PARATY.RJ – como cheguei e onde fiquei.

21 maio

Nos preparativos para o #ShowdoPaul, no Rio, daqui a… Ui … rs rs… 2 dias… Acabou batendo uma vontade nostálgica de falar de Paraty, aquele pedacinho de paraíso espremido entre a Serra e o Mar, cheio de beleza e História.

Só estive em Paraty uma vez, em dezembro de 2010, para, como de costume, comemorar meu aniversário a quilômetros da minha rotina. Acertei tudo sozinha: passagens, pousada e outros detalhes. Plano A: a princípio, iria com o Hélio, no velho esquema lua-de-mel. Mas o vestibular da UFS decidiu estragar nossos planos e, com a mudança nos dias das provas, o Hélio, vestibulando de Engenharia Mecânica, não poderia ir comigo na data marcada. Plano B: fui com minha mãe e, no final das contas, o Hélio chegou no segundo dia, depois do vestibular… kkkkkkk… Lua-de-mel com direito a sogra e quarto triplo! Mas, te juro… Foi perfeito! Muitíssimo divertido!

COMO CHEGAR:

Chegamos de madrugada, por volta das 01:30h, no Galeão, Rio de Janeiro. Como estávamos sozinhas, eu e minha mãe, achamos melhor não arriscar e preferimos pegar um táxi das empresas credenciadas no aeroporto. A corrida de táxi até a rodoviária custou R$ 67,00. Já o Hélio, sempre destemido, chegou no mesmo horário, pegou um dos táxis normais e acabou economizando R$ 17,00. A mesma corrida saiu por R$ 50,00.

Pela internet, encontrei  a empresa de ônibus que faz a linha Rio-Paraty. O transporte é feito pela COSTA VERDE e, no site da empresa, vi os horários disponíveis. O primeiro ônibus sai às 04h e o último às 21h. A passagem, hoje, está custando R$ 55,00 (na época, R$ 52,00). O site disponibiliza a compra pela internet, mas, na época, fiz umas três tentativas e não consegui comprar. Acabei comprando na rodoviária mesmo, assim que o guichê abriu, lá pelas 03:45h. Pegamos o ônibus das 04:00h. Na rodoviária do Rio, o guichê da Costa Verde fica no térreo. De frente para a entrada principal da Rodoviária, onde param os táxis, entre na rodoviária e siga à direita,  onde haverá algumas cadeirinhas e, lá no canto,  perto do guarda-volumes, o pequeno guichê da Costa Verde.

A viagem dura umas quatro horas e percorre a Rio-Santos (BR-101). Nesse ponto, vai um #ficaadica: se puder, faça a viagem durante o dia para apreciar a paisagem. A vista é um escândalo de linda, passando por belíssimas praias e ainda pela Usina Nuclear de Angra. Angra dos Reis está no meio do caminho e o ônibus faz uma parada na rodoviária da cidade.

Vista da BR-101 - Rio-Santos.

Usina Nuclear de Angra dos Reis.

POUSADA:

Escolhi a pousada pela internet. Fui batendo de site em site e, após encontrar umas pousadas lindas, estilo casarões coloniais, com diárias “super em conta” (rs rs) de mais R$300,00… Claro, optei por uma opção mais barata. Foi aí que encontrei a POUSADA MORRO DO FORTE. Pelo site, adorei a Pousada e, após entrar em contato, consegui o valor da diária ainda na baixa estação, por R$ 180,00 no quarto duplo simples. Depositei  50%  para confirmar a reserva e o restante paguei no check-out.  Hoje, o valor da diária, na baixa estação, está R$ 190 no quarto simples e R$ 235 no quarto luxo. Para mais informações sobre as tarifas, clique aqui.

Não me decepcionei. A pousada é realmente uma graça! As instalações são exatamente como aparecem no site:

O quarto simples é pequeno, mas agradável, na medida certa para quem passa o dia inteiro fora, curtindo cada canto da cidade:

 E sua localização, embora não esteja no coração do centro histórico, não deixa nada a desejar. A Pousada está bem em frente à entrada do Forte do Defensor Perpétuo, datado de 1703:

Forte do Defensor Perpétuo.

Vista do morro do Forte.

Descendo a rua, em uma curta caminhada, logo se chega à Praia do Pontal:

Praia do Pontal

No sentido contrário, subindo a rua, logo na esquina, à esquerda, está a rua que, em uma caminhada de pouco mais de cinco minutos, leva ao Centro Histórico. Ainda subindo a rua, mais à frente, à direita, está o acesso à Praia de Jabaquara, localizada a cerca de 500 metros da Pousada:

Praia de Jabaquara

Balacobacco Beach Bar - Praia de Jabaquara.

 Além de todos esses pontos, ainda tenho que falar da Bernadete, que é responsável pela Pousada no período da manhã. Pense num doce de pessoa!! Foi ela que nos recebeu quando chegamos, arrasadas e moídas, na Pousada. Com seu bom humor, foi super  agradável e solícita e, de cara, já nos foi dando várias dicas sobre a cidade.

O café da manhã também é simples, mas satisfatório e a vista que se tem da varanda onde o café é servido já vale tudo. Começar o dia com aquela visão, vamos combinar, deixa qualquer pão com manteiga divino!! kkkkkkkkkkkk.

Nosso café da manhã...

A vista do nosso café da manhã...

... O café da manhã dos passarinhos!!!

Mais informações e reservas, no site da Pousada.

Telefone:  (24) 3371-1211

Ah!! E como toda comédia romântica tem  final feliz… O Hélio passou no vestibular e… Está aqui agora, do meu lado, quebrando a cabeça com Cálculo I e Vetores não sei das quantas… kkkkkkkkk… Doido pra voltar a Paraty! 🙂 🙂

Anúncios

9 Respostas to “PARATY.RJ – como cheguei e onde fiquei.”

  1. Hélio César 21/05/2011 às 18:57 #

    Amor!!! Na minha opinião, esse é o post mais lindo do site!!! Paraty é um sonho, um lugar deslumbrante. A viagem foi inesquecível. E a companhia da sogra, Dona Néia, foi muito divertida. Todo mundo deveria ir à Paraty ao menos uma vez na vida.

  2. Gina 21/05/2011 às 22:18 #

    Que lugar lindo e romântico!Ótimo para uma lua de mel.
    Tudo detalhadinho ficou ainda melhor!!
    Esse tal de Cálculo I (e Vetores) tb é o “bicho papão” do meu filhote q faz eng. ambiental, rsrs.
    Abçs

  3. João Hungria 22/05/2011 às 17:04 #

    Já li esse post pra mim e reli para minha mãe ouvir, como diz ela “do jeito que ela descreve se tivesse dinheiro iria pra Paraty hoje” vou fz o fã clube misscheck-in já *-*

  4. Santana 22/05/2011 às 20:40 #

    João Hungria, faço minhas as palavras de sua mãe,“do jeito que ela descreve se tivesse dinheiro iria pra Paraty hoje”.

  5. Gilvan Santana Dantas 13/10/2012 às 15:16 #

    Muito lindo Paraty. Um dia conhecerei esse paraíso.

  6. Diogo Figueiredo 31/03/2013 às 19:30 #

    Amiga, estou pensando em conhecer Paraty e, claro, seu blog me serve de inspiração. Sempre que visualizo uma viagem, penso em você.

    • Anna Guimarães 31/03/2013 às 19:49 #

      Own! Lindo!
      Você vai amar Paraty!
      É linda de viver (como diz você! rs rs)
      Xero,
      Anna

  7. Vanderli 14/03/2015 às 09:42 #

    Bom dia.
    Eu só tenho a agradecer as pessoas que falam bem da minha Cidade de paraty. Eu tenho 52 anos e sou nascido e criado em Paraty.RJ. Eu sou taxista nesta Cidade.
    Aqui o táxi é um pouco caro,eu acho.Aqui os táxi não tem taxímetro é cobrado com uma tabela feita pela Prefeitura.
    Agora eu deixar minha propaganda ķkkk.
    Se precisar de um táxi. Tel – 24 ) 999187834.
    Busco em aeroportos e centro das Cidades
    Obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: