PARATY.RJ – como cheguei e onde fiquei.

21 maio

Nos preparativos para o #ShowdoPaul, no Rio, daqui a… Ui … rs rs… 2 dias… Acabou batendo uma vontade nostálgica de falar de Paraty, aquele pedacinho de paraíso espremido entre a Serra e o Mar, cheio de beleza e História.

Só estive em Paraty uma vez, em dezembro de 2010, para, como de costume, comemorar meu aniversário a quilômetros da minha rotina. Acertei tudo sozinha: passagens, pousada e outros detalhes. Plano A: a princípio, iria com o Hélio, no velho esquema lua-de-mel. Mas o vestibular da UFS decidiu estragar nossos planos e, com a mudança nos dias das provas, o Hélio, vestibulando de Engenharia Mecânica, não poderia ir comigo na data marcada. Plano B: fui com minha mãe e, no final das contas, o Hélio chegou no segundo dia, depois do vestibular… kkkkkkk… Lua-de-mel com direito a sogra e quarto triplo! Mas, te juro… Foi perfeito! Muitíssimo divertido!

COMO CHEGAR:

Chegamos de madrugada, por volta das 01:30h, no Galeão, Rio de Janeiro. Como estávamos sozinhas, eu e minha mãe, achamos melhor não arriscar e preferimos pegar um táxi das empresas credenciadas no aeroporto. A corrida de táxi até a rodoviária custou R$ 67,00. Já o Hélio, sempre destemido, chegou no mesmo horário, pegou um dos táxis normais e acabou economizando R$ 17,00. A mesma corrida saiu por R$ 50,00.

Pela internet, encontrei  a empresa de ônibus que faz a linha Rio-Paraty. O transporte é feito pela COSTA VERDE e, no site da empresa, vi os horários disponíveis. O primeiro ônibus sai às 04h e o último às 21h. A passagem, hoje, está custando R$ 55,00 (na época, R$ 52,00). O site disponibiliza a compra pela internet, mas, na época, fiz umas três tentativas e não consegui comprar. Acabei comprando na rodoviária mesmo, assim que o guichê abriu, lá pelas 03:45h. Pegamos o ônibus das 04:00h. Na rodoviária do Rio, o guichê da Costa Verde fica no térreo. De frente para a entrada principal da Rodoviária, onde param os táxis, entre na rodoviária e siga à direita,  onde haverá algumas cadeirinhas e, lá no canto,  perto do guarda-volumes, o pequeno guichê da Costa Verde.

A viagem dura umas quatro horas e percorre a Rio-Santos (BR-101). Nesse ponto, vai um #ficaadica: se puder, faça a viagem durante o dia para apreciar a paisagem. A vista é um escândalo de linda, passando por belíssimas praias e ainda pela Usina Nuclear de Angra. Angra dos Reis está no meio do caminho e o ônibus faz uma parada na rodoviária da cidade.

Vista da BR-101 - Rio-Santos.

Usina Nuclear de Angra dos Reis.

POUSADA:

Escolhi a pousada pela internet. Fui batendo de site em site e, após encontrar umas pousadas lindas, estilo casarões coloniais, com diárias “super em conta” (rs rs) de mais R$300,00… Claro, optei por uma opção mais barata. Foi aí que encontrei a POUSADA MORRO DO FORTE. Pelo site, adorei a Pousada e, após entrar em contato, consegui o valor da diária ainda na baixa estação, por R$ 180,00 no quarto duplo simples. Depositei  50%  para confirmar a reserva e o restante paguei no check-out.  Hoje, o valor da diária, na baixa estação, está R$ 190 no quarto simples e R$ 235 no quarto luxo. Para mais informações sobre as tarifas, clique aqui.

Não me decepcionei. A pousada é realmente uma graça! As instalações são exatamente como aparecem no site:

O quarto simples é pequeno, mas agradável, na medida certa para quem passa o dia inteiro fora, curtindo cada canto da cidade:

 E sua localização, embora não esteja no coração do centro histórico, não deixa nada a desejar. A Pousada está bem em frente à entrada do Forte do Defensor Perpétuo, datado de 1703:

Forte do Defensor Perpétuo.

Vista do morro do Forte.

Descendo a rua, em uma curta caminhada, logo se chega à Praia do Pontal:

Praia do Pontal

No sentido contrário, subindo a rua, logo na esquina, à esquerda, está a rua que, em uma caminhada de pouco mais de cinco minutos, leva ao Centro Histórico. Ainda subindo a rua, mais à frente, à direita, está o acesso à Praia de Jabaquara, localizada a cerca de 500 metros da Pousada:

Praia de Jabaquara

Balacobacco Beach Bar - Praia de Jabaquara.

 Além de todos esses pontos, ainda tenho que falar da Bernadete, que é responsável pela Pousada no período da manhã. Pense num doce de pessoa!! Foi ela que nos recebeu quando chegamos, arrasadas e moídas, na Pousada. Com seu bom humor, foi super  agradável e solícita e, de cara, já nos foi dando várias dicas sobre a cidade.

O café da manhã também é simples, mas satisfatório e a vista que se tem da varanda onde o café é servido já vale tudo. Começar o dia com aquela visão, vamos combinar, deixa qualquer pão com manteiga divino!! kkkkkkkkkkkk.

Nosso café da manhã...

A vista do nosso café da manhã...

... O café da manhã dos passarinhos!!!

Mais informações e reservas, no site da Pousada.

Telefone:  (24) 3371-1211

Ah!! E como toda comédia romântica tem  final feliz… O Hélio passou no vestibular e… Está aqui agora, do meu lado, quebrando a cabeça com Cálculo I e Vetores não sei das quantas… kkkkkkkkk… Doido pra voltar a Paraty! 🙂 🙂

9 Respostas to “PARATY.RJ – como cheguei e onde fiquei.”

  1. Hélio César às 18:57 #

    Amor!!! Na minha opinião, esse é o post mais lindo do site!!! Paraty é um sonho, um lugar deslumbrante. A viagem foi inesquecível. E a companhia da sogra, Dona Néia, foi muito divertida. Todo mundo deveria ir à Paraty ao menos uma vez na vida.

  2. Gina às 22:18 #

    Que lugar lindo e romântico!Ótimo para uma lua de mel.
    Tudo detalhadinho ficou ainda melhor!!
    Esse tal de Cálculo I (e Vetores) tb é o “bicho papão” do meu filhote q faz eng. ambiental, rsrs.
    Abçs

  3. João Hungria às 17:04 #

    Já li esse post pra mim e reli para minha mãe ouvir, como diz ela “do jeito que ela descreve se tivesse dinheiro iria pra Paraty hoje” vou fz o fã clube misscheck-in já *-*

  4. Santana às 20:40 #

    João Hungria, faço minhas as palavras de sua mãe,“do jeito que ela descreve se tivesse dinheiro iria pra Paraty hoje”.

  5. Muito lindo Paraty. Um dia conhecerei esse paraíso.

  6. Diogo Figueiredo às 19:30 #

    Amiga, estou pensando em conhecer Paraty e, claro, seu blog me serve de inspiração. Sempre que visualizo uma viagem, penso em você.

    • Anna Guimarães às 19:49 #

      Own! Lindo!
      Você vai amar Paraty!
      É linda de viver (como diz você! rs rs)
      Xero,
      Anna

  7. Vanderli às 09:42 #

    Bom dia.
    Eu só tenho a agradecer as pessoas que falam bem da minha Cidade de paraty. Eu tenho 52 anos e sou nascido e criado em Paraty.RJ. Eu sou taxista nesta Cidade.
    Aqui o táxi é um pouco caro,eu acho.Aqui os táxi não tem taxímetro é cobrado com uma tabela feita pela Prefeitura.
    Agora eu deixar minha propaganda ķkkk.
    Se precisar de um táxi. Tel – 24 ) 999187834.
    Busco em aeroportos e centro das Cidades
    Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: