “tenho” (sou policial! Acho que havia esquecido de comentar esse pequeno detalhe sobre minha pequena pessoa). Ele soltou uma gargalhada e, brincando, me informou que BALA em PORTUGAL tem sentido apenas de MUNIÇÃO. A GULOSEIMA, o DOCE,  lá é chamado de REBUÇADO. Por isso, para comprar BALAS em Portugal, só mesmo com porte de arma… kkkkkkkkkkk

Os Rebuçados da Régua são típicos de Portugal e levam esse nome porque são originários da localidade de Peso da Régua, ao norte de Portugal, na região do Douro.  Assim como as balas (rebuçados), as rebuçadeiras, mulheres que fazem e vendem os rebuçados pela pequena cidade, também são tradicionais e a receita passa de geração em geração, preservando a tradição e a história do lugar.

“OFERTA” Miss Check-in

25 abr

Olá!!! Estou de volta!!!! Muito feliz!!! Viagem perfeeeeeeeeeeita!!!!

Agora é postar, postar e postar tuuuuuuuuuudo que Portugal tem de melhor!!

Mas, vamos ao  que interessa:

Primeiro: o título deste post, “oferta”, é uma referência ao português de Portugal, onde OFERTA = PRESENTE.

Uma das coisas que mais gosto de fazer ao viajar é comprar um moooonte de souvenires que carregam consigo um pouco da alma dos belos lugares que tive oportunidade de conhecer. Distribuí-los entre as pessoas especiais que sempre ficam por aqui esperando meu retorno é como poder dividir com cada uma delas a emoção que vivi nestes lugares lindos.

Por isso eu já havia saído daqui com um plano na cabeça e agora vou dividi-lo com vocês.

Pensei em uma forma de presentear um dos leitores do site.  Como sorteio ou promoção seriam complicados de preparar por agora, decidi então presentear a PRIMEIRA pessoa que encontrou o site POR ACASO e  REGISTROU esta sua primeira visita em um COMENTÁRIO.

Esta pessoa foi a JAIRA SANTIAGO. Para “ofertá-la” (rs), eu trouxe  esse “cantil” português fofo da Artlusa , que comprei na lojinha de souvenires do Castelo de São Jorge. Espero que goste!!!!

Temos outros comentaristas assíduos por aqui, mas estes são pessoas ligadas a mim e… É claaaaaaaaaaaaro… Para eles, de cara, eu já trouxe lindas lembrancinhas!!!! 🙂  🙂

Cabo da Roca.FOTOS – PORTUGAL

21 abr