Dicas de Mendoza – ARGENTINA

8 maio

Localização Mendoza

________________________________

– Mendoza é a capital da província argentina de mesmo nome, localizada a leste dos Andes, aos pés da Cordilheira.

– Está a 340 km de Santiago do Chile; 1050 km de Buenos Aires e 659 km de Córdoba. Confira outras distâncias da capital para pontos da região:

Distâncias de Mendoza - Argentina

 _____________________________________

 – Partindo do Brasil, a Tam tem voos para a Mendoza e a Gol passa a voar para lá a partir de julho de 2015.

Voo Gol para Mendoza

– A Aerolíneas Argentinas também é uma opção, maaaaas… < Nós tentamos viajar pela Aerolíneas em um voo de Mendoza para Cordoba. Para tanto, entrei no site Skyscanner que me levou ao  Atrapalo.com, onde encontrei as passagens pela Aerolíneas com preços excelentes. Comprei. 24 horas após a compra o Atrápalo entrou em contato e informou que os valores da minha compra só estavam disponíveis para argentinos. Para estrangeiros seria outro valor, aumentando em 850 pesos nossa compra. Resultado: desisti. Ficou a experiência. Confira todas essas questões sobre comprar passagens e voar em companhias aéreas dos ‘hermanos’  aqui, no post e comentários do Viaje na Viagem    e  aqui, no Melhores Destinos>

– O transporte rodoviário na Argentina nos pareceu bem eficiente. Várias empresas de ônibus fazem viagens nacionais e internacionais. Você pode verificar os itinerários, horários e comprar sua passagem pela internet através do site TicketOnline.

Andesmar– Na lateral direita do site aparece uma coluna com as diversas empresas que cobrem os mesmos trechos em diferentes horários. Nós viajamos de Córdoba para Mendoza pela El Rápido e de Mendoza para Córdoba pela Cata (confira na coluna indicada)

Pela cidade

  _______________________________

Mendoza é uma cidade fácil de compreender. Suas praças principais estão dispostas como o número cinco de um dado (MAPA COMPLETO DA CIDADE AQUI)

Mapa Praças Mendoza - Argentina

– A praça central e principal – Plaza Independencia – é endereço do Museu Municipal de Arte Moderna e do Teatro Independencia (Av. Chile).

– Em frente ao Teatro há um ponto para compras de passagens e bilhetes para os ônibus turísticos que cortam a cidade.

Quiosque de Venda de Passeios e Passagens - Plaza Independencia - MendozaMais adiante, no centro da praça, há um ponto de aluguel de bicicletas.

Ponto de Alguel de Bicicletas - Plaza Independencia - MendozaIndo em direção ao Calçadão da Sarmiento – Peatonal Sarmiento – estão as fontes e a feirinha de artesanato.

LOCOMOÇÃO

– Fique atento ao caminhar pelas calçadas da cidade. Além das acequias – os canais de irrigação que cortam as ruas – as calçadas, sempre arborizadas, têm aberturas  para as árvores. É bom prestar atenção para evitar acidentes, sobretudo aqueles que costumam caminhar com a cara para cima, tentando fotografar tudo < meu caso 😛 >

Acequitas - Mendoza - Argentina– Achamos táxi em Mendoza bem em conta. Difícil citar preços em um país que inflação atualiza os valores muito rápido, mas da Rodoviária para nosso hotel, na Av. 25 de Mayo, o táxi ficava entre 35 e 37 pesos. Do centro para o Aeroporto pagamos 77 pesos.

– Andar de ônibus também é uma opção viável, mas para isso é preciso comprar o cartão RED BUS.

– Várias lojinhas na cidade vendem esse cartão e, geralmente, têm a indicação “Red Bus” na entrada.

– NÃO é preciso comprar um cartão por pessoa. Você pode comprar apenas um cartão e abastecer com o número de viagens que vai usar. Para duas pessoas, por exemplo, ao subir no ônibus basta passar o cartão duas vezes na máquina (parece óbvio, mas muita gente acaba comprando dois cartões desnecessariamente)

 < Em maio de 2015, uma passagem de coletivo estava custando 4 pesos, inclusive para Maipú, onde ficam as vinícolas. Já para o Aeroporto custava 5 pesos. O cartão Red Bus custava 10 pesos >

– Os ônibus coletivos para Maipú, números 171,172 e 173, saem da Rua La Rioja, no trecho entre as ruas Garibaldi e Catamarca.

– O ônibus para o Aeroporto é linha 6, número 63, e você pode pegar na Rua Salta, no trecho entre as ruas Catamarca e Buenos Aires.

COMÉRCIO e a SIESTA

– Mendoza tem a peculiaridade da siesta, período da tarde em que o comércio fica fechado. Por conta disso, praticamente todo o comércio abre pela manhã, fecha pela tarde e retomam as atividades, geralmente, entre as 17 e 21h.

– A exceção fica, no geral, para as grandes redes de supermercados, como o Carrefour,  shoppings e alguns restaurantes, que funcionam em horário corrido.

ATENÇÃO

– A cidade parece segura, mas, sobretudo nas ruas mais afastadas do centro, com menos movimento, fomos aconselhados por alguns mendocinos a guardar a câmera fotográfica e segurar bem a bolsa. Eles relatam não apenas furtos, mas também roubos com arma de fogo contra turistas. Triste, mas necessário ter a informação para ficar alerta.

AVENIDA LAS HERAS

– É uma das principais ruas comerciais da cidade. Um ótimo lugar para fazer comprinhas de viagem, pois nela concentram-se várias lojas de souvenires, artesanato, couro, vinhos, chocolates e os deliciosos alfajores.

Av. Las Heras - Mendoza - Argentina– Pelas Las Heras se espalham várias agências de viagem, vendendo pacotes para várias atrações da cidade e região, e restaurantes.

– Nós gostamos muito da experiência de almoçar no Mercado Central, localizado na Av. Las Heras, bem próximo à esquina com a Rua Patricias Mendocinas. Variedade de comidas, de pizzas a pescados, e preços mais em conta 😉

Mercado Central - Mendoza - Argentina– Outra boa dica de compras são os supermercados da rede Carrefour. No trecho da Las Heras que percorremos, nas imediações da esquina da Av. 25 de Mayo (onde ficava nosso hotel), encontramos um Carrefour na esquina com a Rua Patricias Mendocinas e outro, maior, na esquina com Av. Belgrano.

– No Carrefour é possível encontrar boa variedade de vinhos e azeites da região.

– Antes de entrar no supermercado, lembre de deixar seus pertences no guarda-volumes de autoatendimento. É só escolher um disponível, trancar e levar a chave com você.

– Na esquina da Las Heras com a Belgrano (avenida da linha de trem), em frente ao Carrefour, funciona uma feirinha de artesanato – Paseo Municipal de Artesanos.

– A partir da Av. Belgrano, a avenida segue, sentido Parque General San Martin, agora como Av. Juan B Justo.

– Na Av. Juan B Justo, poucos metros depois da Belgrano, caminhando sentido Parque General San Martin, no nº 161, fica o restaurante Anna Bistró, com ótima comida, mas um pouco mais caro. Uma boa opção para quem quer ter uma experiência gastronômica mais arrojada.

Anna Bistró - Mendoza - ArgentinaNo caminho, uns passinhos antes do Anna Bistrô, funciona a charmosa ‘Pastelaria’ Brillat Savarin.

Pastelaria - Mendoza - Argentina

AVENIDA SARMIENTO

A Av. Sarmiento é um dos principais eixos turístico da cidade. Cruza a praça principal – Plaza Independencia – sentido Parque General San Martin e Av. San Martin.

– Seguindo por essa avenida para ir ao Parque San Martin (sentido à esquerda do mapa), você vai dar de cara com os portões  de entrada do parque que, por si só, já são uma atração.

– Nesse trecho, a caminho do parque, além de bons restaurantes e charmosos cafés, você também vai encontrar imponentes residências mendocinas.

Casas de Mendoza– Após a Av. Belgrano, que é a avenida da linha de trens, a Av. Sarmiento passa a chamar-se Av. Emilio Civit e segue com esse nome até a entrada do parque.

 -Voltando para a Praça Independencia e agora seguindo pela Av. Sarmiento no sentido oposto ao Parque San Martin (à direita do mapa), logo após a praça, a Sarmiento torna-se um calçadão arborizado.

– Além dos inúmeros cafés, pelo calçadão você vai encontrar agências de viagens, lojas de roupas e couro e a Aerolineas Argentinas (nº 82, no trecho entre a Av. 9 de Julio e Av. San Martin), caso tenha interesse em agilizar passagens de avião pela empresa.

 AVENIDA SAN MARTIN e CÂMBIO

– Entre outras coisas, a Avenida San Martin concentra algumas casas de câmbio, notadamente no trecho entre o Calçadão da Sarmiento e Rua Lavalle.

Mapa Praças Mendoza - Av. San Martin-  Argentina

Apesar disso, FIQUE ATENTO, o melhor câmbio que encontramos foi o da Câmbio Express, localizada na Rua Espejo, nº 58, paralela ao Calçadão da Sarmiento, no trecho entre a Av. 9 de Julio e Av. San Martin.

– Esse foi nosso melhor câmbio em toda a viagem. Compramos peso na cotação de 3,20 pesos para 1 real, contra a cotação de 3 pesos para 1 real na cidade de Córdoba e 2,80 pesos para 1 real, na Casa de Câmbio Santiago (bem próxima a Câmbio Express, na esquina da Av. San Martin com Catamarca, que nos foi indicada antes da viagem).

< Certamente há cotações melhores, mas estas foram as que tivemos acesso enquanto estivemos por lá e, sem indicações, optamos por não gastar o pouco e precioso tempo  da viagem atrás da melhor cotação >

– Atente para o horário de câmbio. Chegamos na Câmbio Express às 10:00 e o sistema de compra/venda de moedas já estava encerrado, divergindo do horário anunciado na entrada.

– Com o sistema fechado,  indicaram alguém para  comprar nossos ‘reais’, mas pelo mesmo valor oferecido pela casa. Seguimos com a pessoa indicada para um prédio ao lado e fomos parar em umas salinhas no subsolo do prédio, no submundo do câmbio, onde fizemos a troca de moedas.

– O mercado paralelo acabou se tornando uma prática comum na Argentina após as medidas de intervenção do governo no mercado de câmbio. Ficou essa nova experiência para nós < Somos de um tempo que o melhor câmbio era do Banco de la Nación rsrs >

– Nessa região da Av. San Martin, inclusive, várias pessoas te abordam pelas calçadas oferecendo câmbio. Em nove dias não foi possível mergulhar nos meandros  das novas práticas cambiais  da Argentina e por isso optamos pelas casas oficiais. Mas, para ajudar você a tirar suas dúvidas e suas próprias conclusões sobre o tema, indico esse post, do Viaje na Viagem e esse outro, do 360meridianos.

– O que você só deve usar na total falta de opção é o cartão de crédito. Entre outras questões, o IOF está  realmente assustador.

CORDILHEIRA

– Aos pés dos Andes, Mendoza tem paisagens incríveis. Seguindo pela Cordilheira, em direção ao Chile, a Ruta Nacional 7 garante vistas, sem exagero… espetaculares.

– Nosso plano era alugar um carro e seguir pela Ruta 7 por nossa conta, mas os preços altíssimos da diária, mais o valor altíssimo de bloqueio no cartão de crédito e o preço salgado da gasolina… enfim… mudamos de ideia.

– Como alternativa, fizemos o passeio Alta Montaña, pela Empresa El Cristo, arrumada de última hora pelo nosso hotel.

– O passeio custou 470 pesos por pessoa e atendeu as nossas expectativas, até porque, conhecemos pontos que sozinhos de carro, sem conhecer bem a região, não conseguiríamos chegar. É o caso do monumento Cristo Redentor, a 4.200 metros de altitude, cujo acesso se dá por uma estrada de terra com curvas  hiper super mega fechadas #tenso 😛

– Nosso objetivo era ir até o Parque Provincial Aconcágua e fazer a trilha até a Laguna de Horcones. O passeio Alta Montaña, entretanto, não leva ao Parque, embora leve a dois mirantes onde, em dias de céu limpo, é possível avistar o pico do Aconcágua.

Mirador del  AconcaguaA entrada para o Parque Aconcágua é paga e os preços não são simbólicos.  Você pode ter mais informações sobre o Parque, inclusive a previsão do tempo (que faz toda a diferença), no site oficial www.aconcagua.mendoza.gov.ar . Confira as tarifas aqui. Algumas rotas no parque precisam de licenças e não estão abertas durante todo o ano. A Laguna de Horcones, entretanto, pode ser visitada durante o ano todo e não requer licença.

Vinícolas

___________________________________

– Parte das vinícolas e olivícolas de Mendonza podem ser encontradas na vizinha Maipú, há 16 km do centro da capital, e Luján de Cuyo, ambas na região metropolitana da Grande Mendoza.

Bodega La Rural - Maipú– A opção que escolhemos para visitar a região foi alugar bicicletas em Maipú, na  Av. Urquiza.

– Para chegar a Maipú, você pode pegar um ônibus coletivo no centro de Mendoza – Linhas 171 (preferencial para as vinícolas),172 e 173 – na Rua La Rioja, no trecho entre as ruas Garibaldi e Catamarca ( em breve, todas as informações detalhadas em um post específico)

– Ocorre que as vinícolas ficam espalhadas e o deslocamento entre elas, além de levar certo tempo, pode ser cansativo. Para quem não quer atividade física e prefere conhecer as vinícolas de maneira mais confortável, vale a dica do serviço BUS VITIVINÍCOLAS, cujo bilhete pode, inclusive, ser comprado pela internet no site www.busvitivinicola.com

– Algumas bodegas exigem reserva.

Informações uteis

______________________________

– A voltagem é 220 e as tomadas comportam o modelo de dois pinos redondos. Caso seus aparelhos tenham tomadas no novo padrão de três pinos, você vai precisar de adaptador de tomadas.

– Para ligações telefônicas, há vários ‘locutórios’ pela cidade.

– O código DDI da Argentina é +54. O código de área de Mendoza é 0261.

– Para ligar a cobrar da Argentina para o Brasil disque 0800 999 5500 de qualquer telefone e siga as instruções da Embratel.

Mapa de Mendoza

_________________________________

– Clique na imagem do mapa para ampliar

– Note que Las Heras, acima do mapa, e Godoy Cruz, abaixo, referem-se a ‘departamentos’ (municípios) vizinhos a capital, que integram a região metropolitana da Grande Mendoza 😉

– Para deixar sua viagem redondinha, confira também:

Links úteis para sua viagem.

Dicas para arrumar a mala.

– Acompanhe nossas dicas curtinhas e rapidinhas no  Instagram @misscheck

Todas as dicas dessa viagem estão na hashtag #argentinanomiss

As dicas de Córdoba você encontra na hashtag #cordobanomiss

E as dicas de Mendoza na hashtag #mendozanomiss

Anúncios

23 Respostas to “Dicas de Mendoza – ARGENTINA”

  1. Angela de Castro Melo 25/05/2015 às 06:59 #

    Maravilhoso
    Tomei nota de tudo
    Beijos

  2. Cristiano Rodrigues 07/09/2015 às 10:42 #

    As Dicas da Anna foram sensacionais. Gostamos e seguimos todas. está de Parabens!

    • Anna Guimarães 07/09/2015 às 22:17 #

      Cristiano,
      Muitíssimo obrigada pelo retorno.
      Agora quero suas dicas por aqui.
      Sua experiência em Mendoza foi incrível 😉
      Abraço,
      Anna

  3. Erika 03/01/2016 às 12:09 #

    Olá ! Parabéns pelo site , me esclareceu muitas dúvidas! Vamos agora em Janeiro , 03 pessoas e queremos visitar a Chandon. Estaremos em Mendonza dia 16 a 19 . Esta querendo pegar um taxi preço fixo , uma vez que o ônibus só sai na quarta e sexta para lá ..Vc tem ideia do valor e onde contratamos ? Muito obg!

  4. André 04/04/2016 às 14:08 #

    Otimas dicas, muito util!

    • Anna Guimarães 05/04/2016 às 08:57 #

      Obrigada pelo retorno, André!
      Qualquer dúvida, estou por aqui.
      Abraço,
      Anna

  5. PAULO 06/11/2016 às 11:32 #

    Olá pessoal

    Alguém pode atualizar o câmbio paralelo em Mendoza? Dólar e Real. Estou chegando em Mendoza na quarta-feira, passando antes em Santiago e vi a cotação do câmbio lá em Santiago 1 Real = 4,54 ARS, enquanto o câmbio oficial em Mendoza vi que está 1 Real = 4,00 ARS, gostaria de ver se no paralelo está melhor que o oficial de Santiago. Agradeço a colaboração.

    • Anna Guimarães 06/11/2016 às 15:09 #

      Oi, Paulo!
      Tudo bem?
      Obrigada pelo comentário.
      As informações desse post são de maio de 2015.
      Como não retornamos à Argentina após isto, não temos informações atualizadas do câmbio.
      Mas dá uma olhada no post do Cristiano, que esteve lá um pouco depois. Ele deixou dicas interessantes sobre o câmbio na cidade 😉

      https://misscheck-in.com/2015/09/21/mais-dicas-de-mendoza-por-cristiano-rodrigues/

      Abraço,
      Anna

    • Matheus 25/11/2016 às 02:05 #

      Paulo, por favor, onde vc viu câmbio em Santiago por 4,54??? Vou para Mendoza e quero trocar no Chile…

      • Paulo 13/12/2016 às 18:24 #

        Oi Matheus

        Eu cambiei na AFEX da rua Agostinas. Tava o real a 208 CLP e o peso a 42 CLP, assim acabou saindo o real a 4.95 ARS. Ficou muito bom, em Mendoza estava 4.80 no paralelo. Para ter idéia do câmbio em Santiago veja os sites cambiossantiago.com ou AFEX. CL, cote sempre na AFEX da Agostinas é a melhor cotação, nas outras lojas eles pagam menos. Boa viagem

      • Anna Guimarães 14/12/2016 às 17:46 #

        Obrigada, Paulo 😉

      • PAULO 13/12/2016 às 18:36 #

        O site certo é cambiosantiago.cl, tem também o brollano.cl, mas a AFEX (R. Agustinas 1050) tem quase sempre a melhor cotação.

      • PAULO 15/12/2016 às 11:24 #

        De nada, é um prazer ajudar.

Trackbacks/Pingbacks

  1. CASA DE CAMPO – aconchego e boa comida em Maipú – MENDOZA.ARGENTINA | Miss Check-in - 12/05/2015

    […] – O Básico de Mendoza – Dicas úteis. […]

  2. Mercado Central – Mendoza – ARGENTINA | Miss Check-in - 13/05/2015

    […] – O Básico de Mendoza – Dicas úteis. […]

  3. Viajar de ônibus pela Argentina – Nossa experiência entre Córdoba e Mendoza | Miss Check-in - 26/05/2015

    […] – O Básico de Mendoza – Dicas úteis. […]

  4. Arredores de Córdoba – o que ver em Jesús María – ARGENTINA | Miss Check-in - 10/07/2015

    […] – O Básico de Mendoza – Dicas úteis. […]

  5. Como visitar as bodegas de Mendoza- ARGENTINA | Miss Check-in - 03/08/2015

    […] – Antes de mais nada, você vai precisar comprar e carregar o cartão ‘Red Bus’, utilizado no transporte coletivo. É vendido em vários estabelecimentos da cidade, como pequenos mercados e lanchonetes (falamos dele aqui). […]

  6. TOUR ALTA MONTANHA – MENDOZA: um dia pela Cordilheira | Miss Check-in - 01/09/2015

    […] Confira mais dicas de Mendoza aqui e veja os detalhes de como visitar as bodegas […]

  7. Mais dicas de Mendoza – por Cristiano Rodrigues | Miss Check-in - 21/09/2015

    […] Confira mais dicas de Mendoza aqui e veja os detalhes de como visitar as bodegas de […]

  8. Hospedagem em Córdoba: nossa experiência no Santiago Building – ARGENTINA | Miss Check-in - 25/10/2015

    […] – O Básico de Mendoza – Dicas úteis. […]

  9. La Costanera – a tradicional casa de alfajores artesanais de Córdoba – ARGENTINA | Miss Check-in - 02/11/2015

    […] – O Básico de Mendoza – Dicas úteis. […]

  10. Museu da Memória (Museo de La Memoria) – CÓRDOBA.ARGENTINA | Miss Check-in - 29/11/2015

    […] – O Básico de Mendoza – Dicas úteis. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: